Projetos de pesquisa e desenvolvimento da Amazônia receberão R$ 33,7 milhões do BNDES

O contrato de acordo entre BNDES, Embrapa e FEA foi assinado hoje (11), em Brasília

Jornal GGN – O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e a FEA (Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica) vai destinar R$ 33,7 milhões para projetos de pesquisa e desenvolvimento na recuperação, conservação e uso sustentável da Amazônia.  O contrato foi assinado no dia 11, na sede do Ministério da Agricultura, em Brasília.

O apoio financeiro do Fundo Amazônia, administrado pelo BNDES, será voltado a pequenos agricultores, comunidades tradicionais, ribeirinhos, pescadores artesanais e extrativistas. Os recursos para a execução de pesquisas e transferência de tecnologia apoiarão os projetos com temas ligados a monitoramento do desmatamento e da degradação florestal; manejo florestal e extrativismo; tecnologias sustentáveis para a Amazônia; e  aquicultura e pesca. 

O acordo foi celebrado tendo em vista a necessidade de desenvolvimento de novas tecnologias para fazer frente à economia de baixo carbono. A cerimônia contou com a presença de Luciano Coutinho, presidente do BNDES, Alexandre de Oliveira Barcellos, presidente da FEA, e Maurício Antônio Lopes, presidente da Embrapa, além das ministras da Agricultura, Katia Abreu, e do Meio Ambiente, Izabela Teixeira. 

Os projetos beneficiados serão selecionados por uma chamada interna. Também foi assinado um Acordo de Cooperação Técnica entre BNDES, Embrapa e FEA. As chamadas de seleção serão divulgadas pela Embrapa, as propostas recebidas serão avaliadas e selecionadas por um comitê técnico de cada unidade descentralizada. 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Liminar derruba assembleia que proclamaria destruição do CEITEC

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome