As Fragilidades dos Estados Pesam na Pandemia

Os países não têm os mesmos recursos no enfrentamento da pandemia. As fragilidades econômicas, institucionais e políticas pesam muito na hora do enfrentamento de uma crise sanitária e econômica de tamanha magnitude. Desse modo, não bastam as vontades. É preciso deter recursos e capacidade de mobilizá-los. A escassez desses recursos pode acabar pesando mais do que as boas intenções e estratégias planejadas de enfrentamento sanitário e econômico da pandemia.

Também no podcast Canal IE – UFRJ

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora