Biodiversidade em perigo

Acabo de assistir aqui no Museu Nacional uma interessante mesa redonda sobre Unidades de Conservação e Biodiversidade. O seminário Biodiversidade, Ciência e Educação está ocorrendo de 10 a 12 de novembro no auditório da Biblioteca do Museu.

Um fato novo surgiu sobre a biodiversidade do Rio Xingu, particularmente na região da Volta Grande, onde será construída a hidrelétrica de Belo Monte. O trabalho ainda será publicado, mas os dados indicam que a região de Belo Monte, em termos da fauna de peixes (ictiofauna), é região de maior biodiversidade dos Rios Amazônicos.

Está um pouco tarde para debater se teremos ou não Belo Monte, a usina já foi licitada e será construída. Mas acredito que o fato de termos decidido construir uma Usina deste porte num oásis de biodiversidade deve ser analisado.

Porque a sociedade brasileira não foi veementemente contrária a Belo Monte? Como devemos proceder no futuro para evitar que venhamos a construir usinas como esta, de grande impacto ambiental?

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador