Antropólogo ligado a Bolsonaro e ruralistas gera tumulto em evento ambiental

Edward Luz, alinhado a pautas conservadoras e ruralistas e crítico de defensores ambientais e ONGs, compareceu ao Encontro Amazônia

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O antropólogo Edward Luz, alinhado a pautas conservadoras e ruralistas e crítico de defensores ambientais e ONGs, compareceu ao Encontro Amazônia – Centro do Mundo, na cidade de Altamira, Pará, nesta segunda-feira (18), gerando tumulto no local.

O evento reúne lideranças indígenas, cientistas, ONGs e ativistas para debater a proteção da Amazônia, povos originários e a preservação ambiental em meio à crise climática. Edward Luz, que é ligado ao presidente Jair Bolsonaro e polêmico por ataques contra ambientalistas e em defesa de ruralistas, esteve nesta segunda, mas foi expulso pelas lideranças indígenas.

A cena foi gravada e compartilhada nas redes sociais:

https://twitter.com/resistenciasddh/status/1196491708474761223?s=12

Uma semana antes do evento, o antropólogo havia publicado em suas redes sociais um “alerta” de que “Altamira vivenciará o próximo ataque das ONGs internacionais contra a soberania brasileira na Amazônia”.

https://twitter.com/edwardluz/status/1193605272239058946

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carlos Elisio

- 2019-11-19 14:10:03

Chefe chegou onde chegou pois os fascistas, os verdadeiros fascistas, agrediam pelo simples fato de se vestir vermelho (SP) ou parecer com Lula (MG). Nao só dao porrada, matam. Mas vc entendeu o que escrevi, tenho certeza.

a

- 2019-11-19 09:31:34

"Dar porrada" é muito civilizado para Carlos Elisio. Depois os fascistas são os outros.

Carlos Elisio

- 2019-11-19 03:11:45

Numa democracia, é esperado o debate à partir da divergência das opiniões. Isto é saudável e faz bem a um país. Mas este debate precisa ser mantido num nível civilizado, ainda que acalorado em alguns momentos. Porem, se um imbecil se infiltra apenas com o intuito de tumultuar não deve apenas ser expulso, deve tomar umas porradas mesmo.

Lúcio Vieira

- 2019-11-18 19:50:45

Esta gente ressentida e com ódio acumulado em suas mentes, só aparecem desservindo e destratando as pessoas. Parem para dar uma olhada nos títulos dos vídeos que gostam de fazer (olhem sem abrir, para não lhes darem audiência e também para não lhes causar mal e nojo). É só: - ministro xxx dá uma invertida na jornalista; - fulano põe sicrano em seu lugar e coisas do gênero. O mal educado ministro da deseducação é um personagem idolatrado pela idiotia. Prezam o nivelamento de baixo nível.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador