Crítico da Folha diz que Roda Viva virou extensão da Veja

O crítico da Folha, jornalista Nelson Sá, considerou o programa Roda Viva, sob comando de Augusto Nunes, uma extensão do site da revista Veja. “Com exceção do jornalista Reinaldo Azevedo, que não participou desta vez, foi como acompanhar os debates apresentados pela revista Veja sobre o julgamento do mensalão”. Segundo o crítico, o programa estreiou desfalcado de entrevistadores já anunciados e de entrevistados.

Nelson Sá lembrou, também, que essa mesma partidarização já ocorria quando sob comando de Mário Sérgio Conti.

Os dois últimos programas de Conti foram com os representantes da Casa Fora do Eixo e Midia Ninja e com o presidente do PT Rui Falcão. Na saída, Conti sustentou que tinha total liberdade para convidar entrevistados e entrevistadores.

Rui só foi convidado após protestos da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo – que tem assento no conselho da Fundação Padre Anchieta. Houve protesto devido ao fato de, na gestão Conti, o presidente do PSDB Sérgio Guerra e do PPS Roberto Freire, terem sido convidados duas vezes como entrevistadores, enquanto nenhum convite havia sido feito ao presidente do PT.

Continua aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora