ABI e OAB se solidarizam com Nassif, por Cid Benjamin

A ABI e a OAB/RJ integram, ao lado de outras entidades, o movimento "Toda vida importa muito", que critica duramente a "política de segurança" de Witzel

ABI e OAB se solidarizam com Nassif

por Cid Benjamin

em seu Facebook

Diante da tentativa do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, de intimidar Luís Nassif, a ABI e a OAB/RJ prestaram integral solidariedade o jornalista.

A ABI e a OAB/RJ integram, ao lado de outras entidades, o movimento “Toda vida importa muito”, que critica duramente a “política de segurança” de Witzel, responsável por centenas de mortes em comunidades pobres do Rio.

As críticas de Nassif a essa política criminosa levaram o governador a enviar-lhe uma intimação policial. Os policiais que foram à casa do jornalista, lotados na Polinter de São Paulo, estavam ostensivamente armados, numa clara tentativa de intimidação.
Diante do ocorrido, a ABI e a OAB/RJ procuraram Nassif, prestaram solidariedade a ele e se colocaram à disposição de sua defesa.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MARCELO ZORZI

- 2019-11-09 08:43:31

é preciso ver o caminho deste processo dentro das instituições, verificar se o Governador não misturou o bolso direito com o bolso esquerdo na condução da coisa pública.

Márcio

- 2019-11-09 01:41:30

Ou 7 anos. Agora com o Pagé Lula livre, mas inelegível, muito provável que empurre goela abaixo outro candidato cavalo paraguaio e tenhamos que aturar outro mandato como o do Bolsoasno. Brizola tinha razão: "o PT só faz aliança quando está no comando."

peregrino

- 2019-11-08 23:28:32

Witzel só está mostrando que tem uma arma... intimação policial típica de quem quer todos com medo permanente da morte violenta, como faz nas comunidades todo cuidado é pouco, Nassif. Ou não se esqueça, para qualquer comparecimento, esteja sempre acompanhado

Benedito de Souza

- 2019-11-08 21:38:08

Ou ocorre uma reviravolta nos acontecimentos ou teremos mais três anos de ações desta natureza contra jornalistas, porque com o país sob comando de bolsonaro (incluso aí milicianos) esta será a rotina.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador