Nova Zelândia apresenta pior déficit na balança comercial desde 2008

Jornal GGN – A Nova Zelândia anunciou nesta segunda-feira (26) déficit em sua balança comercial. As exportações para os três principais parceiros comerciais do país caíram no mês passado, bem como a demanda de petróleo bruto e produtos lácteos, revelou uma espécie de IBGE neozelandês.

As vendas para Austrália, Estados Unidos e Japão caíram, enquanto as para a China subiram cerca de 22% ano sobre ano, lideradas por carne ovina e pinho – um negócio de cerca de NZ$ 653 milhões. Para a República da Coreia, os negócios se expandiram em 7,7%, ou NZ$ 134 milhões. Lideradas por aeronaves, peças e petróleo, as exportações tiveram um aumento de 17%, movimentando quase NZ$ 4,6 bilhões.

Os números foram prejudicados porque o comércio teve uma ligeira queda, que só não foi ainda maior por conta dos excedentes acumulados e investidos entre julho de 2011 e 2012. O déficit da importação de bens foi de NZ$ 774 milhões, o maior desde julho de 2008. O valor das mercadorias exportadas totais caiu NZ$ 196 milhões (4,8%) para NZ$ 3,8 bilhões, impulsionado para baixo pelo petróleo e leite em pó, manteiga e queijo.

As informações são do China Daily

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Brasil depende do Mercosul para livre comércio com a China

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome