Hy-Brazil: abaixo a Ditadura!

o regime BolsoNazi presta uma enorme serviço ao país. tudo agora está exposto como é. como sempre foi. e como precisa deixar de ser. desde uma classe dominante tosca, grotesca, inculta, incompetente, violenta, servil aos interesses externos e com seu imenso ódio ao Povo e à Nação. até uma Esquerda pelega, institucional, eleitoreira, obsoleta, incapaz de inteligência estratégica para encarar a Guerra na Era da Informação;

Brasil em Transe: SitRep BolsoNazi – 01

30/11/2018

a cada dia o governo Bolsonaro escarra e vomita em nossa face as vísceras putrefatas do cadáver de um sistema político há muito já morto, mas ainda agora continuamente nos assombrando com seus fenômenos bizarros e criaturas monstruosas.

sem qualquer limite para o vexame, o maior de todos os escândalos se tornou a completa incapacidade de se escandalizar, dado o absoluto cinismo de uma lumpenburguesia já sem qualquer pudor em se expor obscenamente despudorada.

na cúpula do G20, qual a síntese da participação do Brasil de Bolsonaro: bijuterias de nióbio e mala com 39 kg de cocaína viajando na comitiva presidencial…

convenhamos, não pode se tratar apenas de pura falta de sorte!

enquanto se aprofundam o caos e a barbárie e avançamos em direção à extinção, a Ex-querda voluntariamente participa do bailado de cadáveres: sem análise de conjuntura, sem pauta própria, sem estratégia, sem projeto, sem…

convenhamos, também não pode se tratar apenas de pura falta de sorte!

como postado por nosotros em 15/04/2016:

esta crise se tornou maior do que tudo e do que todos. é a crise de todos nós. Não é apenas uma crise política, agravamento de uma crise financeira e econômica, tornando-se uma crise institucional. Numa camada mais profunda, há uma inédita e incontornável crise climática desencadeando uma crise da civilização. Este modelo, em sua totalidade, está em colapso. Dele nada se espere, somente a certeza de que não sobreviveremos.

enquanto escrevia, o aplicativo continua recebendo mensagens, seguindo num monólogo estéril com o Big Data, esta interface muda incapaz de interlocução.

verificou quem era o remetente, mas não estava em sua lista de contatos. quem poderia ser?

talvez, quem sabe, nosotros postando desde Hy-Brazil.

as mensagens não paravam de chegar, como um incontido vazamento hemorrágico. até exaurir a última gota de tudo aquilo que ainda parece oculto quando sempre foi tão óbvio.

– houve um Golpe em 2016, desde então vivemos num estado de exceção;

– as instituições não estão funcionando normalmente, ou melhor: a exceção se tornou a regra;

– não se reestabelecerá nenhuma “normalidade” democrática de forma espontânea, muito menos por iniciativa daqueles responsáveis pelo Golpe de 2016;

um golpe se institui pela força e só um contra-golpe pode detê-lo: um enfrentamento fundado num amplo e capilarizado movimento de massas;

– de nada adianta a crença de Lula na justiça, como todo o desenrolar de seu processo penal tem repetidamente confirmado;

– o Judiciário é classista, portanto: seletivo, corporativo, partidarizado, venal e fora da lei;

– e assim estão também todas as demais instituições, inclusive as FFAA;

– se vivemos num estado de exceção, como tal devemos pensar e agir. e isto começa com a plena consciência de estarmos numa ditadura;

– não será a #VazaJato que derrubará esta ditadura. não será também Lula, ou qualquer outro Salvador da Pátria;

– seremos nós. ao nos tornarmos nosotros;

– somente a luta muda a vida!

– ousar lutar, ousar criar Poder Popular!

– abaixo a Ditadura!

.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora