Presidente Messias: “IMPEACHMENT É GOLPE!

Nestes dias de pós-verdades e de utilização de nomes fantasias/codinomes, este dia 02 de maio de 2020 torna-se histórico e emblemático, pois no mesmo horário que, em Brasília, o Messias (Pres. Bolsonaro) proferia emblemática frase: “NINGUÉM VAI QUERER DAR GOLPE EM CIMA DE MIM“, e imputava a seu mais importante cabo eleitoral na eleição de 2018, o ex-juiz Sérgio Moro, a pecha de Judas; em Curitiba o seu mais novo algoz, o lavajatista Sérgio Moro adentrava, apupado­­ por grupelhos bolsonaristas, a sede da polícia federal levando embaixo dos braços, segundo a revista época, quinze meses de gravações, prints, links, etc.

Não tardou a sociedade ver a desconstrução do “MITO” por ele mesmo e, dentro do espectro democrático. O impeachment poderá até não vir pelo lado político, uma vez que o ingrediente político é essencial, assim como pelo fato de o Messias já ter “saído à colheita de apoiadores” no mesmo ambiente político que tanto criticou durante sua campanha e que foi sua moradia por longos trinta anos: o lar da “velha política”

O impeachment pela via política poderá não vir, isso é possível, porém a norma jurídica e os recentes fatos gerados a partir da “delação”, em rede mundial de televisão do lavajatista Sérgio Moro, ex-juiz federal e um dos braços do bolsonarismo nas eleições de 2018, têm enorme potencial de mudar o rumo da história.

Dia histórico e emblemático este 02 de maio de 2020, dia em que a sociedade passou a ouvir de viva-voz do Messias e de seus sectários, a frase: “Impeachment é golpe! ”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora