“Apelo”

De repente uma saudade. De Elizeth, Baden, Vinicius, Jacob, Cyro, Tom, Elis…… Saudade dos que souberam nos fazer rir e emocionar. Dos que nos encantaram com beleza e inconformismo. Saudade dos amigos daqui e de la. Do tempo que passa de modo inexoravel!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  TV GGN 20h: 70 anos de TV brasileira. Valeu a pena?

10 comentários

  1. Obrigada, Maria Luísa

    Adoro essa música. Nao sabia que era do Baden.

    PS: o tópico está com um problema. A gente escreve um comentário e nao aparece logo a opçao para salvar, só para pré-visualizar. Só quando se pré-visualiza se tem a opçao de salvar.

  2. Pondo aqui a letra

    Ah meu amor nao vás embora

    Vê a vida como chora

    Vê que triste essa cançao

    Nao, eu te peço nao te ausentes

    Pois a dor que agora sentes

    Só se esquece no perdao

    Ah, minha amada me perdoa

    Pois embora ainda te doa

    A tristeza que causei

    Eu te suplico nao destruas

    Tantas coisas que sao tuas

    Por um mal que já paguei

    Eu te suplico nao destruas

    Tantas coisas que sao tuas

    Por um mal que já paguei

     

    Ah, minha amada se soubesses

    A tristeza que há nas preces

    Que a chorar te faço eu

    Se tu soubesses no momento

    Todo arrependimento

    Como tudo entristeceu

    Ah, se soubesses como é triste

    Eu saber que tu partiste

    Sem sequer dizer adeus

    Ah meu amor tu voltarias

    E de novo cairias

    A chorar nos braços meus

    Ah meu amor tu voltarias

    E de novo cairias

    A chorar nos braços meus

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome