Bolsonaro fez vários convites para países explorarem Amazônia

"Temos muitas riquezas, e gostaríamos muito de explorá-las junto com os Estados Unidos", foi somente o primeiro dos convites feito por Bolsonaro

Jair Bolsonaro em pronunciamento - Divulgação

Jornal GGN – “Temos muitas riquezas, e gostaríamos muito de explorá-las junto com os Estados Unidos”, disse, literalmente, Jair Bolsonaro ao ex-vice de Bill Clinton, Al Gore, em janeiro de 2019, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, Suíça. A informação consta no documentário “O Fórum”.

Como analisa o colunista do Uol, Leonardo Sakamoto, aquela não foi a única vez que o mandatário brasileiro fez o convite aos EUA para explorar a Amazônia brasileira. Em abril do ano passado, o presidente admitiu em entrevista à rádio Jovem Pan que fez o mesmo convite para Donald Trump.

“Quando estive agora com Trump, conversei com ele, entre outras coisas, que eu quero abrir para ele explorar a região amazônica em parceria”, havia afirmado, na ocasião.

Mais dois meses depois, mais um convite de Bolsonaro para outros países explorarem a Amazônia brasileira, desta vez ao primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe. “Vamos ter uma reunião reservada com o primeiro-ministro e aprofundar aquilo que tinha falado com ele há quatro anos. Quem sabe um acordo para que eles possam em parceria explorarmos a biodiversidade na região amazônica.”

Como Bolsonaro já adota em diversas políticas que enfrentam imagem negativa, todas estas movimentações foram, um pouco depois, retrocedidas pelo mandatário. “O que eles querem, o pessoal lá de fora, e alguns traidores aqui dentro, é fazer com que a Amazônia seja internacionalizada. Enquanto eu for presidente, pode ter certeza que não será”, disse, em junho de 2019.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora