Chico de Oliveira, presente!

O velório será na FFLCH-USP (Rua do Lago, 717 – Salão Nobre – Administração da USP), a partir das 17h

Jornal GGN – Na madrugada desta quarta-feira morreu o sociólogo Francisco de Oliveira, o Chico de Oliveira, aos 86 anos. O velório será na USP, a partir das 17h (Rua do Lago, 717 – Salão Nobre – Administração da USP).

Chico foi doutor por notório saber pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores. Graduou-se em Ciências Sociais pela Universidade do Recife, atual Universidade Federal de Pernambuco e, na esfera pública, foi dos quadros técnicos do Banco do Nordeste e da Sudene. Na Sudene trabalhou com Celso Furtado.

Após o golpe de 1964, ficou preso por dois meses. Depois disso, deixou Recife e exilou-se no Rio de Janeiro.

Professor aposentado da FFLCH-USP, foi para o Cebrap a convite de Octavio Ianni. No PT, foi da primeira Diretoria Executiva da Fundação Wilson Pinheiro, que se tornou Fundação Perseu Abramo. Foi também coordenador do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania – Cenedic – da USP.

Em 2003, saiu do PT e foi para o PSol. Em 2006, recebeu o título de doutor honoris causa na Universidade Federal do Rio de Janeiro, por iniciativa do Instituto de Economia da UFRJ. Em 2008, recebeu o título de professor emérito pela FFLCH-USP. E, em 2010, doutor honoris causa na Universidade Federal da Paraíba.

Em 2016, Chico de Oliveira concedeu entrevista ao Jornal GGN. Veja alguns momentos memoráveis.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome