Carmen Miranda, Bahia & etc. – Coisas que o tempo levou!

por Luciano Hortencio

 

Bahia, terra do meu samba.

Quem nasce na Bahia é bamba.

É bamba.

Bahia, terra do poeta,

Terra do meu sonho e etc. (bis)

 

Eu tenho também o meu valor,

Ora se tenho.

E vivo com muita alegria.

O samba é o meu avô,

Macumba é a minha tia.

Sofri, mas num grande violão,

Sou bamba no batuque e no pandeiro.

Meu pai é um homem das muambas,

O grande e conhecido candomblé.

 

Bahia, terra do meu samba.

Quem nasce na Bahia é bamba.

É bamba.

Bahia, terra do poeta,

Terra do meu sonho e etc. (bis)

 

Eu gosto muito da viola,

A moça tenta só de pinho,

Parece um grande interventor,

O bamba e respeitado cavaquinho.

O delegado tamborim,

Com jeito e com diplomacia,

Na batucada diz assim:

No samba também tem delegacia.

Bahia!

 

Bahia, terra do meu samba.

Quem nasce na Bahia é bamba.

É bamba.

Bahia, terra do poeta,

Terra do meu sonho e etc. (bis)

 

Carmen Miranda – ETC. – Assis Valente.
Disco Victor 33.604-B.
Janeiro de 1933.

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Valei-me meu Padrinho Ciço e a Mãe de Deus das Candeia!

3 comentários

  1. Adalgisa mandou dizer!

    Coisas que o tempo leva, mas que a gente não deixa apagar, não. Toda vez que ouço Caymmi e Vinicius, as cores da Bahia, os cheiros, os sabores voltam com intensidade. Como ja disse o poeta, Chico Buarque, Caymmi era gênio, fez uma musica com apenas uma frase. E que delicia de musica!

    [video:https://youtu.be/tfgxUh8PuDg%5D

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome