Giro GGN Queimadas: A situação do Brasil em dados do Inpe

Nos outros países da América do Sul, o que apresentou maior crescimento em focos foi o Peru, com um aumento de 288% neste intervalo. Porém, o Peru tem o total de 714 focos. Uruguai e Venezuela não têm focos de incêndio.

Jornal GGN – Segundo dados do Inpe – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais eis um panorama das queimadas pelo país. O Inpe fornece dados coletados por satélites e são disponibilizados diariamente. Veja as tabelas a seguir.

Na tabela de focos acumulados nos últimos cinco anos, o Brasil teve um aumento de 8% com relação a 2019. 2019, por seu turno, foi 53% superior a 2018. A Argentina também teve um aumento expressivo do ano passado para este ano que ainda não terminou, foi de 163%. Bolívia apresentou um recuo importante de 42% menos focos acumulados e o Paraguai aumentou bastante, 67% mais focos do que no ano anterior.

Nos últimos cinco meses o panorama não é auspicioso. O Brasil, na comparação de agosto para setembro, apresentou 49% mais focos de incêndio. A Argentina teve um salto expressivo em agosto, mas diminuiu em 43% o acumulado de setembro. A Guyana, com poucos focos, em agosto, cerca de 10, deu um salto de 840%, chegando a 94 focos em setembro.

O Brasil segue apresentando mais focos, com aumento de 52% de 26 para 27 de setembro. A situação continua grave. Nos outros países da América do Sul, o que apresentou maior crescimento em focos foi o Peru, com um aumento de 288% neste intervalo. Porém, o Peru tem o total de 714 focos. Uruguai e Venezuela não têm focos de incêndio.

Um panorama dos estados brasileiros nos últimos cinco anos. O Amazonas praticamente dobrou na comparação com 2016 e 2020.

Leia também:  FAO revela que Brasil foi o país que mais perdeu florestas desde 2000

A Bahia, na comparação de agosto para setembro, apresentou um aumento de 348%.

Nos últimos cinco dias, Goiás foi de 3 para 53 focos de incêndio, um aumento de 430%. Ceará, Paraiba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Roraima e Santa Catarina, não apresentaram nenhum foco de incêndio no dia 27 de setembro.

Mesmo não sendo a cidade com mais focos de incêndio, Gaúca do Norte, no Mato Grosso, é a cidade com maior aumento de ocorrências nos últimos cinco meses, de 981%.

Nos últimos cinco dias, Alto Parnaíba, foi a que apresentou o maior aumento do dia 26 para 27 de setembro, de 700%, indo de 3 para 24 focos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Área queimada no Pantanal é 4 vezes maior que incêndios na Califórnia (GGN 22.09.20)
    “…As chamas destruíram cerca de 25.000 quilômetros quadrados – cerca de quatro vezes a área que ardeu na Califórnia em 2020 até agora…. A VERDADE É LIBERTADORA ” (No mesmo dia) …Mais de 59 mil quilômetros quadrados foram carbonizados , uma área maior do que o estado de Connecticut, e pelo menos 23 mil pessoas permanecem evacuadas em todo o estado, segundo Gavin Newsom, governador da Califórnia…,” Pobre país rico. NeoColonialismo Ambiental? Imagina?!! Conheceis a Verdade. E a Verdade Vos Libertará.(Quando não tentam censurá-la) Mas de muito fácil explicação.

  2. Se me permitirem: Aquela Chuva Negra em SP deve ser culpa do próprio estado. Hoje no Jornal Cruzeiro do Sul: ” Queimada atinge área de mata no bairro Genebra em Sorocaba “. 4 dias pegando fogo sem nenhum controle, nem prevenção ou combate de qualquer Autoridade ou Concessionária da Rodovia CCR ViaOeste. mesmo estando na beira da Rodovia Raposo Tavares SP 270. Lembram do local onde morreu o Prefeito de Sorocaba Teodoro Mendes há poucos meses? Raposo Tavares neste local. No mesmo dia, um Rapaz bate de frente em caminhão e morre no local na mesma Rodovia a dois minutos deste local. Onde Aquela Moça foi buscar fraldas para o filho e foi estuprada e assassinada nesta mesma época ? Na mesma região, há poucos metros desta queinada e destes acontecimentos, na beira da tal Rodovia. Onde foi morto o “Caubói” do BBB da RGT?! Tudo nas cercanias da Rodovia Raposos Tavares, privatizada há 25 anos para ser duplicada em menos de 4 anos, mas que continua com pista simples até os dias de hoje. Mesmo tendo Pedágios Extorsivos a cada 30 Kms entre Vargem Grande e Sorocaba. FAVELIZAÇÃO DE TODA REGIÃO. Ou seja, a total falta de compromisso com o Meio Ambiente é apenas a continuidade da Política das Privatarias e nenhum compromisso com a Cidadania Brasileira. Tudo junto e misturado. Uma coisa só. É apenas Política de Estado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome