Especialistas prevêem o colapso do sistema Cantareira

 
Jornal GGN – No início de outubro a Sabesp encaminhou um plano de operação do Cantareira à Agência Nacional de Águas (ANA), onde afirmava que manteria o nível do reservatório em Piracaia em 815 metros. Mas na sexta-feira (31) a capacidade do reservatório era de 9%, com uma cota de 812,9 metros. 
 
O quadro é preocupante podendo prejudicar o transporte de água entre reservatórios gerenciados pela Sabesp que já está com dificuldade para retirar água do volume morto do Jaguari-Jacareí em trechos próximos das bombas de captação que viraram um córrego raso. Técnicos da companhia afirmam que se o reservatório em Piracaia chegar a 811,72 metros, a empresa não conseguirá transportar a água das represas Jaguari-Jacareí e Cachoeira para o Atibainha, prejudicando o abastecimento das regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas.
 
 
Estado de S. Paulo
 
 
RAFAEL ITALIANI E FABIO LEITE – O ESTADO DE S. PAULO
 
Crucial para transferir água do volume morto, Reservatório Cachoeira perdeu 67% da capacidade em um mês A queda rápida do nível da Represa Cachoeira, crucial para transferir a água do volume morto entre os maiores reservatórios do Sistema Cantareira, pode colocar em xeque o abastecimento para 12 milhões de pessoas das regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas que ainda dependem do manancial em crise.
 
 
Localizado em Piracaia, a 90 quilômetros da capital, o reservatório Cachoeira perdeu 67% da capacidade em um mês e ficou com o nível de armazenamento pouco mais de um metro acima do limite mínimo do túnel que transfere a água por gravidade para a próxima represa do sistema, a Atibainha, em Nazaré Paulista.
 
Abaixo do túnel, a água é considerada volume morto e só pode ser transferida para o reservatório seguinte por meio de bombeamento, como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) tem feito desde maio nas Represas Jaguari-Jacareí, em Joanópolis, e, desde agosto, na Atibainha.
 
A empresa, porém, está com dificuldades de retirar água do volume morto da Jaguari-Jacareí porque o trecho próximo das bombas de captação virou um córrego raso. Na última sexta-feira, apenas três das 12 bombas estavam em operação. Cada uma capta até 2 mil litros por segundo. Técnicos da área acreditam que, se todas funcionassem juntas, acabariam puxando o lodo do fundo da represa e seriam danificadas.
 
 
Atibainha. O problema acabou provocando um efeito cascata. Sem conseguir bombear água da Jaguari-Jacareí, que tem 65% do volume morto que será utilizado, a Sabesp foi obrigada a aumentar a retirada da Represa Cachoeira para a Atibainha. No mesmo período, foi obrigada a aumentar de 1 mil para 2,5 mil litros por segundo a liberação de água para o Rio Atibaia, que abastece a região de Campinas.
 
As duas medidas, somadas à falta de chuvas, minou a estratégia da companhia. Em seu último plano de operação do Cantareira, enviado no início de outubro à Agência Nacional de Águas (ANA), a Sabesp disse que manteria o nível do
reservatório em Piracaia na cota 815 metros. Anteontem, contudo, o nível do manancial já estava na cota 812,9 metros, que corresponde a 9% da capacidade.
 
Caso o nível chegue a 811,72 metros, a Sabesp não conseguirá mais passar água das represas Jaguari-Jacareí e Cachoeira para o Atibainha, a não ser por bombeamento. A empresa, no entanto, não fez obras para usar o volume morto em Piracaia.
 
Desta forma, o abastecimento de 6,5 milhões de pessoas que recebem água do Sistema Cantareira na Grande São Paulo ficaria dependente do reservatório Atibainha, que já está operando dentro da segunda cota do volume morto.
 
 
“A transferência de água do Jaguari-Jacareí está praticamente parada. Por isso, o Cacheira está esvaziando. Eles (Sabesp) estão fazendo um barramento no meio da Jacareí para usar a segunda parcela do volume morto, mas isso ainda deve levar
uns 15 dias para ser concluído”, explicou o engenheiro Antonio Carlos Zuffo, professor de Hidrologia da Unicamp. “Se o Atibainha continuar baixando, chegará uma hora em que não terá mais água para mandar para Campinas. Só restará a água do Cachoeira, que já está próximo de entrar no volume morto.”
 
Para Francisco Lahoz, secretário executivo do Consórcio PCJ, a iminente seca da Represa Cachoeira evidencia o “colapso” do Cantareira. “É um somatório de situações, que passa pela estiagem, o aumento das temperaturas e a administração do recurso disponível. Cada gota de água tem de ser gerenciada”, explicou. Lahoz acompanha o sistema desde 1992 e é alarmista em relação ao futuro. “A partir de agora, será possível ver o sistema entrando em falência. Corremos o risco de cair em um ponto sem volta, ameaçando a economia do País.”
 
Limites normais. Em nota, a Sabesp descarta instalar bombas na Represa Cachoeira para captar um possível volume morto. A companhia informou que está operando “dentro dos limites normais” de operação do reservatório em Piracaia, que é o terceiro do sistema em capacidade. 
 
A companhia disse que o volume do manancial faz parte de tudo que há disponível no Cantareira e “dentro do seu regime de operação, a transferência de água entre as represas é absolutamente normal, havendo naturais flutuações em seus níveis”.
 
De acordo com a Sabesp, não há prejuízo na vazão para o PCJ.
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

21 comentários

  1. Esse é um caso pra ser

    Esse é um caso pra ser debatido daqui uns 100 anos, pelos historiadores.

       Geraldo ganha as eleições no primeiro turno de goleada, e 30 dias depois há passeatas pra reclamar o que se sabia antes das eleições. Nem Freud explica.

      Caso 2 : A presidente Dilma diz a inflação está controlada.E que só os alarmistas dizem o contrário.E que aumento de juros favorecem ricos e prejudica os pobres.

        Apenas dois depois de eleita aumenta os juros.

                 Se fosse filme ou novela,não teria audiência.Porque é surreal.

                 Mas no Brasil , os fatos reais superam quaisquer ficções.

                De tão bizarro,passa a ser pitoresco.

    • anarcretino, você por aqui?

      Há uma grande diferença entre aumentar os juros em 0,25% – uma decisão que, acima de tudo, pode ser revista – e a decisão de não se controlar a retirada de água do sistema Cantareira desde o começo do ano – uma decisão que, nesta altura do campeonato, não pode ser revista e para a qual não existe nenhuma alternativa.

      De resto, suas palavras foram: “preferimos morrer sem água e mesmo sem oxigênio a permitir que o PT entre aqui. Dona Dilma, já para casa!” E agora vem posar de observador isento, se divertindo com a suposta catástrofe ao seu redor? Ora, faça-me o favor.

    • SELIC 25%,dólar R$ 4,40,iBOVESPA 11.000, desemprego, 22%

      Analfabeto funcional são sempre os outros. O Anarquista Sério é um homem sério e poltizado. Para suas negas. Para nós, cidadãos comuns, é mais um idiota mugindo suas ideias toscas. Ele nem sabe que anarquista não é humorista. Todos os anarquistas são sérios. Mas as posições políticas desse suposto anarquista não são sérias porque oriundas de cabeça sem cérebro.

      A reunião do COPOM estava marcada desde janeiro. O aumentou deu-se pelo motivo principal gerado nas atas e no comportamento do FED. Dos oitenta bilhões de dólares mensais originais, estão comprando menos da metade em valor dos títulos emitidos pelo governo norte-americano. Até mesmo um analfabeto funcional sabe que o provável aumento da taxa de juros daquela economia vai provocar uma valorização do dólar no mundo inteiro. Eu discordo, mas a maioria do COPOM optou pela defesa preventiva. Energúmenos são aqueles que gritam contra o aumento da SELIC em 0,25%, contra uma diminuição da oferta d’água em São Paulo em quase 50%. Há mais. O anarquista que se julga sério é bastante desinformado ou apenas cínico.

      FHC entregou ao Lula uma SELIC de 25% ao ano e o dólar a quase quatro reais. E não houve manchete a respeito. Aliás, os jornais diziam que o aumento do dólar, a queda das bolsas (apenas onze mil pontos, vocês se lembram?) era culpa do “efeito Lula”. Mas Lula não tinha a caneta que nomeava, demitia e mudava a política econômica. Mas os néscios que votaram no Aécio não sabem por ignorantes, pascácios, nazistas, destemperados e despreparados. Vão cheirar no inferno, são minhas palavras mais educadas.

    • O simples fato de colocar

      O simples fato de colocar isso que escrevi como comparação, é medida de seu grau de inteligência.

                   Há estudos que analfabetos funcionais( não sabem interpretar texto) é contagiante.

                     Tô fora.

              

      • As falácias se constroem com bocejos coloquiais

        nem vou entrar no mérito se comparou ou não, mas se deu relevância aos dois fatos é óbvio que há correlação entre os dois.

        Mas veja, antes de acusar  alguém de analfabeto funcional e ainda fazer questão de descrever seu conceito como se fosse coisa de outro mundo, algo desconhecido da maioria, algo extraordinário, veja se há sentido em sua frase.

        “Há estudos que analfabetos funcionais( não sabem interpretar texto) é contagiante.”

         

        Há estudos que analfabetos funcionais é contagiante.

        Por faor, antes de escrever, tenha cuidado para não tangenciar a linha da ignorância  por debaixo, onde alguns podem pensar estar sua inteligência.

  2. Ainda estamos sem saber o

    Ainda estamos sem saber o essencial. O que acontecerá caso esse verão seja tão seco como o do ano passado?

    Essa pergunta direta eu ainda não vi respondida nem pela Sabesp nem pelo governador. Também não vi niguém fazer.

  3. Que ironia do destino!

    Quem diria SP sem água, pois os que governam esse estado são os competentes tucanalhas há mais de 20 anos. Os pualistas agora vão sentir inveja dos nordestinos. Quero lembrar para os pualistas que o Nordeste cresce acima da média nacional e com a crise de águam em SP as coisas vão piorar muito por aqui.

     

    • ”Alquimista”???

      ”Alquimista”??? kkkkkkkk

      Alquimista transforma pedra em ouro.O nosso alquimista quer tranformar pedra em água.

      Chama o Paulo Coelho

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • ”Alquimista”???

      ”Alquimista”??? kkkkkkkk

      Alquimista transforma pedra em ouro.O nosso alquimista quer tranformar pedra em água.

      Chama o Paulo Coelho

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. O povo tá fechado com o governador…

    … esse papo de falta dágua em São Paulo não existe mesmo, o que existe mesmo é um forte exemplo  de gestão tucana de economizar agua pelos paulistas; aprende “nordestino, cabra da peste!”

  5. O sistema de abastecimento de

    O sistema de abastecimento de água entra em colapso, mas a permanência de Alckmin por mais quatro anos no governo não sofreu um arranhão sequer. Até parece que os paulistas não conseguem enxergar tamanha incompetência e irresponsabilidade por parte do governo na gestão da água.

     

  6. Seca

    Acho que estamos próximos de chegar ao fundo do poço. Não acredito que teremos um verão chuvoso na região pois quebrou-se o ciclo de água, evaporação, precipitação e chuvas. Está tudo seco. Não sou especialista em clima ou metereologia mas vejo assim.

    Entretanto, vemos manifestações contra a presidente DILMA, eleita democraticamente, e NENHUM discurso a respeito da falta de água em São Paulo. É de uma hipocrisia, analfabetismo, cegueira históricas.

    Preparem-se. Faltará (já falta em alguns lugares) água para consumo básico e faltará em breve para a indústria e agricultura. Como ficaremos? será que os empresários e grandes agricultores irão passar a mão na cabeça do imbecil do Alckmin, ou irão exigir ações concretas – alguma sugestão?

    • Isso mesmo, faltará água para

      Isso mesmo, faltará água para a agricultura devido a seca e a culpa é do governador, que entre outras coisas tem a atribuição de fazer chover no campo.

      A insanidade está imperando. Ao mesmo tempo que o camarada admite que parte do problema é a estiagem prolongada, continua culpando o unicamente o governante.

       

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome