Trini Lopez, cantor de La Bamba, morre vítima de Covid-19

Já conhecido como estrela da música, Trini Lopez foi escalado para atuar no longa metragem ‘Os doze condenados’, sobre a Segunda Guerra Mundial, em 1967.

Jornal GGN – O cantor norte-americano Trini Lopez morreu nesta terça, na Califórnia, por complicações decorrentes da Covid-19, aos 83 anos.

Trini nasceu no Texas, filho de pais mexicanos, e começou a tocar em bandas aos 15 anos. Seu grupo The Big Beats assinou contrato com a Columbia Records em 1958 e, logo depois, ele iniciou sua carreira solo, assinando com a King Records. Esta experiência não foi muito boa, e ele logo seguiu para Los Angeles, onde foi descoberto por Frank Sinatra, que o contratou para a Reprise Records, em 1963.

Já conhecido como estrela da música, Trini Lopez foi escalado para contracenar com Ernest Borgnine, Charles Bronson, Jim Brown, John Cassavetes, George Kennedy, Telly Savalas e Donald Sutherland no longa metragem ‘Os doze condenados’, sobre a Segunda Guerra Mundial, em 1967. Ele ainda atuou em outros filmes.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Memórias: a Internet e as políticas públicas

2 comentários

  1. Quem não foi jovem nas décadas de 60/70 não conhece La Bamba. Todos os bailinhos da época para serem animados acabavam tocando Tini Lopes. Era 1 chamado à alegria de dançar.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome