20 comentários

  1. Nassif,
    Tira o player
    Nassif,
    Tira o player automático… risos… ficam as três partes rodando ao mesmo tempo, é bastante engraçado, mas não dá pra entender nada (no Firefox). E cada vez q entra começa tudo de novo…

  2. Ótima entrevista Nassif. Os
    Ótima entrevista Nassif. Os bois têm nome, como você mostrou.
    Consegui assistir tranquilamente no Firefox (com plugin do Media Player). O som está um pouco ruim, mas nada que comprometa o entendimento. Abraço.

  3. Na entrevista ficam claros os
    Na entrevista ficam claros os pontos que tornam o Nassif o grande jornalista brasileiro contemporâneo:

    1 – Qualidade técnica.

    2- Coragem pra remar contra maré.

    3- A perspicácia pra tratar de temas de interesse público, aliando pragmatismo com sensibilidade social, sem ficar refém de dogmas ou ideologias, à esquerda ou direita.

    4 – A capacidade de ver o todo, o conjunto e de antecipar cenários, tendências(inclusive tem a ver com aquele post de Domingo sobre as pessoas que conseguem captar as idéias que ficam vagando a esmo).

  4. Nassif,
    Uma entrevista
    Nassif,
    Uma entrevista esclarecedora e antecipatória.
    Os fatos em um ano confirmaram suas palavras e sua estratégia de uso da internet como um instrumento jornalístico transparente.
    Sua crítica à pobreza e à mesmice do comentário econômico é tão clara que mostra porque os jornais estão às moscas e os “analistas” mumificados.
    Grande abraço e obrigada pelo espaço que nos permite crescer como cidadãos.

  5. Galera, um bizu. Salvem os
    Galera, um bizu. Salvem os arquivos no computador.
    No FF clique no link com o botão direito e “Salvar link como…”
    No IE clique no link com o botão direito e “Salvar Destino como…”
    Depois de fazer o download dos três arquivos é só rodar no WMP

  6. Nassif, essa entrevista à TV
    Nassif, essa entrevista à TV Câmara mais uma outra que foi colocada ainda no blog antigo, onde você explicava um pouco o processo que estava começando a ocorrer com a mídia movida por interesses de grupos econômicos, essas duas entrevistas só atestam a falta que faz
    ao país ter jornalistas independentes comovocê diariamente na midia eletrônica. Sem o contraponto do jornalismo sério, independente e consistente que você e outros raros jornalistas praticam, comprometido com o país, estamos condenados à desinformação e aos piores tipos de manipulação da opinião pública à que temos assistido nos últimos tempos.

    Sei que a pergunta é ingênua, mas quando teremos você de volta à TV?
    A TV Brasil seria uma posssibilidade?

    Conversando com algumas emissoras.

  7. Aqui em nossa terra o
    Aqui em nossa terra o jornalismo político e econômico, opinativo e interpretativo, que grassa na web em progressão geométrica, deixa muito a desejar pela sua falta de isenção, enveredando por um caminho nitidamente político-partidário dentro do clássico viés ideológico; haja vista a forte influência populista do governante atual(nosso querido Lula) que cataliza os indefectíveis e numerosos admirados para os quais fazem contraponto a parcela minoritária de opositores e desafetos.
    Neste caldeirão, visando supostamente a objetivos de poucos escrúpulos(a eterna lide do capitalismo),há uma luta surda pelo esfacelamento da grande mídia , no que diz respeito principalmente a neutralização de sua influência sobre o pensamento da sociedade civil.Enquanto isso continuaremos – as raposas velhas – à deriva num mar de incredulidade.
    As raras exceções de dignidade dos agentes da informação apenas confirma a regra.

  8. Assisti aos três blocos,
    Assisti aos três blocos, excelente entrevista, fiquei curioso com a data, foi antes ou depois de 15 de setembro de 2008 ?

    O problema da falta de transparência não é só do Brasil, nos USA eles também comem bola, só nos forums e nos sites pagos é que se consegue saber o que realmente está há acontecer.

    Quanto ao problema da dívida pública que você aborda, ele é bem mais antigo e o lobby que está por trás muito mais poderoso, A minha impressão é a de que os que você aponta ficaram com as migalhas do que foi roubado e serviram e servem de biombo para os que realmente manipulam o governo, em outras palavras, o buraco é mais embaixo.
    setembro de 2007

    Parabéns Nassif !!!

  9. Não consigo “Salva link
    Não consigo “Salva link como…”, pois o arquivo de origem não pode ser lido.
    Esses arquivos estão realmente disponíveis no site da Câmara?

  10. Caro Nassif,

    Do post no blog
    Caro Nassif,

    Do post no blog da Cafu, Alon entrevista Dilma:

    Vou fazer três comentários,

    1- A Ministra Dilma manda um recados para o Nassif e demais no ramo, que são divugadores (muitos caem de amores pelo choque de gestão do Aécio) e por ai vai.

    No bloco 6 aos 6:55 ela diz: “Choque de gestão é a maior enganação para a população, porque não se faz choque de gestão, gestão é processo e micro, ….”, blablablá, confere lá.
    parte 6-6: http://www.youtube.com/watch?v=p9qdK9aMk5w

    2-Como somos fracos em matéria de jornalismo e jornalistas, Cristiano Romero, poderia colocar a Ministra na parede sobre a “BROI”, a grana do BNDES na empresa, sobre os riscos de a empresa ser vendida (o Mino já lançou a aposta no Carlos Salin), sobre os absurdos preços muito acima do mercado mundial que o governos e agências não fizeram nada até agora. Ou falhou, ou falta-lhe capacidade, ou tem o rabo preso.

    3- O progama do Alon é bom, pode ser melhorado e mostra que o Roda Vida da TV Cultura, já não é tão viva assim, e não é de hoje.

    Sds,

    1. O Bosso confunde choque de gestão com gestão de processos. Cuidado para não levar um choque com essas confusões conceituais. Em Minas há um nome fantasia, o choque, e processos de gestão muito bem conduzidos pelo Anastasia.
    2. Só faltava a Ministra responder sob uma hipótese, o Slim. O Romero não fez a perguunta porque não teria a resposta. Simples.
    3. De fato, o Roda Viva perdeu o viço.

  11. Luiz,
    recebi via e-mail:
    “Não
    Luiz,
    recebi via e-mail:
    “Não terei mais empregados oriundos do norte-nordeste (curral eleitoral petista). Por que eles não utilizam um dos ‘milhões de empregos gerados por este governo’? ”
    São suas estas palavras?

    Se soubessem que minhas caçulas (e nós) adoramos a Marrrlene e a Marrrluce (as menininhas as chamam assim, imitando o sotaque pernambucano. Isso aí é um lixo que periodicamente é espalhado com minha assinatura.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome