Depois de grampo com executivo da Odebrecht, prisão Lula é questão de tempo

Por Alessandre de Argolo

Estadão divulgou trecho de uma conversa telefônica entre Lula e um executivo da Odebrecht, de nome Alexandrino de Salles Alencar, preso pela Operaçao Lava-Jato, interceptada pela Polícia Federal. Na conversa, os dois tratam de um evento organizado pela revista Valor Econômico.

Ainda segundo a Polícia Federal, o executivo, que foi preso preventivamente quatro dias depois dessa conversa, gravada em junho deste ano, teria agendado uma ida ao Instituto Lula. O que exatamente isso “prova”, em termos penais, nem a matéria nem os trechos transcritos do documento da PF esclarecem. Para mim, isso apenas prova que Lula conhecia o executivo. Nada além disso.

Mas o cerco contra Lula é cada vez maior e eu já avisei: A prisão dele por parte do juiz federal Sergio Moro é meramente uma questão de tempo. No entanto, tem ingênuo ou imbecil que não é do ramo palpitando em sentido contrário no ritmo de bravata, tipo “Moro não tem coragem de prender o Lula”. Yeah, right. Isso é papo de abestalhado que acha que a vida é eternamente uma conversa de mesa de bar.

A prisão de Lula é uma mera questão de tempo. Isso está explícito, tá na cara. Eles vão prender, tudo indica isso, encaminha-se para isso.

Tem que nomear ministro logo. Se ficar com esse papo orgulhoso de que isso indicará suposta “culpa”, o que nem de longe é o caso, vai fazer exatamente o que eles esperam que seja feito.

Leia também:  Xadrez sobre o fascismo, a Lava Jato e a cobertura da mídia, por Luis Nassif

E vou além: essa matéria é preparando o terreno para a prisão. Estão testando a opinião pública. Isso é óbvio, claríssimo. É um balão de ensaio para o que está para acontecer.

Do Estadão

Leia a transcrição do grampo entre Lula e executivo da Odebrecht:

‘Delfim Netto vai publicar artigo amanhã dando o cacete’, disse o ex-presidente Lula a Alexandrino Alencar, preso na Lava Jato quatro dias depois do diálogo interceptado pela PF

Por Ricardo Brandt, Mateus Coutinho, Fausto Macedo, Julia Affonso e Ricardo Galhardo

A Polícia Federal anexou aos autos da Operação Erga Omnes, 14ª fase da Lava Jato, a íntegra da transcrição do diálogo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) com o executivo da Odebrecht Alexandrino de Salles Alencar. Segundo a PF, na noite de 15 de junho de 2015, às 20h06, uma pessoa que se identifica por ‘Moraes’ telefona para Alexandrino Alencar e passa a ligação para o ex-presidente.

alexandrino-alencar-lj-lula

alexandrino-alencar-lj-lula-2

O número do telefone usado por ‘Moraes’ é do Instituto Lula, em São Paulo, afirma relatório final de interceptações telefônicas no inquérito que mira a maior empreiteira do País. A conversa durou 3 minutos e 42 segundos.

A ÍNTEGRA DO RELATÓRIO DA POLÍCIA FEDERAL

alexandrino-alencar-lula-bndes

A PF não grampeou o ex-presidente. O alvo era Alexandrino Alencar, que acabou sendo preso preventivamente quatro dias depois.

“Na conversa Lula e Alexandrino abordam sobre a temática do seminário promovido pelo Valor Econômico, intitulado de “Uma agenda para Dinamizar a Exportação de Serviços”, já amplamente descrito neste relatório de análise de interceptação telefônica, tratando dos polêmicos financiamentos do BNDES às empreiteiras brasileiras, incluindo a Odebrecht”, assinala o relatório policial.

Leia também:  O efeito The Intercept nas redações dos jornais do Brasil, por Carlos Wagner

alexandrino-vilma1

Clique para ampliar

alexandrino-vilma

COM A PALAVRA, O INSTITUTO LULA

O Instituto Lula disse que não vai comentar a referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no relatório da Polícia Federal.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

81 comentários

  1. Acreditar que a midia, de dna

    Acreditar que a midia, de dna essesncialmente golpista desde sempre, desistiu de tirar o Pt do poder e destruir o Lula é o mesmo que levar um escorpião nas costas para passear.

  2. Tem mais: o clima do golpe

    Tem mais: o clima do golpe está “esfriando” e prendendo Lula eles poderiam tentar aumentar a temperatura, inclusive contando que poderia ocorrer alguma reação popular. Prender Lula poderia radicalizar ainda mais a situação. É preciso saber qual é o cobertor que esquenta as costas dos membros da República do Paraná.

  3. Receber 10 milhões de

    Receber 10 milhões de empreiteiras comprovadamente envolvidas com corrupção como pagamento de “Palestras”, convenhamos, é querer ir pracadeia ou achar que está assima da lei. Fica difícil defender o Lula desta forma.

    • Ah tá.. Lula não pode ter 10

      Ah tá.. Lula não pode ter 10 milhões por fazer dezenas de palestras, mas o Roberto Carlos pode receber 25 milhões pra fazer um comercial de 30 segundos da Friboi, o que é muito mais importante pro país. Não é mesmo?

                

    • Certo: não devemos absolver

      Certo: não devemos absolver ninguém a priori. Mas o seu oposto é ainda mais adequado se considerarmos os princípios de uma sociedade evoluída, dentre os quais a presunção da inocência é um dos principais,

      Incide em supimpa DESONESTIDADE INTELECTUAL quem, através de falácias, condena ou mesmo só desconfia por bases meramente subjetivas e/ou induzidos pelo ódio ou antipatia ao visado. 

      Vejamos:

      Premissa: Lula recebeu R$ 10 milhões  por “palestras”(o uso das aspas sem indicar o porquê já é desonesto) de empreiteiras envolvidas em corrupção;

      Conclusão: Lula é corrupto e merece cadeia.

      Prezado, vai ver se estou lá na esquina, vai. 

    • Não existe moral tradicional

      Não existe moral tradicional como entendemos na esquerda.

      Moral e Revolução, de Trotsky, Existe a moral deles(relativa) e a nossa moral.

      Isso que justifica qualquer crime e ação. 

       

    • Boa pergunta, André. Ocorre

      Boa pergunta, André. Ocorre que o que vale é percepção de um público ignorante, manipulado e eivado de ódio(pessoal e político). 

      Tivéssemos uma imprensa responsável e ética, não compromissadas política e ideologicamente, matérias da espécie não seriam publicadas. 

      A imprensa brasileira, em especial a “grande”, está se auto destruindo. 

    • Sim, até aí tudo certo e

      Sim, até aí tudo certo e legal. Haveria ilegalidade se existissem provas de tráfico de influência de Lula no governo federal a favor da Odebrecht.

  4. Texto especialmente

    Texto especialmente ridículo. 

    Trata todos os brasileiros como idiotas fossem.

    A ditadura uma vez prendeu o Lula. 

    A história não precisa ser contada para explicar o que aconteceu depois.

    As pessoas mais simples já perceberam que a PF e MPF  tucanos (e mídia toda tucana) miram:  no Lula.

    Está tudo muito escancarado.

    Querem removê-lo de 2018. 

    Não vai rolar. 

    • Qual o ponto do teu comentário?

      O que exatamente é “ridículo”? A possibilidade de Lula ser preso? Sim, porque é disso que se trata o que eu afirmei.

      Não falei do que vai acontecer com o povo que gosta dele caso isso aconteça.

      Se você acha que ele não vai ser preso porque isso vai tornar o Brasil um “barril de pólvora”, sendo esse o único argumento contra a prisão, você está apenas, por outras palavras, concordando comigo, pois não nega a intenção de prendê-lo por parte da Lava Jato, que foi o que eu disse.

      Você tem que discordar do seguinte: eles querem ou não prender o Lula? Eles vão fazer isso ou não?

      O resto é outra discussão. Você simplesmente não se ateve ao que foi afirmado sobre a prisão de Lula estar sendo preparada, ao menos tentada. O texto do relatório da PF é explícito quando tenta envolver Lula na corrupção.

      Vai negar o que está escrito no relatório da PF, inclusive em CAIXA ALTA? Só se a pessoa for cega ou ingênua.

    • Dilma já convidou e Lula negou

      Isso já foi noticiado pela Valor Econômico, veja a notícia aqui: http://www.valor.com.br/politica/4174556/dilma-convida-e-lula-recusa-convite-para-ministerio

      Lula está medindo forças, desafiando a investigação, talvez certo de sua inocência e de que não existirá motivos para mandar prendê-lo.

      A nomeação de Lula ministro não seria passar recibo nenhum. Seria anular uma possível tentativa de prisão arbitrária que se avizinha.

      A propósito, desde quando neste país se precisa de “recibo” para mandar prender alguém? Você, pelo visto, não sabe como funciona o Judiciário. Simplesmente, diante de fatos investigados que criam, na visão deles, elementos de convicção da prática de crimes, mandam prender e pronto. A pessoa depois que se defenda, que entre com habeas corpus etc. É assim que funciona.

      E se você tem uma investigação extremamente contaminada politicamente, num clima de “refundação da república”, onde rompantes são a característica maior, a chance disso acontecer é grande sim.

      Por que a PF estaria enfatizando o grampo como enfatizou? Isso é uma jogada de voleibol, em três lances: recepção da PF, levantamento do MPF e ataque de Moro.

      Cadê o bloqueio? O bloqueio, neste caso, é nomear Lula ministro. Não existe outro.

    • Mas aí

      sai da República do Paraná e vai para o STF.

      Se prenderem o Lula, o país pega fogo. Os jovens de Curitiba continuam a receber seus salários, enquanto o país derrete.

      • Não pega fogo coisa

        Não pega fogo coisa nenhuma.

        O Brasileiro é o maior bunda mole do mundo.

        E, se por acaso ousar se manifestar, coisa que não acredito, vai tomar muita porrada da polícia.

  5. A chamada para o post está incorreta

    A eventual prisão de Lula não é uma mera questão de tempo por causa do grampo. O sentido do que eu afirmei sobre a prisão é outro, mais amplo e não se resume à divulgação desse grampo às vesperas das manifestações agendadas para acontecer amanhã (16/08/2015) em todo o país.

    A divulgação do trecho do grampo por parte da imprensa apenas escancarou uma tendência que já vinha se fazendo notada há muito tempo (aliás, a chamada para o post mudou a que eu tinha registrado inicialmente, que foi algo como “Estadão divulga trechos de transcrição de grampo entre Lula e um executivo da Odebrecht”).

    A eventual prisão de Lula, caso se confirme, e tudo indica que essa é a principal meta da Operação Lava-Jato, apesar das recentes negativas de Moro e Dallangnol, se deve ao conjunto das investigações e não apenas por esse grampo. Portanto, não é o grampo que motivará ou tornará plausível a intenção de prender Lula. É o conjunto de ações que está sendo praticado no bojo da Lava-Jato. O vazamento do grampo apenas deixa muito claro, para qualquer um ver, que isso é uma tendência das investigações.

    Falta ainda algo que dê ignição e aparente sustentação ao pedido. Talvez uma delação premiada de algum executivo da Odebrecht obtida na base da pressão. As ações da investigação apontam claramente para isso e quem negar essa possibilidade estará pagando um preço alto diante dos fatos divulgados.

    Pode ser um blefe, um mero jogo de cena para provocar desgaste político. Mas pode ser real e consistente. Eu não pagaria para ver.

    Nós sabemos que o grampo, por si só, não é prova de nada. Mas o Moro e cia podem e vão pensar diferente, ao que tudo indica, ainda mais se novos fatos forem apurados com a aparência de envolvimento. Soltaram o grampo às vésperas dos protestos de 16/08/2015 (na sexta-feira imediatamente anterior, frise-se). O vazamento é claramente para testar a opinião pública sobre a prisão de Lula. Sei não, torço para estar errado, mas eu estou achando que vai ser preso logo depois dessas manifestações de domingo ou do dia 20. Os caras vão se sentar à mesa, vão analisar a repercussão dos protestos e vão decidir se manda prender ou não. Esses próximos dias serão fundamentais para os destinos da Lava-Jato e do próprio Lula. Minha sugestão: nomeia Lula ministro amanhã mesmo do Governo Dilma e isso neutralizará toda a estratégia de ataque que se ensaia. Ou isso ou é pagar para ver. O blefe parece ser consistente. Eu não pagava para ver.

    PS: Imagino a pressão que esse executivo da Odebrecht, assim como os outros, não deve estar sofrendo para fazer uma delação premiada contra o Lula. Pressão psicológica, maus tratos, ameaças de penas rigorosas, apreensão de patrimônio, ameaças de atingir familiares e por aí vai. Tudo para acusar o Lula. E os executivos parecem ter simpatia pelo PT, talvez não por questões estritamente políticas, mas por questões econômicas mesmo, como pessoas que conheceram o Governo Federal do PT por dentro, compararam com o governo tucano e viram qual o melhor para o setor a que se dedicam.

     

  6. A polícia e os tribunais da

    A polícia e os tribunais da ditadura perdem para esses senhores da Lava Jato. Que crime foi cometido na conversa entre Lula e o diretor da Odebrecht, para o Estadão fazer este estardalhaço?  Do jeito que as coisas estão caminhando, começo a das razão ao presidente da CUT: os verdadeiros democratas têm que pegar armas para por termo a esse estado de coisas.

  7. Quando?

    Pelo visto já sabes até o dia.

    A hora como qualquer das atuais operações da PF é 5 da manhã.

    Lula vai sair de pijama, algemado e cercado por policiais com fuzis e a operação sera nomeada ‘Cabeça da hidra’ ou ‘Barba azul’

    Na mesma hora o Brasil pega fogo, principalmente norte/nordeste!

    Aí talvez a nossa dinamica e republicana presidenta acorde, enxergue que não tem ministro da justiça e que não manda nada!

    Extraordinário furo jornalistico advogado, parabens!

    • “,,,,,Principalmente no norte

      “,,,,,Principalmente no norte e nordeste”.

      Discordo. Talvez mais no sudeste/sul onde o nível de politização é bem maior. 

  8. Grampo
    Concordo com o Marco ST. Esse artigo parece que saiu das páginas amarelas da Veja. Aonde o Nassif foi buscar esse colaborador? Só pra conhecimento ninguém dorme de touca. Todos sabemos das intenções do Sr. Moro.

  9. Será?
    Quem ganharia com a

    Será?

    Quem ganharia com a instabilidade política brasileira?

    Imagine o cenário econômico mundial com um país da dimensão do Brasil, mergulhado numa guerra civil.

    Sim, por que pode mandar muitos sacos pretos para o Paraná, caso isso se confoirme, pois muitos cadáveres poderão sair de lá.

    Será que Moro seria suficientemente tolo de levar em frente esta empreitada?

  10. Penso diferente do autor do

    Penso diferente do autor do texto.

    O Moro para prender o Lula, tem que está absolutamente certo do que está fazendo.

    Tem que ter provas cabais, irrefutáveis,contundentes, tipo baton na cueca contra o Lula.

    Porque se o Moro mandar prender o Lula por raivinha. e depois por falta de provas ter que solta-lo, Moro e a operação Lava Jato se desmoralizam.

    Sem contar a comoção e o apelo internacional que esse fato pode gerar.

    E mais Lula, sairá da prisão no Paraná nos braços do povo pronto para assumir o governo em 2018.

    Contra o Lula não existe conversa fiada, historinha, bravata, testando hipótese. Tem que ter provas reais e de fato.

    Discordo do autor do texto. 

    O Moro “é maluco, mas não é doido”

    • Você está equivocado e se engana em relação à real situação

      Com todo o respeito que o colega merece, o teu comentário mostra um grande engano sobre a real situação da Lava-Jato.

      O que existe na Lava-Jato atualmente, em termos de pressupostos necessários para a prisão preventiva de qualquer indiciado ou acusado, é o seguinte: os crimes estão materialmente comprovados, inclusive com confissões dos autores e farto conjunto probatório (apreensão de valores no exterior etc). O que falta para a decretação válida de prisões preventivas, isso em relação a qualquer um, inclusive Lula, é o que a lei chama de indícios suficientes de autoria. Ou seja, fatos, evidências, que criem a impressão ou verossimilhança de que tal pessoa, de fato, praticou alguns dos crimes materialmente comprovados. Essas regras valem para qualquer um, inclusive para Lula. Não é necessário provar cabalmente nada. Basta considerar que este ou aquele fato caracteriza indícios suficientes de autoria.

      É este o caso de Lula e de qualquer um que vier a ser investigado no âmbito da Lava-Jato, no atual estágio das investigações. Faltam os indícios suficientes de autoria. O restante dos requisitos para a decretação da prisão preventiva serão facilmente justificados numa eventual decisão, inclusive em relação a questões de ordem pública, preservação da investigação etc, desde que, claro, exista vontade política para fazer isso.

      Portanto, se o grampo evidencia uma clara tentativa de vincular Lula ao esquema, não se engane, estamos lidando aqui precisamente com a busca dos indícios suficientes de autoria dos crimes. Sobre a vontade política de prender Lula, bem, eu não tenho a menor dúvida de que ela existe no âmbito da Lava-Jato, seja com base numa suposta vontade institucional oficialmente desinteressada (prenderão quem for, independentemente de filiação partidária), seja com base numa vontade politicamente interessada, que muitos aqui acreditam existir na Lava-Jato, vide a blindagem em favor de políticos como Aécio Neves.

      • O Lula é perseguida há 14

        O Lula é perseguida há 14 anos, se ainda não foi em cana é porque não existem provas, reais, cabais e irrefutáveis.

        Com o Lula não vai funcionar, o fulano em delação, dizer que deu milhões sem provas.

        Onde quero chegar, e acredito que eles também pensam da mesma forma é: Se prederem o Lula sem provas só por ilações, e se depois ficar provado que o Lula não tem culpa, desmoraliza o juiz a operação lava jato, e potencializa o Lula como injustiçado. O Lula estaria virtualmente eleito em 2018.

        Deve ser isso que eles pensam, e pesam antes de tomar qualquer decisão em relação ao Lula.

        Como disse, testar hipótese com o Lula não vai dá certo.

        E tenham certeza, não acredito em Duende.

         

    • Pois eu discordo de você e

      Pois eu discordo de você e concordo com o Alessandre.

      Só gente muito inocente acredita que esta lava jato é para combater a corrupção. Desde o início ficou clara sua motivação política, fato confirmado pela não prisão de Aécio Neves após ser denunciado de forma direta pelo sócio do Moro, Youssef.

      Para prender petistas, basta matéria de jornal. Para tucanos, nem com denúncia do principal “delator premiado”.

      Também, desde o início, esta malfadada operação lava jato vem explorando o terreno, fazendo prisões ilegais, vazamentos selecionados, etc  tudo para testar a reação da população. Durante a “suposta” investigação, também ficou claríssimo que o alvo final é o ex-presidente LULA. Porquê?

      Porque sabem da derrota anunciada em 2018 se o Lula for o candidato do PT. Por isto tem de acabar com a imagem do Lula de qualquer maneira. Isto está claro. A melhor maneira de fazer isto é o Jornal Nacional mostrar o LULA algemado. Não se envergonham nem de causar constrangimentos internacionais ao pais ao envolver em denúncias vazias, governantes de outros países.

      Esta lava jato é uma farsa maior que o “mensalão do PT”, que nunca existiu nem foi provado, como afirmou a inacreditável Ministra Rosa Weber, acho eu. Mas, ficou como verdade.

      Vejam que não se incomodam nem em destruir o setor de construção civil, milhões de empregos de brasileiros, os investimentos em defesa, a indústria naval, a Petrobrás, a reputação do Brasil perante a comunidade internacional, nada.

      Para mim, estes juízes, promotores, delegados da lava jato não passam de bandidos. Porque digo isto?

      Porque, se quisessem mesmo acabar com a corrupção, estariam agindo em sigilo, investigando e coletando provas robustas em vez de matérias de jornal, abrindo processo de investigação contra o senador Aécio Neves, entre outras providências.

      Porque delação premiada é prêmio para bandidos, ainda mais quando uma só advogada defende nove delatores ao mesmo tempo. Desta maneira, me parece que fica muito fácil combinar delações de modo que os delatores só delatem aquilo que possa beneficiá-los e prejudicar ao máximo o alvo da suposta investigação.

      Não se enganem, o alvo é o Lula e o PT. O resto não vem ao caso.

  11. Fica claro que a polícia

    Fica claro que a polícia federal se transformou numa polícia política com agenda própria: pegar Lula de qualquer jeito e preparar o terreno para a eleição de 2018.

    Os vazamentos são ridículos como provas de algum ilícito o objetivo dos arapongas da PF é vincular Lula à lava a jato, também esquentar o morimbundo movimento golpista de domingo.

    Mais claro fica ainda a inutilidade do ministro zé banana que é figura decorativa no comando da PF.

  12. cuidado com o fasci de Curitiba!

    Concordo…

    não só pelo “selecionado vazamento”, criminosamente orquestrado por essa quadrilha (e, Nassif, eu assumo a responsabilidade pelo que falo e escrevo, por isso, pode publicar), subvencionada pelo erário público, chamada POLÍCIA FEDERAL, que, aliás, ha muito saiu do controle do Estado, como, de resto, as demais forças de segurança pública, e também há muito assumiu a linha de fente do proto-fascismo que vem se espalhando pela sociedade brasileira, mas, também, por grande parte do tal PODER JUDICIÁRIO, desde que “dobraram” a chamada TEORIA do DOMÍNIO DO FATO (cujo o objtivo evidente é atingir LULA – por isso os “constantes ensaios”), do jurista alemão KLAUS ROXIN, que, aliás (tantos), defenestrou-os em entrevista à FELHA DE SÂO PAULO, um dos porta-vozes do fasci de Curitiba, deixando inclusive claro que a maioria do membros do “judiciário” brasileiro (a parte mais tachanha, elitista e preconceituosa, afora, o extremado vaidosismo e esnobismo, de nossa “elite plutocrática”) não leu e, os que leram não entenderam (devo lembrar, uma vez mais que grande parte de deveras dificuldade de compreender qualquer coisa escrita que vá além de “norma” e “prazo”), mas, vem se utilizando dela para suas aventuras políticas proto-fascistas para tentarem impor seus interesses de classe, casta e estamento sobre a popuação brasileira com a conivênia de grande parte da MÍDIA e o silêncio covarde de intelectuais e ativistas que se dizem de ESQUERDA, quando não, sua cumplicidade.

    Entendo, pela HISTÓRIA (e sou historiador) que o “fascismo é fascinante e deixa gente ignorante fascinada”, mas, o que estou assistindo é aterrador, pois, simplemente, um “fasci”, inspirado num pseudo-moralsimo e se sustentando no monopólio que dizem (ou gritam – e estão conseguindo ganhar no grito) ter da interpretação da “lei”, incrustado na “justiça” (sic – deve ser brincadeira) “federal” (deve ser outra brincadeira) “de” Curitiba, alegando “iluminação divina”. simplesmente acuou o “pensamento de esquerda” brasileiro, que se ACORVADOU e não tem coragem de dizer a verdade: “SÃO FASCISTAS”, sustentados pelo Estado brasleiro, e estão dispostos a criarm sua “POLITÉIA”, o “governo dos iluminados”, e se não REAGIRMOS vão conseguir!

    Leonidas Mendes Filho

    (historiador, professor, educador, historiador , bacharel em Direito – pois é, frenquentei a Faculdade de Direito, sei onde é o “ninho da serpente”)

  13. Bobo daquele que achar que

    Bobo daquele que achar que prender o Lula é o caminho mais fácil de demolir uma rocha de puro granito. Pode até prendê-lo, mas condená-lo por mera suposição não vai chegar a lugar algum. Lula depois de preso vai ficar mais forte e poderoso junto ao povo brasileiro ! Usso sempre acontece com líderes carismáticos como Lula !  

  14. Esquadra ?

    A Esquadra Americana já está a postos ? Esse Moro até parece o Bush e suas guerras para pacificar o mundo. Ele quer pq quer acabar com a corrupção do PT. Mas não sairá barato, não, podem crer. E muito menos sairá barato para o partido dele o PSDB. Quem tem 2 neurônios dá para ver a seletividade do juizeco do Paraná.

  15. Já falei antes, vou falar de

    Já falei antes, vou falar de novo.

    Não vão prender o Lula.

    Se prenderem o Lula, a senzala tomba a casa grande, por isso não vai acontecer. 

    Simples assim.

    Luciana Mota.

  16.  
    Talvez, Não! Enquanto a

     

    Talvez, Não! Enquanto a paulistanalha tucana manda bala em trabalhadores e faz cartilhas da PM com negros como marginais!

    ver: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-panfleto-racista-da-pm-explica-por-que-ela-mata-tres-vezes-mais-negros-que-brancos-por-sacramento/

    Dilma fica ao lado de negras baianas (ou baianas negras lindas!), essa é a diferença! Tucanalhas paulistas não se sentem gente, se sentem deuses…

     

     

  17. Discordo em absoluto dessa

    Discordo em absoluto dessa premonição. Usei esse termo porque no próprio texto do articulista já há um dos argumentos fundamentais para que a hipótese de prisão de Lula seja apenas devaneio com base apenas no exarado nesse grampo irresponsavelmente vazado pela Polícia Federal:

     O que exatamente isso “prova”, em termos penais, nem a matéria nem os trechos transcritos do documento da PF esclarecem. Para mim, isso apenas prova que Lula conhecia o executivo. 

    Conforme já explanado em outra ambiência, sobre o Juiz ter ou não coragem de prender o Lula é uma FALSA questão. Ou se prende por razões objetivas, ancoradas na legislação, ou não se prende. Se já houvesse uma mísera base legal para que o Juízo do Paraná enquadrasse Lula, certamente que este não hesitaria um segundo sequer. Mesmo porque se não o fizesse estaria afrontando o Estado de Direito onde há a prevalência do princípio de que “todos são iguais perante a Lei”. 

    Ademais, na eventualidade de existir algo como uma investigação secreta(o que seria ilegal) na qual se constatasse eventual participação de Lula nesse esquema, mesmo assim sua prisão teria que ser bem fundamentada à luz dos dispositivos legais atinentes referentes a prisão cautelar e preventiva.

    Claro que a hipótese de um arreglo entre a PF(investigação), Ministério Público e o Juiz responsável, apesar de remotíssima, não poderia ser descartada. Entretanto, estaríamos diante de uma verdadeira conspiração de agentes do Estado contra um cidadão.  

    Em suma: não ousariam tanto ai ponto  prender Lula por razões preventivas, só para humilhá-lo publicamente, mas não hesitariam um segundo sequer em processá-lo. 

    Em termos políticos, seja ou não pertinente a prisão de um ex-Chefe de Estado e de Governo e líder político com alcance mundial, as consequências seriam imprevisíveis. Poderia eclodir muita coisa e nada. E essa “coisa” seriam prováveis conflagrações de rua entre as duas frentes políticas atualmente antagônicas. 

    Atingiríamos o ápice da crise política. 
     

    • O texto não prova nada, mas a manchete esta …

      Costa o Texto não tem nada com nada, mas se fizerem 300 manchetes como esta, e começarem a replicar pela Internet, como será feito, as pessoas que nem vão se dar o trabalho a ler o que está escrito vão dizer: Onde há fumaça há fogo.

      Este TEXTO É UMA cópia das REPORCAGENS DA VEJA, e como sabe, cabo Anselmo pode estar por qualquer lado.

  18. A HISTERIA CONTINUA. POR TODOS OS LADOS.

    Divulgar um grampo telefônico gravado a pouco tempo entre Lula e um executivo da Odebrecht em que o último relata como foi um evento no jornal Valor Econômico falando sobre o desempenho dos diversos palestrantes como sendo algo que procuram envolver Lula, mostra que simplesmente não há nada a falar sobre Lula.

    Quando li o título do post comecei e ler o texto do grampo, li o resto do artigo, reli de novo o texto do grampo, li os comentários, reli mais uma vez o texto do grampo e NÃO ENTENDI O QUE TEM DE SURPREENDENTE NISTO TUDO.

    Mais uma vez, se começa a discutir sobre NADA, para que uma quantidade enorme de discussões sobre NADA, resulte uma conclusão sobre TUDO.

    Para mim este post e a sua discussão se assemelham muito as técnicas da VEJA, dá uma manchete bombástica, coloca qualquer texto que não diz NADA e quem fica na leitura da manchete guarda a manchete.

    Não sabia que com a possível falência da VEJA já tenham pessoas se candidatando a vaga!

    • To contigo Maestri. Tenho uma

      To contigo Maestri. Tenho uma pasta que arquivo todas essas analises , isso desde 2010. O nome que dei foi ”tirateima”. Esses caras chutam qualquer bola para o lado que de alguma meneira lhes interessa. Ai, daqui a 1 ano, se voce nao arquivou, fica no esquecimento e essas figuras continuam vivendo disso.

      • Eduardo, tremenda sugestão!

        Nunca tinha pensado nesta pasta das previsões, eu fico abobado com o monte de besteiras de todas as tendências ideológicas que são as previsões. Recebo por exemplo um boletim resumido de um grupo francês denominado ” A grise sistemática global”, eles querem vender as análises bombásticas que eles fazem sobre a economia global, felizmente há três anos não venho comprando (e nunca comprei) as notícias e as análises completas que previam que há um ano já estaríamos no caos, parece até aquelas religiões pentecostais que a cada cinquenta anos preveem o fim do mundo e quando chega e o mundo não acabam dão mais uma prorrogação.

        Aqui no “Luis Nassif On Line” desde novembro do ano passado “as aves de Mau agouro” vem prevendo o golpe, a derrubada de Dilma e a prisão de Lula, eles olham um lado da moeda e esquecem que do outro lado há muita gente que além de não apoiar isto está pronto para agir de forma mais vigorosa contra golpes.

        Falta em todos estes “analistas do futuro” uma visão completa de todos os lados da sociedade, falta também uma visão dinâmica da mesma, toda a sociedade tem um passado, um presente e terá um futuro moldado pelas ações passadas e presentes, não se interpreta a história através de uma ou duas fotos do presente ou do passado recente, a história é um imenso filme e quem tentar entender mesmo parcialmente este filme tem uma visão mais real das fotos.

        Muitos confundem desejos com a realidade!

  19. Se comprovado , tem que ir mesmo pra cadeia. Mas não pode ir só

    Acho otimo tudo isso. Muito saudavel. So tem um problema : se é  pra comecar , tem que ser do comeco. 

    FHC tomou partido de consórcio no leilão das teles, revelam fitas

    Editoria: BRASIL
    Página: 1-5 

    FERNANDO RODRIGUES
    enviado especial a Belo Horizonte
    ELVIRA LOBATO
    em São Paulo

    Novas fitas do grampo do BNDES, ainda inéditas para o público, mostram que o presidente Fernando Henrique Cardoso não só sabia como também autorizou e participou de uma operação para favorecer empresas no leilão de privatização da Telebrás. O governo argumenta que interveio, a seu ver de modo legítimo, para aumentar o valor do leilão. A Folha obteve as fitas sob a condição de não identificar a pessoa que as encaminhou. A Constituição assegura ao jornal, em seu artigo 5º, inciso 14, o direito de preservar o informante.
    O episódio resultou na queda de Luiz Carlos Mendonça de Barros (do Ministério das Comunicações) e de André Lara Resende (do BNDES). Mendonça de Barros foi eleito neste mês vice-presidente do PSDB, partido do presidente da República.
    A Folha obteve 46 fitas com conversas gravadas principalmente na sede do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), na época em que o leilão foi realizado, no dia 29 de julho do ano passado. Foi a maior privatização da história, com a qual a União arrecadou R¸ 22 bilhões.
    FHC autorizou a utilização de seu nome para pressionar um fundo de pensão estatal a entrar em um dos consórcios que participaram do leilão das teles. A autorização do presidente foi dada de forma direta a André Lara Resende, o então presidente do BNDES.
    As fitas que a Folha obteve e publica hoje mostram que também esteve envolvido na manobra do leilão José Pio Borges, atual presidente do BNDES.
    O consórcio que seria beneficiado era encabeçado pelo Banco Opportunity e pela empresa Stet, da Telecom Itália. A intenção de FHC era que a Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, participasse do leilão com esse consórcio _o que acabou acontecendo, mas a manobra deu errado porque outro grupo ganhou a área pretendida, o consórcio Telemar (leia texto na pág. 1-7).
    Os diálogos nas 46 fitas (69 horas) foram gravados clandestinamente no ano passado. Embora a maioria das gravações tenha sido realizada presumivelmente no BNDES, no Rio, há também conversas captadas por um grampo na casa de Elena Landau, então ligada ao Banco Opportunity. Uma outra casa foi grampeada, mas o material em posse da Folha não permite identificar com precisão o endereço dessa terceira escuta.
    No diálogo mais importante, Lara Resende diz ao presidente que é necessário forçar o fundo de pensão estatal Previ a entrar no consórcio do Opportunity e da Stet. O presidente concorda. Considera arriscado manter o “aventurismo” que seria representado por um outro consórcio. Como representante do “aventurismo”, o presidente cita nominalmente o empresário Carlos Jereissati.
    Depois disso, já que FHC concordava com a operação, Lara Resende pede explicitamente para usar o nome do presidente como forma de pressão. Os dois discutem como acertar a entrada da Previ, no consórcio do Opportunity com o grupo italiano. A Previ também negociava com o consórcio Telemar, de Carlos Jereissati. Eis o trecho da conversa entre os dois:

    André Lara Resende – Então, o que nós precisaríamos é o seguinte: com o grupo do Opportunity, nós até poderíamos turbiná-lo, via BNDES Par. Mas o ideal é que a Previ entre com eles lá.
    Fernando Henrique Cardoso – Com o Opportunity?
    Lara Resende – Com o Opportunity e os italianos.
    FHC – Certo.
    Lara Resende – Perfeito? Porque aí esse grupo está perfeito.
    FHC – Mas… e por que não faz isso?
    Lara Resende – Por que a Previ tá… tá do outro lado.
    FHC – A Previ?
    Lara Resende – Exatamente. Inclusive com o Banco do Brasil que ia entrar com a seguradora etc. que diz, não, isso aí é uma seguradora privada porque…
    FHC – … Não.
    Lara Resende – Então, é muito chato. Olha, quase…
    FHC – …Muito chato.
    Lara Resende – Olha, quase…
    FHC – Cheira a manobra perigosa.
    Lara Resende – Mas é quase explícito.
    FHC – Eu acho.
    Lara Resende – Quase explícito.
    FHC – Eu acho.
    Lara Resende – Então, nós vamos ter uma reunião aqui, estive falando com o Luiz Carlos, tem uma reunião hoje aqui às 6p0. Vem aqui aquele pessoal do Banco do Brasil, o Luiz Carlos etc. Agora, se precisarmos de uma certa pressão…
    FHC – …Não tenha dúvida.
    Lara Resende – A idéia é que podemos usá-lo aí para isso.
    FHC – Não tenha dúvida.
    Lara Resende – Tá bom.

    O leilão da Telebrás era aberto a todas as empresas que cumprissem os requisitos no edital de concorrência. Ao tentar manobrar para favorecer um dos concorrentes, os integrantes do governo podem ter transgredido a Constituição e a Lei de Improbidade Administrativa (leia texto na pág. 1-6).
    A tentativa do governo para favorecer o consórcio do Opportunity e da italiana Stet visava a compra da Tele Norte Leste, que reúne 16 empresas de telefonia fixa em 16 Estados _no que passou a ser a empresa com maior cobertura territorial do país.
    O consórcio Opportunity-Stet acabou não ganhando o leilão da Tele Norte Leste. Essa empresa ficou com o consórcio Telemar, liderado pelo empresário Carlos Jereissati, em conjunto com Andrade Gutierrez, Inepar, Macal Investimentos, Fiago Participações e com as seguradoras BrasilVeículos e Aliança do Brasil, ligadas ao Banco do Brasil.
    O fato de o Opportunity-Stet ter perdido o leilão foi um dos argumentos das autoridades para afirmar que não houve favorecimento. Apesar disso, quando o grampo foi revelado, em novembro passado, gerou uma crise no governo.
    Naquela época, apenas parte dos diálogos foi revelada. Além de perderem seus cargos, Mendonça de Barros e Lara Resende foram citados em ações do Ministério Público Federal, sob acusação de improbidade administrativa.
    A Folha foi informada pela pessoa que entregou as fitas de que o grampo teria captado três conversas de FHC.
    A primeira já havia sido amplamente noticiada no ano passado, inclusive com transcrição do seu teor. FHC conversava com Mendonça de Barros e o resultado era favorável ao presidente da República, que se mostrava preocupado com os efeitos do leilão para o país. A segunda conversa de FHC é a que a Folha publica hoje, na íntegra, e divulga também a versão sonora na Internet, no site do Universo Online (leia texto ao lado para saber como ouvir).
    A terceira conversa de FHC ainda não apareceu. Não consta das fitas às quais a Folha teve acesso.
    Ao ouvir os diálogos das 46 fitas, fica evidente que a parte do grampo divulgada em novembro passado tinha a preocupação de resguardar o presidente da República, que agora aparece envolvido com o ocorrido. Além da conversa em que autoriza a utilização de seu nome, FHC é citado em outras nove vezes por pessoas que montaram a operação. Quando o escândalo estourou, os poucos diálogos revelados continham uma expressão enigmática: “bomba atômica presidencial”. Com as fitas obtidas pela Folha, fica esclarecido que essa era a forma como os envolvidos se referiam à utilização de FHC para forçar a montagem da operação de favorecimento ao consórcio Opportunity-Stet.
    No ano passado, o argumento de Mendonça de Barros e de Lara Resende era que apenas tentaram estimular a competição no leilão. Isso, diziam, era para garantir o sucesso da operação e o máximo de lucro para o governo.
    Ainda é um mistério a autoria das gravações feitas no BNDES. Foram escutas clandestinas e ilegais. Não servem como prova em processos judiciais.
    A Polícia Federal apura o caso desde novembro passado, mas não conseguiu provas definitivas sobre quem seriam os autores. A PF não tem sequer as gravações a que a Folha teve acesso.
    As 46 fitas têm 90 minutos de duração cada uma. Há muito diálogo inútil e de relevância nula para o entendimento da manobra para favorecer o Opportunity e a Stet. São horas de conversas entre secretárias para agendar almoço ou falando de assuntos particulares. As autoridades também falam sobre temas pessoais e dão entrevistas para jornalistas. A Folha decidiu não publicar essas conversas, por considerar que não têm interesse para o entendimento do caso.
    Embora desaprove a maneira como as gravações foram feitas, o jornal decidiu publicar todos os diálogos que ajudam a esclarecer o relacionamento do governo com o grupo a favor de quem foi feita a manobra. Trata-se de uma coletânea de conversas que revela, como nunca antes foi possível constatar, a relação de intimidade do governo com integrantes da iniciativa privada. As fitas são peças de um quebra-cabeça ainda incompleto. Mas a sua revelação, quase um ano depois do leilão, tem um significado histórico para compreender o que se passou.
    Em alguns trechos, Mendonça de Barros e Lara Resende aparecem falando em preservar a qualidade das empresas privatizadas. Isso reforça a tese dos dois a respeito do interesse público em garantir o sucesso do leilão.
    Em outras fitas, entretanto, há conversas obscuras que só poderão ser esclarecidas pelos participantes dos diálogos _ou pelas autoridades competentes que se interessem em investigar o ocorrido.
    Na lista de conversas por esclarecer está uma na qual Mendonça de Barros fala nas altas “comissões” recebidas por bancos que participaram do leilão das teles. Tudo indica que se referia às comissões legais que as instituições bancárias tinham direito por assessorar os diversos consórcios no leilão.
    “É que o FonteCindam está querendo cobrar US$ 46 milhões de comissão deles. Os fundos dizem que não pagam. Chegaram a US$ 13 milhões, mas, aí, o dono do banco diz que não assina porque eles é que são donos da conta”, disse o então ministro para André Lara Resende em um dos diálogos.
    Mais adiante, em outro diálogo, Mendonça de Barros diz: “É comissão pra cá, comissão pra lá…”. E André Lara: “Rocambólica”.

    Depois de André Lara pronunciar a palavra “rocambólica”, Mendonça de Barros aparece dizendo uma frase que fica incompleta: “É rezar, pra num…”. Em seguida, parte para outro assunto. 

    • Fábio, desculpe-me a grossura, mas isto parece merda seca…

      Fábio, desculpe-me a grossura, mas isto parece merda seca de vaca, que tem uma camada grossa seca por cima, mas quando se mexe o que está por baixo não está completamente seco e fede.

      Se forem chafurdar muito no BNDES o PSDB vai ter mais gente presa que neste governo!

      Já estou até imaginando a solução salomônica que vão achar nesta CPI, mais ou menos como no passado:

      Quem roubou, roubou, agora ninguém rouba mais e tocamos o barco para o futuro!

      Se melhorarem os controles e a transparência daqui para diante, até que pode ser uma solução, se não tudo continua na mesma, cada vez com mais merda para secar!

  20. vazamentos

    É incrível! O autor do vazamento é conhecido e nada acontecve a êle. Viva o Cardozo.

    josé maria

    • A questão não é vazamento.
      A

      A questão não é vazamento.

      A questão é que a conversa nada tem de criminosa e deveria ter sido descartada!

  21. Por que não se questiona como

    Por que não se questiona como esse grampo foi parar nas redações dos jornais? Afinal, não é o governo petista que tem propensão para ditadura, cerceia liberdades e atropela os direitos individuais, conforme alardeiam seus adversários?

    Aí é que entra a questão da imensa, profunda, abismal FROUXURA, COVARDIA e LENIÊNCIA do governo federal que, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO, É A INSTÂNCIA A QUAL SE REPORTA A POLÍCIA FEDERAL. 

    Por todos os pontos e ângulos: legal, político e ético, é condenável se repassar para o público – via imprensa – transcrição de escutas telefônicas seja de quem for. O agravante para esta é que um dos interlocutores do investigado é um ex-presidente da República, um homem público, sobre o qual não existisse nenhuma acusação. 

    Vamos dar nome ao boi, como se diz no popular: a Polícia Federal do Brasil, SE RESPONSÁVEL, repito, SE RESPONSÁVEL, por esse vazamento, incorpora de vez o ilegal e afrontoso papel de políticia política. E a responsabilidade do despautério será, diretamente do sr. Ministro da Justiça, e por extensão da senhora presidente da República. 

    O que faltará mais para o ministro Cardoso ser demitido?

     

  22. Por muito pouco, Romário

    Por muito pouco, Romário embarcou rumo à Suíça, encontrou a resposta que queria sobre a falsidade das denúncias da VEJA conta sua pessoa; manifestou indignação nas redes sociais esculhambando a revista-lixo, e, o mais relevante: citou os nomes de quem fez o factóide. Os jornalistas safados tiraram sua páginas da Internet, a VEJA já fez a mea-culpa, e agora Romário aguardará o dia em que o caso será julgado pela justiça. Ante os fatos, incontestáveis, da inocência de Romário, bem como da falsidade das denúncias, e tudo mais, a chance do ex-hogador, hoje senador da República, de ser indenizado por danos morais é, também, incontestável, até porque ele já vem colocando quais são as suas intenções em mover processo contra esses bandidos: que não é por precisar de dinheiro, mas pra mostrar que ele não é qualquer um, sem condições de se defender. Com certeza seu advogado terá uma causa ganha na justiça brasileira, para desmoralização dos jornalistas e da própria revista, que acata qualquer porcaria dos seus funcionários.

    Diferentemente de Romário, pessoas importantes do PT, como Dilma e Lula, são jogados na lama a cada dia sem que se observe uma defesa contundente de ambos. O simples fato de responder questionamentos escusos, eivados de má-fé por jornais e revistas, quando não são os repórteres de televisões a pretenderem o mesmo, enfim, somente isso já identifica os petistas como quase inocentes, ou inocentes prestadores de serviços à esse jornalismo piguento, sem-vergonha, despudorado.

    Faz tempo que li algo sobre essa escalada de denúncias seletivas, seguidas de investigações seletivas também, de que após José Dirceu, chegar-se-ia a Palocci, e que até o final deste ano Lula seria o encrencado.

    E a gente quer saber: qual a ligação desse grampo com fala de Lula com o dia de amanhã, e a imprensa, amiga de Moro?

    A propósito, aqui em Natal já começaram passeatas com buzinaço, carros carregando a bandeira do Brasil, com microfones chamando o povo a participar amanhã das manifestações que terá como eixo principal a quebra total do PT, o partido mais corrupto do país.

    Pois é. Quem avisa amigo é. Se Lula não se preparar para fugir das garras de Moro, em poucos meses será o próximo a ver o sol quadrado. Uma pena!

  23. Já falei e vou falar de novo:

    o problema não é o zé da justiça (tucanalha enrustido), o problema é a senhora Dilma que insiste em manter esse inútil no ministério da justiça. Estou começando a desconfiar que a senhora Dilma é mais uma tucanalha enrustida que o Lula nos fez acreditar nela e votei nela. Já pensou o Lula ser preso por pura competência e/ou trairagem da senhora Dilma? 

  24. É óbvio que a prisão vai

    É óbvio que a prisão vai acontecer. Pra isso aconteceu o vazamento da conversa. E tem também a matéria da VEJA, fazendo tabelinha com o Moro. É incrível como o PT e também Lula não enxergam que essa turma não tem escrúpulos nem limites. Até o conservador Marco Aurélio Mello se disse pasmo com as atitudes do Moro. “ Com 25 anos de Supremo, eu nunca tinha visto nada parecido “, afirmou Marco Aurélio em relação as prisões da Lava Jato e a quantidade de delações. Ou seja, o Moro é um juiz aloprado, sem limites. Lula no Ministério seria apenas um lance no xadrez da Lava Jato. Seria um lance inteligente para neutralizar o cheque, que em breve poderá ser cheque – mate. Nem se sabe ao certo o quanto duraria uma detenção de Lula, mas imaginem a repercussão mundial de Lula indo preso algemado e os orgasmos incontidos da nossa imprensa e oposição conseguindo enfim humilhá-lo ao máximo.

    • NÃO É ÓBVIO COISA NENHUMA.

      O vazamento é uma besteira, o que tem na grampo não é nada, agora besteiras como “É ÓBVIO QUE A PRISÃO VAI ACONTECER”, é que realimentam toda esta histeria.

      ÓBVIO por que?

      Não tem cheque, nem nada, tem uma reporcagem besta que é replicada como se fosse algo importante, e isto é que cria os factóides.

  25. Prender

    o Luís Inácio?

    Moro é boçal a esse ponto sim, mas não tem nem embasamento nem coragem pra isso, sabe ele, e a quem ele está subordinado, no caso os tucanos e os barões do PIG, que algemando Lula as consequências são imprevisíveis e das duas uma:

    1 – Ou eles… Moro, Cunha, Aécio, Agripino, Bonner, FHC, Lobão… vão sair por cima da carne seca e tombar de vez o Governo e apear, junto com Lulão, a Dilma, implantando finalmente um governo “moralmente respeitável”;

    2- Ou vão ter que rapidinho se mandarem pra Miame mon-amour antes que Margaridas e “petralhas” das mais diversas vertentes acabem de vez com a festa bizarra que eles têm cotidianamente fermentado.

    Nunca passamos por um momento de ruptura que fosse capitaneado pelos do andar de baixo, se Moro continuar com esse seu cínico modo de agir, ele poderá ser o um dos vetores desse momento.

    Eu, singelamente e do meu modo, darei minha contribuição de “petralha” caso eles ousem dar esse passo.

  26. piada mal contada, é um desejo?

    Eu acredito no estado de direito, soltos os Aécios do elipóptero e Beto Paraná.

    O resto é choro de ….

  27. Lava-jato

    Não acredito na prisão do Lula, até porque ele não aparece diretamente em nenhuma das delações premiadas até hoje.

    Dirceu já estava na mira, porque seu nome apareceu em várias delações.

    Vaccari estava na mira, porque seu nome também apareceu em várias delações.

    Resta-nos aguardar as próximas delações…Renato Duque, Marcelo da Odebrecht, entre outros

    Simples assim.

     

     

    • O MORO PODE SER TUDO, MAS NÃO É SUICIDA!

      Ninguém entende uma coisa, as delações sempre tem algo que as confirmem de forma enviesada ou direta, mas sempre tem algo. Mesmo se houver alguma delação contra Lula, se esta não tiver base documental o MORO não manda prender LULA, simplesmente porque ultrapassa o seu limiar de poder.

      Este limiar de poder é algo que se verifica em muitas situações na vida política internacional, por exemplo, vimos na Grécia o tombo que levou a esquerda, propôs algo acima do seu limiar de poder, que necessitaria uma população disposta a fazer sacrifícios e caíram.

      Qualquer movimento político ou pessoal de qualquer pessoa tem um limiar máximo de atuação, se o grupo ou a  pessoa ultrapassa este limiar, forças poderosas se movimentam contra ele, e como digo e já disse aqui, contra-golpes sempre são mais violentos e fortes do que golpes, e quem tem a perder algo pensa duas vezes antes de golpear.

  28. Tiro no pé

    A “elitezinha” deste país não pode ser tão burra assim. Prender o Lula injustamente é transformar o mito em mártir. O brasileiro históricamente nunca apoiou as forças de “justiça” do estado, por saber o óbvio, são injustas. A polícia, por exemplo, é odiada de norte a sul do Brasil e o poder judiciário não fica atrás. Prender o Lula pode até satisfazer parte da classe média, da elite, mas não são estes que definem as eleições, são os pobres, e são os pobres também, os mais injustiçados pela injusta justiça dos homens, os homens de colarinho.

  29. Lula sempre foi o alvo.

    Só agora a esquerda está percebendo que o objetivo da elite sempre foi o Lula.

    Vocês acharam, mesmo por um minuto, que a direita ia fazer todo este carnaval, destruir as maiores empresas do país, derrubar 2% do PIB, gerar milhões de desempregados, e depois simplesmente parar por aí? Que não iriam por a mão no Lula? Eles deram mostras de que estão dispostos a tudo, com ousadia para fazer o que for preciso para virarem o jogo. E não há troféu maior do que prenderem o maior presidente trabalhista destes últimos 500 anos.

    E se não houverem provas contra Lula, aí entra o domínio do fato. A única proteção de Lula seria ter se blindado judicialmente, nomeando ministros do STF fidelíssimos a ele, e posto limites ao MP e a PF. Mas Lula em sua inocência fez exatamente o contrário, com seu “republicanismo” ele convidou o adversário para entrar pela porta da frente.

    Seguem-se agora as consequencias.

     

    • O que a “elite” está querendo é uma guerra de desgaste!

      O que a elite pensante brasileira (olha que são uma meia dúzia, o resto vai atras) é uma guerra de desgaste contra Lula, não um enfrentamento direto, sabem que não tem nada comprovado contra Lula, logo não vão se arriscar passos que produzam grandes retrocessos, agora se todo mundo ficar como o autor da GRANDE BESTEIRA QUE FOI ESTE POST, repetindo as MANCHETES DESCONECTADAS DO CONTEÚDO DA REPORTAGEM, o desgaste de Lula continuará.

  30. Não podemos duvidar que não

    Não podemos duvidar que não tentarão prender. Sabem que mesmo que seja libertado, o fato servirá para atacá-lo ou impedi-lo de concorrer na próxima eleição. Ninguém nesse país terá coragem de criticar a lavajato, pelo menos enquanto ela não afetar gente do PSDB/DEM. 

    Não podemos pensar com fundamento no Direito, porque ele nunca existiu de fato no Brasil. Não temos uma constituição normativa que obriga a todos, nossa constituição é apenas nominativa, ela não é de obediência obrigatória para alguns poderosos, incluindo os seus serviçais na polícia, ministério público e judiciário.

     

  31. Isso tá mais do que na cara –

    Isso tá mais do que na cara – como sou formado e trabalho na área do direito, acompanho a opnião de juízes, promotores e professores, e todos, inclusive os da direita, percebem que a Operação Lava Jato é extremamente partidária, seletiva; aqueles que a conduzem usam da manipulação da mídia para darem base a muitas prisões já que em um processo justo, jamais conseguiriam. Conversando com parentes que votaram no PSDB eles começaram ter a mesma percepção, ainda que o ódio seja recorrente, ou seja, é uma operação corrompida. Ainda que por um momento a prisão de Lula possa render “frutos” para a mídia, a direita, o MPF, a PF e ao próprio Moro, tenho que isso vai ser um ponto de inflexão no Brasil, e não será em desfavor dos pobres, da esquerda e do próprio Lula, pelo contrário, como diria meu professor de mestrado, um professor conservador, diga-se de passagem, meu professor diz mais ou menos assim: “A prisão de Lula por essa operação completamente envenenada será um marco no Brasil, assim como foi a crucificação de Cristo, a divisão da história do ocidente em antes de Cristo e depois de Cristo, só foi possível com a sua crucificação, da mesma maneira que a prisão de Lula vai dividar a história do Brasil em antes e depois, ainda que isso leve alguns anos – Pilatos não faltam nesse Brasil, eles sempre prendem Cristo e soltam Barrabás”.

    • Carlos, professores de direito são professores!

      Carlos, há algo claro e que as pessoas não enxergam, há uma coisa que é a opinião das classes mais educadas e mais conservadoras do país, outra coisa é a dinâmica política e histórica das sociedades.

      Se o povo desconfia de Lula ou do PT nos dias atuais, ele não confia, não confiou e nunca confiará nos seus adversários atuais, ele não faz parte do mesmo clube dos desembargadores, grandes advogados e empresários, ele só serviu de garçom neste clube!

      Caso houver um endurecimento ainda maior na Lava a Jato, com mais ilegalidades do que a que estão construindo, e com isto a prisão de Lula, aqueles que não confiam com o andar de cima, mas se identificam com a figura Lula, vão reagir, e talvez não sirvam mais o chá para o clube dos andares superiores.

      Na História do Brasil, tivemos Getúlio sendo deposto em 1945, voltou com força com o voto popular, suicidou-se como um ato político e garantiu o trabalhismo até este se esgotar em 1964.

  32. Já falaram que esse vazamento

    Já falaram que esse vazamento é crime,  feito pela Policia federal.O Zé cadê?  qual a sua atitude por esses vazamentos ao  PIG?Ontem a noite a Globo News já noticiava essa notícia  colocando    o grampo no ar e exaltavam  convulsivamente,  a Cristiane Lobo dizendo que Lula estava  complicado nesses vazamentos.Quem passou para a Globo News?? porque o Estadão não  publicou hoje???

  33. Um  trecho  da matéria do

    Um  trecho  da matéria do Conversa Afiada-

     

    Eduardo Mauat da Silva, já atacou o próprio Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, sem que houvesse providências.

    Vazam-se investigações, escutas, agentes treinam tiro ao alvo em caricaturas da Presidente e não acontece nada.

    Ou melhor. Acontece, sim: está evidente que não têm nada contra Lula, a não ser a vontade imensa de envolvê-lo, seja como for, em suspeitas e desmoralização.

    Estamos diante de uma espécie de distorção que gera uma Polícia de Estado sui-generis. Enquanto a Gestapo, a Statsi, a KGB, a Pide, a Dina chilena praticavam toda a sorte de abusos para “proteger” governantes, a nossa, aqui, faz o mesmo, só que para atacá-los.

    Como o Ministro da Justiça não cumpre seu dever de fiador da disciplina e da legalidade da ação policial e o Dr. Sérgio Moro e o esquadrão de promotores do Paraná os açula e acoberta – aos arapongas – nestes absurdos, vamos chegando a este estado policial festejado pela mídia.

     

    • Providencias deveriam ter

      Providencias deveriam ter sido tomadas pelo MPF que é quem, por força de lei, corregedor da PF

       

       

  34. A impressão que tenho é que a

    A impressão que tenho é que a mídia deu uma folga para a Dilma para enganar os trouxas.

    O que querem agora é prender o Lula porque perceberam que se derrubarem a Dilma sem prender o Lula e ele puder disputar a nova eleição vão ser derrotados novamente. Então, tem de tirar o Lula do caminho a qualquer preço. E estão dispostos a qualquer coisa, inclusive correr o risco distúrbios de rua violentos.

    Depois de derrubarem um avião com um candidato dentro não dá para voltar atrás. Se houver distúrbos, eles têm a polícia e os batalões de choque.

    Os vazamentos de grampo para o estadão e a quebra do sigilo fiscal do instituto LULA feito pela veja abrem o caminho para a prisão que deverá ocorrer ainda este mês, dependendo dos protestos de amanhã e do apoio a Dilma do dia 20 ou no máximo até novembro.

    Depois que prenderem o Lula, a Dilma não fica mais um mês, a não ser que mude de partido, como já sugerem alguns como o canhestro Cristovam Buarque.

    Se ela pensa que sairá sem arranhões destas ocorrências, muito se engana.

    Entrará para a história como aquela que devido a covardia e omissão permitiu que o maior líder da américa latina seja encarcerado por um grupo de conspiradores aloprados escondidos na república do paraná.

    Penso também, que isto será a desmoralização total do nosso país perante a comunidade internacional.

    Se isto acontecer, teremos o que merecemos.

  35. Completando:
    A Dilma não fica

    Completando:

    A Dilma não fica mais um mês porque além do ódio a direita passará a ter também o ódio da esquerda que a considerará diretamente responsável pela prisão do Lula.

    A celebrada trégua não foi mais do que uma mudança de tática. O objetivo continua o mesmo. Prender o Lula e exterminar o PT.

  36. Do jeito que os golpistas

    Do jeito que os golpistas estão desesperados, se prender fhc ajudasse a tirar o PT do poder eles prenderiam o fhc.

  37. Somente via ordem judicial pode haver quebra de sigilo bancário

    ..Caro Alessandre de Argolo…nesta mesma linha…referente a noticiada quebra de sigilo das contas bancárias da empresa LILS responsável pelas palestras de Lula… Aqui, merece a ressalva que a Policia Federal não tem autoridade para quebrar sigilo bancário de ninguém, quem faz isso é a Justiça -Juiz, mediante decisão devidamente fundamentada –

    Então??? como é que não há investigação??? O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva tem que imediatamente pedir vista do referido procedimento para ver quais as motivações que foram postas para tal ato…

    Vejam o entendimento do Ministro Celso de Mello…”Há um grande consenso nesse sentido”, afirma: “A jurisprudência do STF nega a qualquer autoridade pública, quando no exercício de função administrativa, a possibilidade de decretar quebra de sigilo bancário e ou fiscal”.

    “a quebra de sigilo não pode ser utilizada como instrumento de devassa indiscriminada, sob pena de ofensa à garantia constitucional da intimidade. A quebra de sigilo, para legitimar-se em face do sistema jurídico-constitucional brasileiro, necessita apoiar-se em decisão revestida de fundamentação adequada, que encontra apoio concreto em suporte fático idôneo, sob pena de invalidade do ato estatal que a decreta. A ruptura da esfera de intimidade de qualquer pessoa — quando ausente hipótese configuradora de causa provável — revela-se incompatível com o modelo consagrado na Constituição da República, pois a quebra de sigilo não pode ser manipulada, de modo arbitrário, pelo Poder Público ou por seus agentes”. Não fosse assim, a quebra de sigilo converter-se-ia, ilegitimamente, em instrumento de busca generalizada, que daria, ao Estado – não obstante a ausência de quaisquer indícios concretos o poder de vasculhar registros sigilosos alheios, em ordem a viabilizar, mediante a ilícita utilização do procedimento de devassa indiscriminada (que nem mesmo o Judiciário pode ordenar), o acesso a dado supostamente impregnado de relevo jurídico-probatório, em função dos elementos, informativos que viessem a ser eventualmente descobertos. STF MANDADO DE SEGURANÇA Nº 23.851-8 (DJU 21.06.02, SEÇÃO 1, P. 98) PROCED. : DISTRITO FEDERAL RELATOR: MIN. CELSO DE MELLO

  38. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome