A dança nupcial dos tangarás, na concepção de Lina Pesce

Por Luciano Hortencio

https://www.youtube.com/watch?v=eNh3qlm3m3E width:700 height:394

Propositalmente inicio esse post apresentando o excelente vídeo “Dança do acasalamento do tangará da serra”, da lavra de Rubens Araujo. Em seguida apresento as interpretações de George Brass (argentino), Edmundo William Ros (natural de Trinidad e Tobago) e Heriberto Leandro Muraro (argentino), para o excelente chorinho de Lina Pesce (Magdalena Pesce Vitale), intitulado TANGARÁ NA DANÇA.

Os fonogramas e as informações nos foram gentilmente enviados pelo jornalista e colecionador cearense, Muguel Angelo de Azevedo (Nirez).

“Tangará na dança”, chorinho (Lina Pesce) Edmundo Ros com orquestra – London 475b – 1947;

“Tangará na dança”, chorinho (Lina Pesce) George Brass (acordeon) e seus Rithm Players – Odeon 12690a – mai1946;

“Tangará na dança”, chorinho (Lina Pesce) Muraro (piano) com ritmo – Odeon 2947b – sem data.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Memórias: a Internet e as políticas públicas

12 comentários

  1. Bando de Tangarás

    Bando de Tangarás era o super-grupo musical de onde vieram, nada mais nada menos, Noel Rosa, Almirante e Braguinha (daí o apelido ornitológico deste: João de Barro). As únicas imagens em movimento de Noel estão num pequeno filme do Bando dos Tangarás, de 1929, raridade disponível hoje em dia.

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=mTPXbIKrEAU%5D

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=KdJRE7MFL5c%5D

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=hiUT8zkNV4o%5D

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=oXt7P7dsPTY%5D

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=m1c80oDJdZs%5D

    • Um viva a elas!

      Gosto bastante dos choros e valsas da Lina Pesce, dai saudar com entusiasmo esse post. A comparação com Chiquinha Gonzaga se da por Lina também fazer parte das compositoras pianistas pioneiras no Brasil. A esse respeito, sabemos que Chiquinha, predecessora de todas elas, pagou um preço alto por ter sido independente e feito musica. Acho que seria interessante um post sobre essas primeiras compositoras, arte e vida.

  2. Quando o Mineirinho

                        Conta estória pro Carroceiro

                        até o burro chora…

                      

                        de rir

  3. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome