Salles pede explicações à PF acompanhado de assessor armado

Operação para apurar contrabando de madeira é conduzida em Brasília; Ministério do Meio Ambiente e endereços do ministro foram alvo de busca

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente. Foto: Reprodução/Lula Marques

Jornal GGN – O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, esteve na Polícia Federal nesta quarta-feira (19/05) acompanhado de um assessor armado, pedindo explicações sobre a operação Akuanduba.

A Polícia Federal suspeita de desvios de conduta de servidores públicos do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama durante o processo de exportação de madeira após denúncia vinda dos Estados Unidos, onde três contêineres de madeira de lei foram apreendidos sem a documentação legal.

Segundo policiais ouvidos pelo jornal Folha de São Paulo, Salles e o assessor (um militar da reserva) estiveram na sede da PF, em Brasília, por volta das 8h30. O ministro foi recebido pelo chefe do órgão e informado que a investigação estava sob sigilo e era de responsabilidade do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Salles foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal dentro da operação Akuanduba, que busca apurar crimes e corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando por parte de empresários e agentes públicos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome