Ecos do acidente do Golfo

Centenas protestam contra a Petrobras na Nova Zelândia

DA EFE, EM SYDNEY

Centenas de pessoas acenderam neste domingo fogueiras ao longo de 180 quilômetros do litoral da Nova Zelândia em protesto pela permissão dada pelo governo à Petrobras para fazer explorações nas águas do país.

O protesto foi realizado na região de East Cape, na Ilha do Norte, onde a maioria da população é indígena maori.

A Petrobras conseguiu a autorização do governo para explorar durante cinco anos 12.300 quilômetros quadrados de zona marítima. Os maoris dizem não terem sido consultados sobre a decisão.

“Nos sentimos bastante impotentes e essa foi uma maneira de mostrar nossa solidariedade ao longo de toda a costa e dizer que somos contra”, comentou Huti Watson, um dos organizadores do protesto, ao canal “TV3”.

Os manifestantes, que questionaram a capacidade da Petrobras na proteção do meio ambiente, dizem que não querem que o acidente no golfo do México se repita na Nova Zelândia. Eles prometem mobilizações até que o governo revogue a permissão. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Kataguiri admite pressão ruralista e de governo em substitutivo contra controle ambiental

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome