As jornalistas atrevidas e os líderes do Irã

A “burca justa” de Ahmadinejad

Nassif,

Você se lembra da polêmica jornalista italiana Oriana Fallaci? O Observatório da Imprensa, na seção Memória, traz o seguinte a seu respeito: “Não importava quem era o entrevistado, Oriana não se deixava intimidar. Pelo contrário, perguntava e falava o que queria, para quem queria. Em 1979, ao entrevistar o líder iraniano aiatolá Ruhollah Khomeini, questionou: “Como é possível nadar com um chador [traje feminino que cobre todo o corpo, deixando apenas os olhos de fora]?”. A resposta do líder, Oriana escreveu depois no New York Times, foi que ela não era obrigada a usar um, já que se tratava de uma peça de roupa para mulheres islâmicas respeitáveis. A jornalista, então, rasgou seu chador na frente de Khomeini.” 

PoisPois bem, esta semana, 32 anos após, a jornalista espanhola Ana Pastor fez parecido com outra autoridade iraniana. Dessa vez foi o Presidente Mahmoud Ahmadinejad quem passou pela “burca justa” de ser entrevistado por uma mulher sem véu.

Durante uma entrevista ao vivo para o canal TVE com o Presidente iraniano, o “hijab” da jornalista foi escorregando até ficar apenas à volta do pescoço e ela não voltou a colocá-lo na cabeça. (http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1806623&seccao=Europa)

Note no vídeo a cara do Ahmadinejad…

Diferentemente de Khomeini, que teria abandonado a entrevista (para retomá-la no dia seguinte), Ahmadinejad riu feito um bobo, parecendo estar diante de uma mulher nua, mas continuou a entrevista.

Foto de Oriana Fallaci com Khomeini feita por Frederic Reglain – Agência Gamma

A entrevista de Oriana Fallaci com Khomeini está aqui:

http://www.oriana-fallaci.com/khomeini/intervista.html.

A Memória de Oriana Fallaci no Observatório da Imprensa está aqui:

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=399MEM001.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador