MPF é contra recurso da Samarco para concentrar processos em Minas Gerais

Foto  Brasil de Fato

da Agência Brasil

MPF é contra recurso da Samarco para concentrar processos em Minas Gerais

Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) contestou o pedido da Samarco Mineração para a troca da vara judicial que julga uma das ações propostas após o rompimento de sua barragem em 2015 em Mariana, Minas Gerais.

O processo, movido contra a mineradora e seis agentes públicos para garantir a qualidade das águas coletadas no Rio Doce, tramita na 1ª Vara Federal em Colatina, no Espírito Santo, mas a mineradora pediu que vá para a 12ª Vara Federal de Belo Horizonte.

O recurso da Samarco e o parecer do MPF contra a troca serão avaliados pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), que agendou o julgamento do caso para uma sessão no próximo dia 7. A Procuradoria Regional da República da 2ª Região orientou os desembargadores da 5ª Turma a não acolher o recurso da empresa.

Para o MPF, há precedentes no TRF2 e no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para manter o processo em Colatina. A Procuradoria Regional da República destacou que o próprio STJ, quando indicou a 12ª Vara de Belo Horizonte, observou que isso valeria apenas para ações civis públicas pela reparação de danos em Minas Gerais.

No parecer, a Procuradoria Regional da República ressaltou que a ação inclui vários pedidos para o município de Colatina, como a adequação de todas as estações de tratamento, em conjunto com a mineradora e o Serviço Colatinense de Meio Ambiente e Saneamento Ambiental (Sanear). O MPF pediu na ação que sejam criados sistemas de pré ou pós-tratamento para assegurar condições operacionais efetivas e seguras da qualidade das águas do Rio Doce.

Leia também:  GGN prepara série de vídeos sobre influência dos EUA na Lava Jato

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Além da Samarco não pagar a
    Além da Samarco não pagar a multa,quer o processo na vara escolhida por ela,acabou com a cidade inteira,ceifou muitas vidas,acabou com o ecossistema da região e nada aconteceu a ela,viva o judiciário,tá tudo dominado lá Minas(a culpa é do Lula)
    Obs: Conversando com uma pessoa da área,ele me disse q depois da tragédia queria ver se ela conseguiria a licença,pois é, não só conseguiu, não foi punida e ainda quer mandar, pasmem,viva o Brasil, vejam quem é q manda aqui $$$$$$ !!!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome