Guedes sai em defesa de Bolsonaro sobre casos de corrupção

“Tem dois anos sem nenhum escândalo de corrupção, e todo dia tem ‘a cunhada falou’, ‘o primo disse’, ‘não sei quem falou isso’”, disse o ministro

Agência Brasil

Jornal GGN –  Em meio a avalanche de denúncias de corrupção envolvendo o governo federal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, saiu em defesa do chefe Jair Bolsonaro (sem partido) nesta quarta-feira, 7. 

Segundo Guedes, há dois anos não ocorre atos de corrupção no governo e quem faz denúncias relacionadas terá que provar os atos ilícitos. 

“Você não pode descredenciar a instituição da Presidência, batendo todo dia [dizendo] que tudo está errado e negando qualquer mérito. Tem dois anos sem nenhum escândalo de corrupção, e todo dia tem ‘a cunhada falou’, ‘o primo disse’, ‘não sei quem falou isso’. Então achem, provem e removam se houver. Mas você não pode descredenciar a Presidência”, disse Guedes, em audiência da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle na Câmara.

O ministro também afirmou que caso testemunhe atos de corrupção vai culpar o “estatismo”. “Não estou participando nem vendo nenhuma troca de dinheiro por baixo da mesa ou da cueca. Se eu estiver vendo, vou acusar o mesmo culpado de sempre. O estatismo”, disse.

Além disso, Guedes não hesitou em dizer que “alguém que foi eleito presidente da República merece respeito”. 

Com informações da Folha de S. Paulo.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fabiana Horn

- 2021-07-08 08:27:41

Quem tem conseguido impedir minimamente o Estado brasileiro de se tornar corrupto em todos os níveis são justamente os funcionários concursados. O funcionalismo PÚBLICO é o que estrutura uma nação. E ai vem esse Guedes dizer que, se "testemunhar" casos de corrupção no governo do qual faz parte, vai culpar o "estatismo"! Sem duvida, Guedes e Bolsonaro formam um casal perfeito.

Edson J

- 2021-07-07 21:05:15

Depende do que o ministro considera corrupção. Por exemplo, a entrega do controle da Eletrobras ao mercado financeiro, também conhecida como o Golpe do Século,como deve ser considerada? O Brasil só perde, enquanto o mercado só ganha. E o que dizer dos promotores da doação absolutamente desnecessária do patrimônio público, num indiscutível crime de lesa-pátria?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador