Sobre as afirmações do economista chefe do Itaú em Davos

Por Roberto Monteiro Jr
 
Querido Ilan Goldfajn, economista chefe do Itaú,
 
Leio no Financial Times que o senhor ao ser perguntado em Davos sobre o Brasil disse: “os investidores estão olhando para os países com uma economia sustentável e estável” “o Brasil não 锓.
 
O senhor já jogou Taco na infância?
 
Três pra trás, passa o taco.
 
Então…
 
Mas o senhor derrubou a casinha…
 
Falando sobre infância… eu ainda não tenho filhos.
 
Quero ter e quando tiver, pode ser que um deles seja feio.
 
Sim, filhos feios também tem pais.
 
Eu nunca direi isso diretamente para ele.
 
Se perguntado, direi sempre que ele é inteligente e simpático.
 
Não precisamos mentir, né?
 
Então…
 
Pior ainda que afirmar que o filho é feio, é dizer isso na reunião da escolinha.

 
Na frente dos coleguinhas, pais e professores.
 
Opiniões como esta são como o bumbum.
 
Todo mundo têm, mas mostra-se apenas em caráter privado.
 
No seu caso, em caráter privada.
 
Ah, quer falar sério? Vamos tentar um pouco…
 
O seu banco teve um lucro de R$ 13,6 bi em 2012.
 
No primeiro semestre de 2013, só o lucro do seu banco foi maior que a economia de 33 países.
 
Vou repetir, se seu lucro semestral fosse um país, só ele, seria maior que 33 economias inteiras.
 
Ainda não saiu o anual, mas acho que foi na mesma linha, não? Perto de uns 70 países, será?
 
Ah, em 2002 o lucro do seu banco era de R$ 2,38 bi, + 1 bi amiguinho do comprado.
 
Isso dá um crescimento médio anual de 15% a.a. de 2002 pra cá!
 
Qual mercado assiste a este tipo de crescimento?!?! 15% a.a. no lucro?
 
Só droga e startup californiana.
 
Além disso o seu banco cobra 196% a.a. de cheque especial. 
 
196% a.a! Tenta explicar isso pra alguém de um lugar civilizado…
 
Aqui sim, só droga dá esse retorno!
 
Será que essa seria a definição moderna de pecado para a usura? 
 
É eu sei, são regras de mercado…
 
Isso mesmo! Aqui existem regras respeitadas e dinheiro rolando. 
 
Muito dinheiro.
 
Então…
 
Pode ser que o Brasil ainda seja feio.
 
Mas é simpático e inteligente. 
 
E ainda vai amadurecer, apesar de gente como vossa senhoria.
 
Por isso o senhor poderia tratá-lo como seu Filho.
 
Não como sua Puta.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

50 comentários

  1. Uau! Apesar de não gostar de

    Uau! Apesar de não gostar de palavrões, achei o fecho perfeito. Sem mais comentários.

  2. ôoooooo meu deu! eu até

    ôoooooo meu deu! eu até fiquei emocionado. Só que não!

    Realmente, o lucro do banco cresceu bastante.  Mas o patrimônio também é gigantesco. Quando analisado o lucro como proporção do patrimônio (ROE), vê-se que é uma lucratividade normal. Igualzinha à da Vale ou da Petrobrás quando era bem administrada. Então, sai fora com essa tese de que são exploradores…

    Os ufanistas estão pirando!

     

    • Assustado,
       
      Não sei de onde

      Assustado,

       

      Não sei de onde você tirou isso de que o ROE é “igualzinho” ao da Petrobrás ou da Vale “quando eram bem administradas”.
      Nem o Goldman Sachs, Bank of America ou Citibank tem um ROE como o do Itaú/Bradesco. O ROE deles é algo entre 15% e 20%, os bancos americanos ficam entre 5% e 10%. Na melhor das hipóteses pra ambos, o dobro, na pior pro Brasil, 50% a mais.

       

      Commodities (petróleo e minério) são extremamente “seguros” e minimamente rentáveis (perto de 5%) pelo fluxo longo de investimentos.

       

      Uma empresa que cresce 15% a.a ao longo de 12 anos, partindo de uma base já sólida como o Itaú deveria beijar os pés do país em que atua, e não execrá-lo como fez o imbecil do Goldfarb.

    • Perfeito o seu comentário!!!

      Seria  muito produtivo se o povo soubesse que gente como ele defende  o Estado mínimo só para o  povão e o Estado máximo para os endinheirados. Não é a toa que por ano a sonegação de impostos chega a quase 400 bi de reais e boa parte dessa  sonegação vem de grandes empresas.  Só o banco itau deve mais de 18 bi de reiais para a receita federal.  

  3. Quem é o dito cujo.

    Economista-chefe do Itaú Unibanco e sócio do Itaú Unibanco.( qualquer relação coma REDE não é mera coincidência)

    Foi diretor de política econômica do Banco Central (2000-2003) – (Governo FHC, Uma taxa Selic muito atraente de 23%)

    Economista do FMI (1996-1999). –  (Ele estava na ponta que pingava os caraminguás no pires do Brazil.)

    Sócio-fundador e gestor da Ciano Investimentos (2007-2008) – (Depois de sair da Gávea em vôo solo (mas de galinha…) )

    Sócio da Gávea Investimentos (2003-2006) – (Imagina o Sócio! Armínio (quebra afunda) Fraga! Precisa dizer mais?)

    Diretor do Instituto de Ensino e Pesquisa em Economia da Casa das Garças (2006-2009) – (na qual o Think tank é… Edmar Bacha.)

    Lembrando que: Armínio e Bacha são ligados entre si pelo… Instituto Millenium.

    Ambos são os “Dung Tank” do mesmo.

  4. Será interessante os

    Será interessante os brasileiros saberem as ideias desse ecomista do Itaú. Ele quer uma economia sustentável, sustentabilidade na sua opinião é desemprego.

    Quando os brasileiros souberem que eles estão por trás dos candidatos a presidente sustentáveis, levarão um susto.

    •  
       
      Não sou

       

       

      Não sou economista.

       

      Mas…..

       

      economia sustentável ele não quer, pois isso é uma coisa assim, meio ambiente,  desenvolver com sustentabilidade

      e sustentavelmente, e não seria um banco, pois este nem polui. Seria o que?

       

      se for indústria….    o que ele diz…..

      bem, industria só reclama mas gosta bem é de pular para o mercado chinês e adquirir as peças e vender aqui.

      pois comprar objetos baratos e vender é melhor que fabricar, e jamais deixariamos o nosso mercado de trabalho aviltar tanto quanto esse senhor gostaria.

       

      então…. o que mesmo é uma economia sustentavel?

       

      um governo  auto-sustentado e não devedor?  

       

      bem….. ele não gostaria nada disso, pois os juros baixariam.

       

      Me ajudem tecnicamente e com palavras comuns.

       

      Grata,

  5. Não há limite – Replicam o FT com o Ilan
    O jogo é pesado É inacreditável a manipulação. Falta caráter a essa gente. E replicam o Ilan. Destacam o México, mas as empresas apenas “prometem”. E o texto sobre os demais países, avaliem só: “Países africanos como Nigéria, Tanzânia, Quênia e Uganda também foram vistos com bons olhos pelo Financial Times, que afirmou que eles convenceram os participantes do fórum de que coisas boas vão acontecer em 2014.” Inacreditável. Olhem o que o Terra diz: http://economia.terra.com.br/financial-times-brasil-e-visto-como-grande-perdedor-em-davos,80dda21c139d3410VgnVCM10000098cceb0aRCRD.html Artigo publicado pelo jornal Financial Times nesta terça-feira afirma que o Brasil foi o grande perdedor do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Segundo a publicação, o País deixou uma percepção de falta de investimentos em infraestrutura e a sensação de que “muito do crescimento foi proveniente do consumo”. O artigo completa que “não foi fácil ouvir alguma notícia positiva sobre o País”.A publicação destaca uma frase do economista-chefe do Itaú-Unibanco, Ilan Goldfajn, que afirmou que “os investidores estão olhando para os países com uma economia sustentável e estável” e completou dizendo que “o Brasil não é”…. E agora, apenas uma pesquisa rápida na infovia com a realidade: http://noticias.r7.com/brasil/dilma-anuncia-investimentos-em-mobilidade-para-minas-gerais-17012014 17/1/2014 às 08p6 (Atualizado em 17/1/2014 às 08p7)Dilma anuncia investimentos em mobilidade para Minas GeraisMontante a ser investido faz parte dos R$ 50 bi que o governo federal decidiu investir no setor… http://brasileconomico.ig.com.br/noticias/mercedesbenz-do-brasil-anuncia-investimentos-de-r-1-bi-em-2014-e-2015_136811.html AutomóveisMercedes-Benz do Brasil anuncia investimentos de R$ 1 bi em 2014 e 2015Brasil Econômico   (redacao@brasileconomico.com.br) 28/10/13 14:21… http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRSPE98G02920130917 Grupo Volkswagen vai investir R$1,2 bi no Paranáterça-feira, 17 de setembro de 2013 14:48 BRT Imprimir | Uma página [-] Texto [+] Presidente-executivo da Audi, Rupert Stadler, fotografado em coletiva da imprensa anual em Ingolstadt, na Alemanha. O grupo Volkswagen anuncia entre esta terça-feira e a próxima semana investimentos totais de 1,2 bilhão de reais em suas instalações no Paraná para retomar a produção no país de carros da marca de luxo Audi e do modelo Golf. 12/03/2013. REUTERS/Michaela Rehle1 de 1Versão na íntegraSÃO PAULO, 17 Set (Reuters) – O grupo Volkswagen vai investir cerca de 1,2 bilhão de reais em suas instalações em São José dos Pinhais (PR) para retomar a produção no país de carros da marca de luxo Audi e do modelo Golf…. http://blog.planalto.gov.br/apos-encontro-com-dilma-presidente-da-audi-anuncia-investimento-de-r-500-milhoes-no-brasil/ Terça-feira, 17 de setembro de 2013 às 13:20Após encontro com Dilma, presidente da Audi anuncia investimento de R$ 500 milhões no Brasil… 

    • Financial Times

      Este Financial Times é sistemático ANTI-BRASIL. seus (E A ANTIGA CORRESPONDENTE) correspondentes detestam o Brasil.

      Não é só no Brasil que a midia é parcial…Asquerosos!!!

  6. Ser puta não é desdouro

    Ser puta não é desdouro tampouco problema.Duro e exautivo é livrar-se  dos gigolôs em permanente assédio…  

  7. Tudo tão claro.

    “Economia sustentável”. Nas palavras do economista do Itaú.

    – É a bandeira de quem mesmo?

    – Marina Silva.

    – Que é apaniguada por que empresas?

    – Natura e Itaú.

  8. dirigente “brasileiro” em Davos

    Caro Roberto,

     

    Genial seu claro texto. A essa turma não interessam o Brasil ou seu povo. Querem lutar contra a pequena mas importantíssima diminuição da desigualdade social em nossa terra. Querem praias mais vazias, menos congestionamentos e desemprego galopante, uma linda justificativa para diminur salários e aumentar ainda mais seus lucros indecentes. Cobrando 196% de juros e pagando 6 a 7%… Muito brasileiro esse cara. Brasileiro e traidor. 

     

  9. Nao bastava FHC?
    O Brasil

    Nao bastava FHC?

    O Brasil sempre tem que ter mais um que se ajoelha pra branquelada estrangeira?  (Sim, eu disse “a branquelada estrangeira” muito claramente.)

  10. Nao é só ele.
    Muitos

    Nao é só ele.

    Muitos brasileiros retornados fugindo (ou quase expulsos) da europa em

    crise tem discurso semelhante.Perderam a pose  e muitos sustentam   um

    complexo de “vira-lata-chutado” intragavel, ouvi dia desses :Brasil ..não,não

    é prá dar certo! Nós? nós não…( sorrindo amarelo). Muitos desses engrossaram

    as manifestações, são contra a copa e vivem da tal critica seletiva.

  11. Sensacional

    Essa gente que trabalha contra seu próprio país deveria sempre receber respostas como esta.

    Contundentes.

    Pena que esta resposta não receberá toda a divulgação que merece.

  12. Não sei

    Não sei se ele, sabendo que o Brasil não é sustentável, irá fechar o seu Banco por aqui e levá-lo pra Europa. Eu, sabendo quem dirige este Banco e por consequencia o meu dinheiro, vou fechar a minha conta lá amanhã!!

    • Eu já não engordo a pança

      Eu já não engordo a pança desse senhor (assalariado) há muito tempo e tenho raiva de quem o faz…

  13. Ferran Adrià foi o

    Ferran Adrià foi o entrevistado do Roda Viva na segunda-feira, 20/jan. Nascido na Espanha, é proprietário do El Bulli, restaurante que já esteve cinco vezes no topo da lista dos melhores do mundo. abaixo o link do video do programa. No tempo de 1:00:20, ao responder uma provocação de só se referir aos restaurantes franceses, diz: ” Fico muito bravo quando alguém fala mal da França. Eu nunca, nunca, nunca, (olha a ênfase), vou falar mal da França. Eu sou o que sou hoje, por causa da França….)

    Pois é, o notório Ilan Goldfajn, economista chefe do Itaú (e tantos outros do seu convívio), bem que poderia ter a mesma ética do Cozinheiro Espanhol: ser grato ao pais que o acolheu, e lhe ofereceu todas as oportunidades profissionais. É a sindrome do vira-latas.

    Muito boa a resposta do Roberto Monteiro Jr., parabens!!

     

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=pOe1OVSJ_Sk

  14. Parabéns pelo post! Perfeito

    Parabéns pelo post! Perfeito principalmente no final:

    Por isso o senhor poderia tratá-lo como seu Filho. Não como sua Puta. É isso que esses fdp fazem, usam, abusam, se lambuzam do país e ainda o achincalham

  15. Falou tudo mas não falou nada!

    O que me preocupa realmente é vê um líder de um setor que teve recordes de lucro dizer que o mercado local não é seguro. Analise direito os fatos, esses lucros absurdos veem de empréstimo realizado ao governo e não para correntistas fazendo investimentos, no final o próprio governo não terá o dinheiro pra pagar e assim irá imprimir moedas. No final esses bancos terão um monte de papel sem valor.

    • Dados

      Em que lugar vc leu que o governos ( ou governos) se financiam através de bancos privados, ?

      Quem foi que te disse isso, e aonde leu, não só isso, mas que os lucros de um banco privado nascem de operações de crédito com o governo? Que raio de operações de financiamento são essas?

      Certamente, essa opinião é bastante infundada. Governos, não só o do Brasil, tem utilizado emissão de títulos do tesouro como principal forma de financiamento, não empréstimos em bancos. O custo destes papéis é sim muito algo, pois é o valor da Selic. Mas é infinitamente menor que as escorchantes taxas cobradas de consumidor brasileiro quando o assunto é crédito. Cheque especial, cartão de crédito, mesmo empréstimos, financiamento imobiliário. Ex: financiamento imobiliário neste banco tem taxas de até 10% ao mes. Como um banco com a obrigação de remunerar a poupança em 5% ao ano usa o recurso para conceder empréstimoa a 10% ao mês, COM UM BEM EM GARANTIA? Gente do céu, só es estivermos locos. 

      Até porque, os comentaristas mais conservadores recomendam diuturnamente adquirir papéis do tesouro nacional, como tesouro direto. Por um motivo muito simples:quando a poupança ano passado não pagou nem a inflação, os títulos do tesouro brasileiro vendem 10,50% ao ano neste momente, ou no mínimo 4,50% líquidos de inflação. 

      A fala do representante do Itáu, é acima de tudo um movimento político. Quando seu candidato DUDU FIELDS vingar, aí ele recomenda o Brasil..ou seria um desestímulo aos bancos estrangeiros ????Sei não. 

       

  16. Imoral e anticonstitucional

    O professor Ladislau Dowbor, no longo artigo “Os descaminhos do dinheiro e o financiamento de campanhas” (republicado aqui no blog, mas pouquíssimo comentado), explica didaticamente que cobrar juros estratosféricos, como os 196 a.a. de cheque especial do Itaú, além de imoral é anticonstitucional. Era o caso do banqueiro estar se explicando em juízo e não falando mal do país pelas costas.

    O caso dos cartões de crédito deixa isto bem claro. Nota de Lucianne Carneiro em O Globo Economia compara o juro médio sobre cartão de crédito no Brasil, de 238% ao ano, com os 16,89%  nos  EUA  e 18,7% no Reino Unido. Não há como explicar uma diferença destas com “mecanismos de mercado” É agiotagem mesmo. O resultado é uma sangria absurda da capacidade de compra.[15] Ao fazer todos os que entram neste tipo de crédito pagarem muito mais pelos produtos, gera-se um impacto forte sobre os preços finais. E nos dizem tranquilamente que juros altos nos protegem da inflação. O resultado final são dificuldades para o consumidor e para o produtor, e lucros exorbitantes para os intermediários. Juros de 101,68% para pessoa física e de 50,06% para pessoa jurídica travam tanto o investimento como o consumo…

    (…)

    Lucros financeiros como do Itaú em 2011, 14,5 bilhões de reais, constituem custos, pagos pela sociedade, sob forma de consumo retraído por parte consumidor e de lucro menor (quando não quebra) por parte do produtor. A intermediação financeira é necessária, mas quando se usa o oligopólio para fixar juros estratosféricos, o intermediário vira atravessador. Em vez de fomentar, cobra pedágio. Em vez de gerar efeitos multiplicadores, trava a economia, ao punir o produtor e o consumidor. Os grupos internacionais têm vantagens, e buscarão dinheiro no exterior através das suas matrizes, com custos muito menores, inclusive para comprar empresas nacionais. Para o parque produtivo nacional, é desastroso.

    No conjunto, trata-se de um desvio de dinheiro da economia real, via uma forma institucional ilegal, que é a “dominação dos mercados, eliminação da concorrência e  aumento arbitrário dos lucros.” que a Constituição condena em termos inequívocos. Frente aos números, há alguma dúvida quanto à ilegalidade? Não há notícias de julgamento a este respeito, e sim muitas denúncias no Procon, Idec e outras instituições, e milhões pessoas se debatendo em dificuldades. O Serasa-Experian, hoje empresa multinacional, guardiã da moralidade financeira, decretará que brasileiros passam a ter o nome sujo, ou seja, punirá quem não conseguiu pagar 238%, e não quem os cobra.

  17. Esse deve ser mais um

    Esse deve ser mais um brasileiro de Miami. Deve ter um apartamento furreca em Miami – furreca em termos -, mais alguma merreca em bancos americanos – merreca em termos -, deve passar a semana no Brasil como assalariado – assalariado em termos e, por isso deve achar achar que já tirou o dele da reta. Deve achar que não precisa mais do Brasil e, este afundando, vai encontrar emprego fácil e bem remunerado por lá. Acha e vai continuar achando. 

  18. Hahahahahahahahaha, que bebê

    Hahahahahahahahaha, que bebê chorão!!!

    Se for contestar o que o Ilan falou, pelo menos use argumentos econômicos, o que eu tenho certeza que você não conseguiria. E já que você usou a aparência do seu filho como exemplo, é melhor falar que seu filho é feio e ele aceita de uma vez, ou esperar ele sofrer bullying na escola e cortar os pulsos???

    É cada coisa que leio por ai, viu… Hahahahahahahah

    • educação básica

      ei Gustavo… interpretação de texto na sua aula de Português na escola… tinha?

      Porque analfabetismo funcional parece permear também a classe média nessas bandas.

      • Pois é, Lucas. Entender

        Pois é, Lucas. Entender textos do nível desse aí exige alguma habilidade que eu não domino completamente. É TANTA besteira junta, que as vezes até me perco tentando achar algum significado.

        Em vez de usar uma analogia tosca, ele poderia simplesmente ter dito os motivos pelos quais acha que o Ilan está errado sobre o Brasil. Afinal, dados de crescimento do Itau desde 2002 não significam absolutamente nada para a perspectiva do Brasil para os próximos anos, muito menos a taxa cobrada por eles no cheque especial.

        São argumentos tão exdrúxulos, que fico triste de ver tanta gente concordando com eles. Isso mostra o verdadeiro analfabetismo funcional do Brasil. Ninguém é obrigado a saber economia, mas todos deveriam conseguir olhar pra esse texto e ver que ele não passa de uma crítica ideológica, sem profundidade nenhuma e sem motivo algum pra ser levado a sério.

        Escrever um texto desses é um desfavor ao Brasil muito maior do que falar que as perspectivas de crescimento estão ruins e mudanças são necessárias. Criticar o Brasil para investidores não tem nada de errado, eles não vão mudar de opinião só porque o Ilan falou que está bom ou ruim. A imagem do Brasil já está corroída e só mudanças na nossa política vão recuperar a confiança perdida.

         

        • Pois é algo não bate.
          Li o

          Pois é algo não bate.

          Li o texto e logo achei que não estava no Brasil e sim na Suiça. Acho que foi a influencia do ar de onde saiu o texto do Ilan. É sempre assim os otimistas acham que esta tudo ótimo. Nem lembro mais de quando o Brasil cresceu o PIB acima de 6% ao ano.

          • Crescimento do PIB

             

            Crescer para que só meia dúzia faça a colheita pode ser bom para alguns. Para a maioria, é preferível crescer menos no total mas com todo mundo colhendo ao menos para comer. Grécia, Espanha, Itália e até o Império mostram claramente onde leva esse liberalismo exacerbado. Como não sou banqueiro, as coisas me parecem muito boas; certamente, se fosse banqueiro, confessaria que as coisas estão ótimas.

             

        • O argumento é simples e válido…

          …poderíamos redigir infinitas teses de doutorado em cima de todos os fatores macroeconômicos que protagonizam a discussão.

          O texto não divaga, não desfoca… é simples e claro:

          Um pedido à um importante diretor, do banco mais lucrativo de um país, que pare de pensar no próprio umbigo egoísta e na verdade ajude e desenvolva o país (ou seja, parar te tratá-lo como sua PUT* e começar a tratá-lo como seu filho.

          Vivemos em um país em que banco não desenvilve função de banco… juros ridículos e (na contra mão do planeta) esmagadora maioria dos lucros oriundos de pessoa física ao invés de jurídica.

          Ou seja, Itaú e cia, estão lucrando às pampas, bem mais do que a média mundial e por outro lado não fomentam desenvolvimento de negócios e indústrias, delegam isso para o BNDES enquanto apostam no kit garantido do sucesso: títulos de dívida do governo + juros PF absurdos + pacotes de “serviços” ridículos.

          As tentativas de mudança da taxa de juros são acompanhadas pelo mimimi de sempre “vai aumentar o calote”… e nem preciso lembrar do papo da Dona Luiza com o Mainardi para falar sobre isso… preciso.

          Ou seja….  o Brasil é a mera pu**nha dessa galera.

          Logo…

          Sim…  vc é praticamente um analfabeto funcional… que simplesmente ignorou completamente o foco do texto. Escreveu: “melhor falar que seu filho é feio e ele aceita de uma vez, ou esperar ele sofrer bullying na escola e cortar os pulsos”

          enquanto o autor deixou CLARO que você tem que ser um pai muito ESTÚPIDO para chamar seu filho de feio na frente de todos colegas (metáfora para Brasil em Davos, caso o exercício de abstração seja complexo demais para o seu nível de instrução). Qual dos “filhos” você acha que cortaria os pulsos? O que sofre bullying na escola mas é acolhido pelo pai que tenta ajudá-lo, ou o filho do IDIOTA que além de chamá-lo de feio, o faz na frente de todos.

          Bem… esse IDIOTA é o Goldfajn..

          Se ainda estiver complicado demais par ao seu entendimento, me mande o seu email que tentarei me juntar com o autor e criar uma versão ilustrada 😉

    • Concordo. Que texto mais

      Concordo. Que texto mais ‘bobo’. Parece coisa da época dos militares – ‘ame-o ou deixe-o”.

      Se nao concorda, use argumentos – não venha com esta histórinha de filho na escola….

       

      MA.

  19. D. Mainardi deveria perguntar

    D. Mainardi deveria perguntar ao Ilan quando ele vai vender o banco dele para o Citybank!

  20. Irracionalidade e burrice

    Excelente humor e competência Nassif pra explicar a impunidade deste dito economista que trabalha para um Banco que ganha fortuna em cima do contribuinte e do Estado Brasileiro e que se aproveita do sistema para escapar o fisco financiando seus apadrinhados na area da cultura e ambiental. Foram nos governos de Lula e Dilma que o lucro deste Banco explodiu, pois o Brasil passou a integrar as grandes economias. Este babaca faz este tipo de declaraçao para denigrir e criar um clima negativo para os investidores que vem para o Brasil. Ele com isto prejudica seu proprio Banco que nenhum reconhecimento tem por milhoes de brasileiros que lhe fizeram confiança. E se os brasileiros retirassem o dinheiro que tem no Itau? E se as empresas fechassem suas contas em represalia a esse babaca que busca prejudicar uma economia que apesar da crise mundial tem conseguido ainda crescer. Esse babaca sabe qual foi o crescimentos dos paises Europeus? Quem aposta na desgrincolada do Brasil aposta no seu proprio fracasso profissional. 

     

  21. O representante do Itau fala

    O representante do Itau fala em Davos , como se fosse um credor do Brasil . Na encolha , foge do Fisco como um mero devedor …

  22. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome