Chuá Chuá, na interpretação de Marília Maura

A belíssima página musical CHUÁ CHUÁ, de Ary Pavão e Pedro de Sá Pereira, já imortalizada através das gravações de Augusto Calheiros, Francisco Alves, Cascatinha e Inhana, Tonico e Tinoco, Rosinha de Valença, Grupo de Seresta João Chaves, bem como outros intérpretes famosos, ganhou interpretação de Marília Maura em estilo jovem Guarda e ritmo de yê, Yê, yê.

Assim, de bom alvitre trazer aqui a interpretação de Marília Maura, uma vez que foge aos padrões da época em que foi composta e do estilo de todos os outros intérpretes que a antecederam.

Deixa a cidade formosa morena
Linda pequena e volta ao sertão
Beber a água da fonte que canta
Que se levanta do meio do chão
Se tu nasceste cabocla cheirosa
Cheirando a rosa do peito da terra
Volta prá vida serena da roça
Daquela palhoça do alto da serra.

E a fonte a cantar chuá chuá
E a água a correr chuê chuê
Parece que alguém que cheio de mágoa
Deixaste quem há de dizer a saudade
No meio das águas rolando também.

A lua branca de luz prateada
Faz a jornada no alto dos céus
Como se fosse uma sombra altaneira
Na cachoeira fazendo escarcéu
Quando esta luz lá na altura distante
Loira ofegante no poente a cair
Dá-me essa trova que o pinho descerra
Volta pra terra que eu quero partir.

E a fonte a cantar chuá chuá
as água a correr chuê chuê
Parece que alguém que cheio de mágoa
Deixaste quem há de dizer a saudade
No meio das águas rolando também.

Marilia Maura – CHUÁ CHUÁ – Ary Pavão – Pedro de Sá Pereira.
Álbum: Marília Maura – Chuá Chuá – Só Nós Dois – Compacto simples Chantecler – C 336124.
Ano de 1965.
Coisas que o tempo levou.
luciano hortencio.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora