Prefeitura de SP isenta veículos elétricos e híbridos do rodízio

Jornal GGN – O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), assinará um decreto nesta segunda-feira que isenta os veículos híbridos e elétricos do rodízio. O objetivo é estimular o uso de automovéis menos poluentes na cidade. No mês passado, a prefeitura concedeu um desconto de 50% no IPVA deste tipo de veículo, abrindo mão da parte do imposto destinada ao munícipio.

Da Folha

Gestão Haddad libera carro híbrido e elétrico do rodízio municipal

Com o objetivo de estimular o uso de automóveis menos poluentes na capital paulista, o prefeito Fernando Haddad (PT) vai assinar um decreto nesta segunda-feira (14) isentando os veículos híbridos e elétricos do rodízio.

A medida vigora desde 1997 de segunda a sexta nos horários de pico da manhã (7h às 10h) e da tarde (17h às 20h). Em cada dia da semana, segundo o final da placa, é proibida a circulação de uma parte da frota pelo centro expandido.

No mês passado, o prefeito concedeu desconto de 50% no IPVA deste tipo de veículo ao abrir mão da parte do imposto destinada ao município.

Apesar dos incentivos, a gestão petista é criticada por ambientalistas por ter acabado com a inspeção ambiental antes de concluir licitação para a manutenção do serviço. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. Mais uma vez o transporte

    Mais uma vez o transporte individual vai ser beneficiado, e desta vez só os bem ricos serão benficiados. Quando custa um carro híbrido baratinho? De onde virá a energia a fazer funcionar esses carros? de onde vêm as baterias, e, para onde elas vão depois de exauridas? As pessoas têm a doce ilçusão de uma carro elétrico silencioso e não poluente, mas aquelas perguntas continuam sem resposta. A conta não fecha, enquanto isso, os fabricantes de carros inventam carros para satisfazer o ego de ecochatos, no caso eco chatos que querem andar de Porsche isento de ridízio! Haddad acorda, senão ainda teremos o joão dória prefeito, ou aqule outro tal de datena!

  2. Governa para Vila Mada

    Cansei de apanhar defendendo o governo Haddad, ultimamente tenho feitas várias críticas, mas, ontem uma amiga petista resumiu  em uma frase o governo Haddad. O Prefeito que Governa para Vila Madalena. Depois deste post, nada mais certo. Para finalizar, Alguém tem que avisar o Prefeito que Etanol é pouco poluente e é uma tecnologia brazuca. 

  3. Quanto que custavam os primeiros automóveis a gasolina?

    Os primeiros automóveis a gasolina custavam uma verdadeira fortuna, somente com Ford que eles começaram a ficar baratos, não queira que uma tecnologia comece barato.

    Quando estes automóveis elétricos caros fizerem o mercado, virão carros mais baratos, não é porque no momento só os ricos podem comprar que se deve impedir o seu desenvolvimento.

  4. Isenção aos híbridos e elétricos é só o começo…

    Da mesma forma que alguém tem que ceder, alguém tem que dar o pontapé inicial. Isso vale pra tudo. E não há solução sem nova problemática. Dai-nos paciência pra viver, Senhor… rsrsrs

  5. A burrice é muito grande…

    Então vamos incentivar o carro hibrido, sendo produtores de gasolina e alcool?

     E SP maior produtor de Alccol, quer ser maior produtor de carros hibridos? Vamos tranferir para China/Alemanha/EUA nossa produção?

  6. Os chatos anti-ecochatos, ou, os chatos não eco…

    Chatice mesmo é ouvir a cantilena chamando qualquer um que proponha uma alternativa à tecnologia atual baseada no petróleo de “ecochatos”.

    Os que chamam os outros de ecochatos não são eco, mas também são chatos para caramba.

    Impressionante como as pessoas se comprazem em repetir chavões.

    A liberação do rodízio para carros elétricos e híbridos é uma atitude coerente. Poucos sabem, mas a desculpa usada para o rodízio de carros foi a de controlar a poluição atmosférica.

    Isso não significa que essa medida racional se proponha a solucionar o problema da poluição do ar na cidade e muito menos que vise chatear com eco os chatos sem eco.

    São pouquíssimos os carros elétricos e híbridos na cidade a medida não tem impacto nenhum nem no trânsito nem na poluição.

    Talvez e apenas talvez ela estimule algumas atividades específicas como entregas de objetos pequenos na cidade a usar veículos elétricos ou alguns taxistas a usarem híbridos, mas só.

    O que eu não entendo é a implicância com a medida já que não prejudica ninguém.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome