Revista GGN

Assine

Fora de Pauta

Nesta seção entrarão comentários pessoais levantando questões para discussão que ainda não foram abordadas pelo GGN.

A diferença do Clipping é que, aqui, contemplam-se as observações pessoais dos leitores, ainda que possam vir acompanhadas dos textos de terceiros que inspiraram a nota.

Clique no botão "adição rápida" para incluir seu post.

Ciência em um mundo aberto, por Gustavo Gollo

Ciência em um mundo aberto

por Gustavo Gollo

A profissão de cientista é, hoje, bastante comum e difundida mundialmente. No Brasil, como em outros países, os profissionais da pesquisa exercem frequentemente o duplo papel de professoras/pesquisadores, mescla profícua por fornecer ao pesquisador uma plateia para suas realizações, e, aos alunos, professores vibrantes engajados na construção do conhecimento. Professores que não participam do processo de desenvolvimento do conhecimento acabam murchando, perdendo o interesse em um tema que são obrigados a repetir ano após ano. Os que participam do jogo de desenvolvimento do conhecimento vibram com seus temas e suas realizações, a diferença costuma ser óbvia.

O número de profissionais da pesquisa, 100 anos atrás, no Brasil, era ínfimo; apenas uns poucos gatos pingados eram contratados como cientistas, em nossas terras. Hoje, as universidades públicas aglomeram um contingente considerável de professores/pesquisadores, existindo, no país, alguns outros institutos de pesquisa com o mesmo propósito. No mundo inteiro, a quantidade de cientistas, profissionais de pesquisa, tem aumentado imensamente.

Leia mais »

Sem votos

Joseph Conrad e o alvorecer da globalização

por Douglas Portari

A professora Maya Jasanoff, da Universidade Harvard, escreveu o livro The Dawn Watch – Joseph Conrad in a Global World, da Penguin Press (A Vigília da Madrugada – Joseph Conrad em um Mundo Global, em tradução livre) como uma mistura de biografia e diário de bordo (ela refez algumas das viagens de Conrad). A obra é analisada aqui pelo jornalista, escritor e professor Adam Hochschild (de O Fantasma do Rei Leopoldo), cuja resenha primorosa para a revista Foreign Affairs alinhava Conrad, o imperialismo e as similitudes com o presente. Achei que valia a tradução.

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Geddel dos R$ 51 milhões e os ladrões de panificadora

No Acre, 2 ladrões de uma panificadora foram condenados a 9 anos, 11 meses e 23 dias:

https://www.ac24horas.com/2018/02/17/mantida-condenacao-de-dupla-que-roubou-panificadora-pena-de-quase-dez-anos-em-regime-fechado/

Geddel, o de  R$ 51 milhões em malas, por enquanto está recolhido na Papuda, mas o MP pede que o condenem a 7 anos de prisão por atrapalhar  investigações. 

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-02/ministerio-publico-pede-7-anos-de-prisao-para-geddel

Sem votos

HÁ CORRUPÇÃO NOS EUA ? SIM, TEM MUITA E É LEGAL

Os Estados Unidos sempre tiveram a pretensão de ser a policia moral do mundo e depois do surgimento da cultura do politicamente correto o tom moralista subiu.

Mas, dirão parvos que pouco sabem sobre o que são ou como foram formados os EUA, lá não tem corrupção porque eles são muito severos quanto a isso., acham os bem pensantes dos cursos de “compliance”.

É preciso ser muito simplório para acreditar que os EUA são um país onde não há corrupção. Na realidade o suposto combate à corrupção FORA DOS EUA tornou-se um grande negocio para os americanos, um grande “business” de ensinar o “compliance”, a cultura de absoluta obediência a regras formais de moralidade, negocio que vai de vento em popa com grandes escritórios de advocacia lucrando na auditoria dessas regras moralistas, indicando inspetores fixos nas empresas apanhadas como corruptas ou então consultorias caríssimas dando aulas para provincianos basbaques com tanta sabedoria da lisura. Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Tecnologia de ponta da IHARA é destaque no Show Tecnológico Fundação ABC

Campeão mundial de produtividade de soja em 2018 e principal produtor de feijão do país, segundo dados do IBGE, o Paraná será palco de uma das maiores feiras do Brasil com foco nessas culturas. Nos dias 21 e 22 de fevereiro, em Ponta Grossa, acontece a edição 2018 do Show Tecnológico ABC, realizado pela Fundação ABC. Com a premissa de trazer a inovação ao campo, a IHARA, especializada em tecnologias para a proteção de cultivos, estará no evento com seu portfólio para os grãos. A empresa apresenta três soluções recém-lançadas: os fungicidas APPROVE e FUSÃO EC, e o inseticida BOLD. Leia mais »

Sem votos

Sobre uma questão delicada, por Gustavo Gollo

Sobre uma questão delicada

por Gustavo Gollo

Vemos a nós mesmos como criaturas extremamente complexas. A suposição se refere a nosso corpo, tão complexo quanto o dos animais mais desenvolvidos, e se estende a nossa mente, muito mais complexa, costumamos supor, que a dos animais, sendo esta a peculiaridade que nos tornaria a mais complexa de todas as criaturas. Quando um pintinho nasce, ele localiza a primeira coisa móvel a seu redor, e passa a segui-la. Em condições usuais, tal coisa é sua mãe, mas se a galinha for substituída por uma bola de futebol, ele a seguirá. Temo-nos, a nós mesmos, em alta medida, em grande parte devido à suposição de que nossa mente seja mais desenvolvida que a de tais criaturas.

Dentre todas as nossas manifestações, temos o amor como a mais sublime. Nenhuma outra pode ser tão bela e altruísta, tão pura, tão desinteressada quanto o ato de entrega expresso pelas almas apaixonadas.

Tendemos a acreditar, por tudo isto, que o amor seja algo imponderável, sublime e quase beatífico.

Talvez tenhamos, em breve, que rever tudo isto, e considerar o amor como uma falha biológica absurda e perigosa. Note que o inusitado da questão, longe de desqualificá-la, a fortalecerá.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Estamos sozinhos no Universo?, por Felipe A. P. L. Costa

Estamos sozinhos no Universo?

por Felipe A. P. L. Costa

1. Introdução

Até onde sabemos, a Terra é o único planeta do Sistema Solar – para não dizer da Via Láctea ou mesmo de todo o Universo conhecido – habitado por seres vivos. Mas será que estamos mesmo sozinhos no Universo? Esta é uma questão antiga e das mais intrigantes, sobre a qual, aliás, diferentes cientistas costumam expressar pontos de vista contrastantes. Por um lado, há quem argumente em favor da ideia de que vivemos em um lugar único e exclusivo; por outro, há quem defenda a noção de que a vida prospera em outras partes do Universo.

Para o biólogo francês Jacques Monod (1910-1976), por exemplo, o surgimento da vida teria sido um golpe de sorte, um evento tão improvável que as chances de que tenha ocorrido de modo independente em outro lugar do Universo seriam praticamente nulas [1]. Ponto de vista diametralmente oposto era defendido pelo astrônomo inglês Fred Hoyle (1915-2001), para quem a origem da vida na Terra seria o resultado da colonização do planeta por esporos que viajam pelo espaço sideral [2]. Em linhas gerias, os biólogos parecem preferir o primeiro ponto de vista (e.g., 3), enquanto físicos e astrônomos tendem mais para a segunda posição (e.g., 4).

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Brasil - futuro ético sombrio, por Frederico Rochaferreira

Brasil - futuro ético sombrio

por Frederico Rochaferreira

A questão em pauta no Brasil de hoje é a corrupção e pôr fim a esse caráter marginal inserido na sociedade, é a discussão maior, mas não podemos esquecer; da discriminação, outro mal de que sofre a sociedade.

A corrupção ou a crise ética e a discriminação que os brasileiros vivenciam hoje, vivenciaram, no passado recente e no passado distante e vivenciarão no futuro com a mesma intensidade.

Um rápido olhar na história nos faz ver que nos idos de 1893, no governo Floriano Peixoto, um grupo de altos oficiais da Marinha exigiu a imediata convocação dos eleitores para a escolha de um novo governo. O manifesto assinado pelo Contra-Almirante Custódio José de Melo, finalizava: “Sentinela do Tesouro Nacional como prometera, o chefe do Executivo (Floriano Peixoto) perjurou, iludiu a nação, abrindo com mão sacrílega as arcas do erário a uma política de suborno e corrupção1”.

Leia mais »

Sem votos

Um nome para a história, por Oscar Sales da Cruz

Enviado por Webster Franklin

Do amigo Oscar Sales da Cruz um ótimo texto

Um nome para a história

por Oscar Sales da Cruz

Jan/2018.

O momento que se vive hoje no pais repercute nos quatro-cantos do mundo. Trata-se do Fator Lula. O Presidente do Brasil que em dois mandatos conseguiu proporcionar ao povo, na medida do possível, os bens que lhes são de direito do modo que nenhum outro governo ou alguma coisa que o valha fez, pelos seus governados, desde o nosso “descobrimento”. Saiu do seu segundo mandato com 83% de aprovação, o maior da nossa história. Fortalecido, conseguiu também eleger sua sucessora suplantando todas as escaramuças, as mais abjetas, que seus inimigos, profissionais do ramo, regiamente remunerados, plantaram sob a regência da grande mídia conservadora. Sucedeu que Lula passou a ser conhecido no mundo todo despertando a admiração de quantos lá fora tomaram conhecimento de sua obra. Os segmentos da sociedade que se dizem elite, utilizando mão de obra especializada, conseguiram transformar inveja em ódio e astuciosamente disseminá-lo no seio de outros etos, incluídos os surgentes mal-agradecidos, beneficiários dos Governos Lula/Dilma.

Leia mais »

Média: 4.7 (12 votos)

Webinar: o coaching da novela das 21h é mesmo coaching?

Em meio a discussão provocada pela forma equivocada como a novela O Outro Lado do Paraíso aborda o coaching, a SLAC® Coaching - Sociedade Latino Americana de Coaching, realiza um webinar nesta quinta-feira (8), às 20h, para explicar do que realmente se trata a metodologia. Sulivan França, presidente da SLAC® Coaching, irá mostrar as discrepâncias encontradas hoje no mercado e como saber diferenciar profissionais sérios, com um trabalho íntegro. No início desta semana, cena levada ao ar pelo folhetim na última sexta-feira (2), foi tema de debate na mídia de todo o Brasil. O problema em questão diz respeito à personagem vivida pela atriz Bella Pioro (Laura), que tem repulsa por sexo e não entende o motivo. Nas sessões de ‘coaching’ descritas pela novela, a personagem acabaria se lembrando de que, na infância, foi abusada pelo padrasto. O caso imediatamente repercutiu. Um dos principais posicionamentos partiu do Conselho Federal de Psicologia (CFP). No dia 5 de fevereiro o órgão divulgou um comunicado com críticas à novela. Diz o texto, logo em suas primeiras linhas. Leia mais »

Sem votos

A farsa do Estado de Direito, por Oscar Sales da Cruz

Enviado por Webster Franklin

Autoria do amigo Oscar Sales da Cruz

A FARSA DO ESTADO DE DIREITO

Oscar Sales da Cruz 

(Fev/2018)

Janeiro passou. Mas o dia 24 deixou indelével mancha no seio da Nação. Nesse dia, uma inominável ofensa foi assacada contra um ser humano, notadamente para satisfazer vaidades, atender interesses e alimentar invejas. O ato, em si sórdido, teve a agravá-lo o pretexto do cometimento à conta de se fazer justiça, uma deslavada hipocrisia. O alvo, Lula. Levado à condição de réu foi “julgado” e condenado por três juízes, sem nenhuma prova. Uma repetição do que fora feito anteriormente pelo juiz Moro, de 1ª instância, apenas aumentando-se estrategicamente a pena. Pecados do réu: prestígio conquistado nos dois períodos do seu Governo; sua aprovação, maior na História do país (83%); relevância consagrada pela comunidade internacional. Tudo graças aos seus próprios méritos, corroborados pelos títulos honoríficos que se lhes foram outorgados causando inveja na elite, entre os que não distinguem o ser do não-ser.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Gilmar já livrou condenado pela Ficha Limpa. Mas era tucano..., por Antonio Barbosa Filho

Gilmar já livrou condenado pela Ficha Limpa. Mas era tucano...

SE VOTAR COMO GILMAR, GILMAR ABSOLVERÁ LULA

Antonio Barbosa Filho (*)

Às vésperas de deixar a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Gilmar Mendes concedeu várias entrevistas àquela que a advogada Rosângela Moro chama de “imprensa amiga”, nas quais foi indagado sobre a eventual inelegibilidade do ex-presidente Lula em 2018, devido a estar incurso na Lei da Ficha Limpa (lei complementar 135, de 04/06/2010). Em todas as ocasiões, o notório magistrado afirmou que devido à condenação do líder nas pesquisas em segunda instância, ou seja, por um órgão colegiado (a turma do Tribunal Regional Federal-4, de Porto Alegre), tal candidatura torna-se impossível, e a Justiça Eleitoral acatará pedido de impugnação, se houver.

Ao reporter Rafael Moraes Moura, do Estadão, em entrevista publicada no sábado, dia 3 de fevereiro, Gilmar pontificou que “na esfera eleitoral, não há dúvida de que candidato condenado em segundo grau naqueles crimes estabelecidos não tem elegibilidade”.

Leia mais »

Média: 3.3 (8 votos)

A implosão do Departamento de Estado, por André Araújo

A implosão do Departamento de Estado

por André Araújo

O Departamento de Estado é o mais antigo ministério do governo americano, criado em 1789.

O Secretário de Estado é o terceiro na linha de sucessão do Presidente dos EUA e chefia um enorme organismo com seis Subsecretários para Armas, Direitos Humanos, Assuntos Econômicos, Administração, Assuntos Políticos e Assuntos Diplomáticos, tem 17 Enviados Especiais para temas estratégicos, 17 Representantes Especiais para temas específicos, 6 Embaixadores Extraordinários para assuntos de situação, 14 Coordenadores de questões de crises permanentes e conflitos localizados, 7 Conselheiros Políticos e 63 chefes de Birôs de seis  áreas geográficas do planeta como a do Hemisfério Ocidental, zona contínua que vai do Canada à Argentina, englobando o Brasil.

A Administração Trump nunca teve  uma agenda para relações internacionais e portanto não dá importância alguma ao Departamento de Estado, hoje chefiado pelo ex-CEO da Exxon, Rex Tillerson. Sem agenda para essa área crucial, Trump também não tinha nomes para a vasta máquina diplomática. A partir desse vácuo poucos nomes foram indicados porque Trump e seu grupo conhecem poucos nomes de especialistas. Sem indicar nomes os cargos passaram a ser chefiados por interinos, como o que cuida do Brasil, o Bureau do Hemisferio Ocidental, antigo Assuntos Latino Americanos, chefiado desde o primeiro dia do governo Trump por um Francisco Palmieri, funcionário permanente do Departamento. O nosso conhecido Thomas Shannon, que foi Embaixador dos EUA em Brasília até o governo Dilma e era o nº 3  na hierarquia do Departamento (Subsecretario de Assuntos Políticos) no segundo mandato do governo Obama, acaba de se aposentar, um dos últimos profissionais de alto nível no State, foi ocupante desse cargo no Governo Obama.

Leia mais »

Média: 4.2 (31 votos)

A evidente prescrição dos delitos imputados a Lula, coloca o STF em xeque, por Sergio Medeiros

A evidente prescrição dos delitos imputados a Lula, coloca o STF em xeque sobre a prisão antes do trânsito em julgado

por Sergio Medeiros

Anoto que não uma, mas todas as definições jurídicas dos fatos, dadas pelo TRF4,  conduzem ao reconhecimento da prescrição da pretensão punitiva em relação aos delitos imputados a Lula, fato este que impediria, de plano, que o Supremo Tribunal Federal, acolhesse a ordem de prisão antes do trânsito em julgado.

Dos delitos de corrupção passiva – núcleo solicitar - consumação.

O reconhecimento da ocorrência da prescrição da pretensão punitiva se dá em razão da tipificação dada aos delitos de corrupção passiva, que teriam como núcleo a ação “solicitar” e que no presente caso, seriam decorrentes dos delitos praticados em fraudes a licitação e frutos de “um esquema que envolvia o ex-Presidente Lula”, bem como da errônea tipificação da imputação referente ao tríplex, que somente poderia ser adequada ao tipo da corrupção passiva e jamais como lavagem de dinheiro.

Anoto que, mediante as definições explícitas dadas pelo TRF4, fica evidente em tais tipificações o equívoco em que laboraram os magistrados.

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

O tríplex e o delito de lavagem de dinheiro - uma construção teratológica, por Sergio Medeiros

O delito de Lavagem de Dinheiro – uma construção teratológica*

por Sergio Medeiros

No que se refere a tipificação dada pelo Juiz Sérgio Moro, de lavagem de dinheiro, em relação ao apartamento tríplex, por parte do ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva, verifica-se que esta não resiste nem mesmo a uma análise superficial.

Observo que superada esta questão, não restam óbices a que se considere prescrita a pretensão punitiva contra o ex-presidente.

Da correta tipificação do delito com suporte nas tratativas do tríplex em Guarujá.

Tendo sido definido, pelo Tribunal Regional Federal, que Luís Inácio Lula da Silva seria o principal responsável, pela formatação de um esquema de corrupção que envolve o cartel de empreiteiras, do qual seria o garantidor, bem como que a empreiteira OAS, nos anos de 2007/2008, passou a fazer parte do cartel, desta definição decorrem várias consequências.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Por que os anfíbios estão desaparecendo?, por Felipe A. P. L. Costa

Arte Ponto Biologia

Por que os anfíbios estão desaparecendo?

por Felipe A. P. L. Costa

Nas últimas décadas, especialistas em herpetologia – o estudo de anfíbios e répteis – têm registrado, a um ritmo cada vez mais acelerado, tendências alarmantes envolvendo as espécies que estudam. Muitas populações locais de rãs, sapos e pererecas, por exemplo, têm declinado acentuadamente de tamanho, enquanto outras simplesmente desapareceram. O problema é preocupante e tem sido observado em escala planetária.

Revistas científicas especializadas estão inteiradas da situação e mesmo revistas de interesse geral têm dado alguma atenção. O prestigioso semanário científico Science, por exemplo, já publicou vários artigos a respeito do assunto. Em julho de 2006, a revista publicou uma carta, assinada por 50 especialistas do mundo inteiro (quase um abaixo-assinado!), chamando a atenção para o desaparecimento global de anfíbios – ver ‘Confronting amphibian declines and extinctions’, de JR Mendelson III & outros 49 coautores.

Leia mais »

Média: 5 (7 votos)

Pedofilia é outra história, por Ricardo Alcântara

Associada quase automaticamente a um crime a pedofilia é uma doença que não tem cura, mas pode ser tratada

Leia mais »

Imagens

Crédito da Imagem

Foto: reprodução / pixabay
Média: 3.7 (9 votos)

O meme do dia !

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=Z7VPksBMXGs

Vídeos

Sem votos

É possível crescer 20% em dois anos, por André Araújo

É possível crescer 20% em dois anos

por André Araújo

Uma brutal manipulação de análise montada pela mídia econômica permitiu que a recessão que se mantém no Brasil há quatro anos seja vista como no caminho da solução.

Erros pontuais foram cometidos pela ex-Presidente Dilma em vários setores sem que fossem eles determinantes para a atual recessão. Erros evidentes na condução da politica energética não tiveram o poder de jogar para o abismo a economia, foram erros setoriais sem impacto macro na politica econômica cujos erros de condução estavam no Banco Central.

O que provocou a recessão foi o manejo da politica monetária pela dupla Joaquim Levy-Alexandre Tombini que propositalmente jogaram a economia para a recessão visando combater a inflação. Recessão é geralmente produto de politica monetária e esta se manteve na mesma linha desde essa gestão ruinosa no Ministério da Fazenda e no Banco Central.

Leia mais »

Média: 4.4 (21 votos)

O linchamento de Lula “deu ruim”, por Fernando Brito

bennettplaneta

Enviado por Webster Franklin

do Tijolaço

O linchamento de Lula “deu ruim”

por Fernando Brito

Foram três anos de massacre.

Mais de mil dias de Moro, Dallagnoll, Bonner, condução coercitiva, escutas ilegais, Gilmar, Fachin,Veja, Globo, powerpoint, delatores, Kim, Japonês, Odebrecht, OAS,  e de uma incrível história de que o homem que tomava conta da granja e daria guarida a que delas roubassem galinheiros inteiros teria, ele, roubado um frango; frango que não velou, não matou e não comeu.

Olhe que a acusação dispôs de tudo o que quis, de todos os canhões e mísseis listados acima, enquanto à defesa restavam comícios, seminários, debates, artigos e alguns blogs sem recursos na internet.

E, ainda assim, não se convenceu o povo.

Leia mais »

Média: 4.5 (10 votos)

Porque só eu vejo a revolução que esta acontecendo agora?, por Sergio Medeiros

Arte Bansky

Porque só eu vejo a revolução que esta acontecendo agora?

por Sergio Medeiros

Passamos o limiar, a linha tênue que separa o espaço de não mais retorno e trás um mundo novo, onde não há mais nenhuma zona de conforto e a indignação vira luta.

Os elementos estão postos, o Judiciário se fecha em copas, como se a instituição estivesse sob ataque e não suas decisões.

A cada momento surge uma decisão judicial, atacando o ex-presidente Lula, sob qualquer pretexto ou mesmo sem nenhum pretexto, apenas imaginação e poder.

A cada  momento  o grupo que se apossou do país retira o algo a mais que permitia as pessoas mais humildes sobreviverem com um mínimo de dignidade, ou ao menos sobreviverem.

Leia mais »

Média: 4.9 (10 votos)

Zona, de Apollinaire

Enviado por Felipe A. P. L. Costa

A versão original em francês do poema reproduzido abaixo foi publicada em livro em 1913. A tradução para o português é de Daniel Fresnot (Apollinaire. 2005. Álcoois e outros poemas. SP, Martin Claret) e foi extraída do blogue Poesia contra a guerra.

Zona

Por Guillaume Apollinaire

 

Por fim estás cansado deste mundo antigo

 

Pastora ó torre Eiffel o rebanho das pontes bale esta manhã

 

Você está farto de viver na antiguidade grega e romana

Leia mais »

Sem votos

Como voltaremos à Idade das Trevas em uma Geração, por Nader Amadeu

Como voltaremos à Idade das Trevas em uma Geração

por Nader Amadeu

Primeiramente é preciso explicar uma revolução que está começando agora será uma das mais disruptivas desde a invasão dos godos a Roma em 410 DC, que deu início à chamada idade das trevas. A tecnologia criptográfica atual nos permite guardar uma fortuna completa sob uma simples senha, mais precisamente sob uma chave privada. Sob tal chave poderemos no futuro próximo depositar não só todo nosso dinheiro mas também uma inúmera gama de ativos (ações, bens, imóveis, títulos de propriedade, registros, documentos e dados pessoais). Nessa nova realidade a atribuição de ativos será feita de forma delocalizada na internet, i.e. eles não serão mantidos em local específico, em um país ou território, onde poderiam ser fisicamente confiscados ou destruídos.

Usando moedas criptográficas os ativos serão distribuídos em inúmeros computadores ao redor do mundo e portanto além do arbítrio de qualquer governo ou instituição. Para destruir tal sistema teríamos que destruir a internet, uma tarefa quase impossível, pois a ela não é uma entidade centralizada. Um governo a pode destruir ou restringir em seu território, mas fazê-lo em ordem mundial é atualmente impensável. Leia mais »

Imagens

Média: 5 (6 votos)

A charge

 3 pessoas

Sem votos

Eletropaulo - o mito da privatização, por André Araújo

Atualizada 30/01 para acréscimo de nota da Eletropaulo (ao final do artigo)

Eletropaulo - o mito da privatização

por André Araújo

de 26/janeiro/2018

Subproduto da desgastada ideologia neoliberal dos anos 80,  ressurge o MITO de que privatizar resolve tudo. Agora se apresenta como razão a ocupação de estatais por indicados da politica, fonte de corrupção que por esse raciocínio inviabiliza a empresa estatal.

Para evitar esse risco a solução é vender as estatais. Seria como dizer que para evitar o carrapato e melhor matar o boi. Estatais vitoriosas existem na França, China, Noruega, com boa governança. A solução do problema no Brasil é blindar as estatais do risco de indicações politicas e não vendê-las a qualquer preço para evitar indicações politicas.

Na realidade os “privatistas” usam essa razão para justificar privatizações sem critério.

Leia mais »

Média: 5 (17 votos)

A idade da Terra, por Felipe A. P. L. Costa

A idade da Terra

por Felipe A. P. L. Costa

A obtenção de dados cronológicos e a construção de escalas de tempo absoluto ajudaram a  sedimentar a criação das modernas árvores filogenéticas [ver ‘Reinos, domínios e a árvore da vida’]. Datando o passado da Terra, é possível não só situar a ordem dos eventos, mas fixar o intervalo de tempo transcorrido entre eles.

*

As rochas da crosta terrestre estão dispostas em camadas sobrepostas e isso costuma refletir a cronologia, de tal modo que as mais profundas em geral são também as mais velhas. Essa generalização – comumente referida como ‘princípio da sobreposição de camadas’ – foi formulada, em 1669, pelo naturalista dinamarquês Niels Stensen (1638-1686), ou Nicolau Steno, o criador da estratigrafia.

Leia mais »

Média: 5 (7 votos)

O Ato de ofício e a ocorrência da prescrição da pretensão executória da pena imposta a Lula, por Sergio Medeiros

O Ato de ofício e a ocorrência da prescrição da pretensão executória da pena imposta a Lula

por Sergio Medeiros

A decisão do TRF4, ao confirmar a ocorrência de Ato de Ofício Indeterminado(ou seja, não é continuado, nem permanente, nem pontual... é indeterminado), que teria início em 2007, acabou por estabelecer um novo marco inicial para determinar a prescrição da pretensão executória, mediante a aplicação da pena in concreto, ao delito objeto de apreciação na referida Ação Penal contra o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, referente ao apartamento triplex.

Se o dolo é direto, em decorrência de acordo e culpa de Lula, ao compor um esquema de corrupção junto a OAS, e, tomando-se como base que a mencionada empresa passou a participar das licitações a partir de 2007 e 2008, (fl. 111- item 520), resta que o cometimento do delito de corrupção passiva – inserido no verbo – solicitar -  teria inevitavelmente ocorrido neste período, 2007 a 2008, sendo que, por ocasião da destinação do imóvel tríplex, haveria mero exaurimento (anoto que este fato, implica também o reexame da prescrição no que concerne ao crime de lavagem). Neste sentido:

Leia mais »

Média: 3.5 (8 votos)

...enquanto tivermos voz, palavras e gestos, seguiremos em frente...​

Por Sergio Medeiros

...

...enquanto tivermos voz, palavras e gestos

seguiremos em frente...

na realidade, só se não tivéssemos alma,

deixaríamos de lutar contra a barbárie..

é da nossa essência...

nos construímos como gente, sob estes princípios...

paz, convivência, liberdade, solidariedade, companheirismo

e negar esta nossa humanidade,

ou a exteriorização dela,

não seria a morte...

final da vida...

 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

DAS PROVAS – Porque o TRF4 não deu nenhuma resposta???, por Sergio Medeiros

DAS PROVAS – Porque o TRF4 não deu nenhuma resposta???

por Sergio Medeiros

De todas as questões abaixo, nenhuma foi respondida, os desembargadores simplesmente repetiram/leram o contido na decisão de Moro, no entanto não esclareceram nenhum destes pontos ...

1 - Uma das grandes questões postas por Moro é: Porque o apartamento triplex jamais foi posto a venda pela OAS, desde 2009 (isto apesar do empreendimento somente ter sido concluído em 2013 e o tríplex ao final de 2014).

2 - Da prova considerada por Moro, consistente em manchetes do jornal O Globo, que o tríplex, ainda em 2010 já era considerado como se fosse de propriedade de Lula.

3 - A Globo, ao divulgar a propaganda dos corretores, em sua ânsia de agregarem valor ao imóvel que estavam tentando comercializar, para prejudicar a imagem de Lula, nada fez além do que faz até hoje, pois o considera inimigo de seus interesses particulares.

4 - Da flagrante mistura de períodos diversos como se fizessem parte de um só cenário, com a função única de compor uma narrativa persuasiva da culpabilidade de Lula.

Leia mais »

Média: 4.6 (11 votos)

A maior façanha da história da humanidade

 

A comparação entre grandes proezas é extremamente difícil, dadas as diversidades que justificam cada uma delas.

Creio que ida do homem à lua, 50 anos atrás, venha sendo apresentada pelos meios de comunicação como resposta clichê para a pergunta: qual a maior proeza realizada pela humanidade?

Não se pode negar o inusitado de tal ação, nem a mirabolância técnica necessária para tal realização, especialmente em um passado já remoto, considerações que parecem garantir enorme destaque para a proeza. Leia mais »

Sem votos