Confira desenhos animados infantis com conteúdo político

Jornal GGN – Confira uma compilação de dez desenhos animados infantis, de vários países, com conteúdo político. Há produções de Cuba, da ex-União Soviética e até dos nazistas.  

“Burka Avenger” – Vingadora da Burca [Paquistão, em inglês]

Série usa estereótipos de um jeito diferente. A protagonista é uma professora que de dia se veste normalmente, mas que, à noite, usa uma burca e vira uma super-herói que luta pela educação das mulheres. A ideia surge a partir da onda de fechamentos de escolas consideradas extremistas no Paquistão. Veja o trailer:

 

“Abuela Grillo” – Vovó Grilo [Bolívia]

Curta-metragem produzido em parceria entre Bolívia e Canadá que mostra o conflito pela monopolização dos recursos naturais na Bolívia. História mistura o realismo mágico e a tradição milenar dos povos indígenas para explicar os conflitos de interesses entre as empresas e a população pela água nas comunidades do país andino.

 
 

“La asombrosa excursión de Zamba en la Casa Rosada” – A surpreendente excursão de Zamba à Casa Rosada [Argentina, em espanhol]

Episódio em que o menino Zamba viaja da escola até Buenos Aires para visitar o Palácio do Governo, onde viverá aventuras e lutará contra a Junta Militar de Massera-Agosti-Videla, que governou o pais durante a ditadura (1976-1983). O programa faz parte da programação do novo canal estatal Paka Paka, um dos projetos de vanguarda criados na esteira da Ley de Medios, criada para democratizar a mídia, uma iniciativa do governo da atual presidente, Cristina Kirchner.

Leia também:  Como a Globo chocou o seu ovo da serpente, por Luis Nassif
 

 

“DPRK contra a invassão imperialista americana” [Coreia do Norte, em inglês]

Desenho da Coreia do Norte dos anos 1950 faz um paralelo entre a educação nas escolas e a defesa do país contra o imperialismo norte-americano. O pais asiático é considerado “o mais velho inimigo” dos Estados Unidos, e sofreu com a ação americana na divisão da península coreana no fim da 2a Guerra Mundial e posteriores sanções econômicas. O desenho profetiza o desejo americano de racionalizar o sistema de defesa antimísseis da Coreia do Norte, confrontando lápis contra disparos do exército norte-americano. 

 

“Na cara do Führer” [Estados Unidos, em espanhol]

A famosa propaganda de Disney contra o nazismo, em 1943, mostra o Pato Donald como operário da indústria alemã, que passa maus pedaços por causa da xenofobia e pelas doutrinas do 3o Reich. Além de promover a visão dos Estados Unidos em relação ao regime de Adolf Hitler, e provavelmente por causa disso, a obra ganhou o Oscar de melhor curta de animação naquele ano. 

 
 

“Celedonio” [Cuba, em espanhol]

Celedonio conta com a parceria do exército revolucionário de Fidel Castro para lutar contra as forças que oprimiam os camponeses e impediam a reforma agrária no país.

 

“O milionário” [União Soviética, em russo]

Filme produzido em 1963 pela agência soviética Soyuzdetmultfilm, que mostra a resistência da então União Soviética contra o imperialismo norte-americano. Animação faz parte de uma série de quatro filmes com forte apelo anticapitalista destinado ao povo russo.

 

“Zhang Ziaohe” [A caixinha] [China, espanhol]

Desenho animado que critica o modo de vida dos trabalhadores chineses e faz sucesso na TV da China. O protagonista é um homem-caixa, que sofre com a rotina do trabalho, é maltratado pelo chefe e tem problemas com as mulheres. Segundo um dos criadores, o desenho exibe uma visão realista dos trabalhadores de “colarinho branco” que, na China, são vistos como pessoas consumistas e que vivem de aparências. 

Super B” [Cuba, espanhol]

Leia também:  Senado faz homenagem à JN da Globo: "imprensa livre e imparcial", disse senador

Série de anúncios para TV com desenhos animados cubanos baseados no cotidiano, que enfoca a concientização da população em relação aos prejuízos do bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos. Neste capítulo, os personagens brigam com George Bush Filho, por causa da política ambiental do então presidente norte-americano.

“Blitz Wolf” [Estados Unidos]

Versão de “Os três porquinhos”, produzida pela Metro-Goldwyn-Mayer em 1942, que os mostra no papel de soldados da 2a Guerra Mundial,  enquanto são atacados por um lobo na pele de Adolf Hitler. No começo do vídeo, a produtora adverte que as semelhanças entre o lobo e o Führer são intencionais.  

“Weather-Beaten Melody”, Fischerkoesen [Alemanha] 

Produção de 1942 feita a pedido de Hitler e de seu ministro de propaganda, Goebbels, para substituir os desenhos animados da Disney por uma produção própria que falasse do regime alemão, após a 2a Guerra Mundial. Sem um conteúdo explicitamente político, a obra foi feita com o objetivo de competir com as grandes produções do cinema norte-americano. Por isso, o filme conta com uma estética parecida à da Disney e trilha sonora de jazz, que era proibido no regime nazista.  

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome