Salles falta a reunião do Conselho da Amazônia

Estrutura é coordenada pelo vice Hamilton Mourão, que chamou ausência de falta de educação; nenhum representante do ministério esteve presente

Foto: José Cruz/Agência Brasil

APOIE O GGN NA RESISTÊNCIA AOS ATAQUES DIGITAIS E CERCO JUDICIAL QUE TENTAM NOS CENSURAR

CLIQUE AQUI E SABIA MAIS

Jornal GGN – O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, faltou a uma reunião do Conselho da Amazônia Legal e nenhum representante da pasta foi enviado, o que gerou queixas públicas por parte do vice-presidente e coordenador da estrutura, Hamilton Mourão.

“Lamento profundamente a ausência do ministério mais importante, que não compareceu nem mandou representante, que é o ministério do Meio Ambiente. Lamento profundamente”, disse Mourão, ao final de encontro realizado no Palácio do Itamaraty, segundo o jornal Folha de São Paulo. “Da forma que eu fui formado eu considero isso falta de educação.”

Sobre os impactos da atuação da Polícia Federal nos trabalhos do conselho e na imagem internacional do Brasil, Mourão disse que aguarda os desdobramentos da investigação. “Eu aguardo a investigação. Toda investigação começa com indícios que podem se comprovar ou não. Então ninguém pode condenar o ministro a priori”, disse.

A ação da Polícia Federal tem gerado considerável desgaste a Salles – nesta quarta-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, negou pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República) para deixar a relatoria da investigação sobre o ministro. Foi Moraes quem autorizou a Operação Akuanduba, que tem Salles e outros servidores do Meio Ambiente como alvos.​

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome