Afirmação da Globo News sobre as tribos do Museu do Índio

Por Salvador Passos 

Globo News afirma que há venda de drogas na Aldeia Maracanã

No ultimo domingo, matéria da Globo News afirmou que havia vendas de drogas no predio do antigo Museu do Índio do Maracanã (RJ), ocupado pelos índios desde 2006. Índios de diversas tribos escolheram resistir e ocupar o imóvel. Ao ver as imagens da reportagem não é possível concluir absolutamente nada, no entanto a emissora decide veicular a notícia e criminalizar as famílias que buscam de alguma forma se manter unidas e preservar a cultura indígena. O objetivo deste tipo de comentário foi desqualificar as famílias que ali estavam. Ao veicular tal notícia sem a devida averiguação, o canal presta um desserviço à democracia. A matéria fornece o álibi perfeito para uma intervenção violenta e a retirada das famílias indígenas. De repente, não se fala mais em especulação imobiliária e lucros, mas em tráfico de drogas e vandalismo por parte dos indígenas, tudo baseado em imagens que nada provam.

Segue mantéria veiculada na Globo News: http://redanarcoutopistalibre.blogspot.com.br/2013/01/globo-news-afirma-que-ha-venda-de.html

Pouco depois, manifestantes ficam indignados com comentários da rede de TV. A emissora contribui para aumentar ainda mais a tensão entre os indígenas.

http://redanarcoutopistalibre.blogspot.com.br/2013/01/a-rede-globo-criminaliza-o-movimento-de.html

Por fim, a emissora é desmascarada e decide vir a público pedir desculpas pelas conclusões precipitadas. Mentira tem perna curta! 

http://redanarcoutopistalibre.blogspot.com.br/2013/01/globo-desmascarada-no-caso-da-aldeia.html

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Uma escolha difícil parte 3. Ou: a mídia nunca vai perdoar o “presidente Luís”, por Eliara Santana

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome