Tudo muda, tudo passa, neste mundo de ilusão…

Uma edição comemorativa pelos 6 anos do canal lucianohortencio no Youtube

CORAÇÃO – poema de Guilherme de Almeida.

Lembrança, quanta lembrança

Dos tempos que já lá vão!

Minha vida de criança,

Minha bolha de sabão!

 

Infância, que sorte cega,

Que ventania cruel,

Que enxurrada te carrega,

Meu barquinho de papel?

 

Como vais, como te apartas,

E que sozinho que estou!

Ó meu castelo de cartas,

Quem foi que te derrubou?

 

Tudo muda, tudo passa

Neste mundo de ilusão;

Vai para o céu a fumaça,

Fica na terra o carvão.

 

Mas sempre, sem que te iludas,

Cantando num mesmo tom,

Só tu, coração, não mudas,

Porque és puro e porque és bom!

CORAÇÃO – poema de Guilherme de Almeida.

Coisas que o tempo levou.

Edição comemorativa pelo aniversário de 06 anos do canal luciano hortencio.

Fortaleza, aos oito de julho de 2017.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora