Tesouro capta US$ 800 milhões no exterior

O Tesouro Nacional finalizou, nesta sexta-feira (10), a operação com títulos da dívida externa, denominados bônus da República, com a negociação de US$ 800 milhões.

Os papéis, com vencimento em 5 de janeiro de 2023, têm taxa de retorno para o investidor de 2,75% ao ano. Ao todo, foram oferecidos US$ 750 milhões nos mercados europeu e norte-americano e outros US$ 50 milhões no asiático. A operação foi coordenada pelos bancos Barclays e Citigroup.

A última vez que o Brasil tinha emitido títulos no exterior foi em setembro do ano passado. Na ocasião, o Tesouro Nacional captou US$ 1,35 bilhão em títulos com vencimento em 2023 e obteve uma taxa de juros de 2,686% ao ano.

Segundo informações do jornal britânico Financial Times, as vendas aos investidores norte-americanos e europeus foram a um preço de 98,946% do valor de face, para um rendimento de 2,75% ao ano – pouco abaixo da orientação inicial, que estimava uma rentabilidade entre 2,80% e 2,85%.

Apesar do custo do empréstimo ter avançado desde a última operação, a publicação pondera que o resultado pode ser considerado favorável diante das condições atuais de mercado.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome