Anonymous expõe caso Marielle Franco com dados de supostos assassinos e mandantes

O Grupo Anonymous ou a célula do Grupo no Brasil vem sistematicamente expondo dados pessoais de personalidades da politica brasileira e de pessoas associadas ao “sistema”. Dentre eles os filhos do presidente Bolsonaro, de Luciano Hang (que teria recebido o auxilio coronavirus, pasmem), do Ministro da Educação Abraham Weitraub, dentre outros.

Resultados da procura

Resultados da Web

Nota fiscal de compra de 12 mil litros de gasolina em nome de Jair Messias Bolsonaro (fevereiro de 2020).

Faz poucos dias o Grupo Anonymous divulgou dados pessoais do presidente Bolsonaro, incluindo dados de identificação, endereço, dados do cartão de crédito, a sua declaração de bens apresentada à justiça federal para a eleição de 2018, cópia digital de uma nota fiscal em nome de Bolsonaro de uma escandalosa compra de 12 mil de litros de combustíveis em uma “posto” da Barra da Tijuca (Rio de Janeiro ) em fevereiro de 2020 a um custo de R$ 56,16 mil e também uma cópia digital da inscrição do presidente Bolsonaro pleiteando o recebimento do Auxílio Emergencial Coronavírus, destinado aos mais pobres e desvalidos.

 

Canal YouTube Ronny Teles – Figura de video com a inscrição do presidente Bolsonaro no programa de recebimeno do auxílio emergencial coronavirus.

Desta feita o Grupo Anonymous publicou informações que supostamente ligam a família Bolsonaro à morte da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, através de um fluxograma hierárquico mostrando, segundo o Anonymous, as relações entre a família Bolsonaro e as milícias do Rio de Janeiro.

O vídeo que apresentamos discute isso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora