Glenn Greenwald: Se não é golpe, é no mínimo um retrocesso

Jornal GGN – Em entrevista ao programa Democracy Now, nesta segunda (29), o jornalista Glenn Greenwald, do portal The Intercept, disse que mesmo que o impeachment de Dilma Rousseff (PT) não pudesse ser classificado como um golpe, o certo é que o produto imediato desse processo é um “retrocesso democrático”, uma vez que a soberania popular foi desrespeitada e uma agenda que foi rejeitada nas urnas em quatro eleições consecutivas foi imposta de cima para baixo.

“Há um bando de criminosos removendo essa mulher que foi duas vezes eleita presidente do País”, disse o jornalista. Em outra passagem, Greenwald avaliou que “esse grupo de Brasilia está literalmente brincando com as bases da democracia debaixo de nossos narizes”.

“Se não é golpe, é no mínimo um retrocesso, de forma que implementa uma agenda que beneficia um número restrito de pessoas que os brasileiros nunca aceitaram. Na verdade, rejeitaram constantemente [nas urnas]”, disparou o jornalista.

Greenwald assinalou que na Europa e nos Estados Unidos, a notícia de que pedaladas fiscais – atraso no pagamento de bancos públicos para melhorar artificialmente as contas do Tesouro – pode derrubar uma presidente eleita com 54 milhões de votos é recebida com surpresa, principalmente porque seria um ato reproduzido por centenas de governantes.

O jornalista avaliou, na entrevista, que Dilma não caiu por crime fiscal cuja existência é controvérsia. Ele citou a “tempestade perfeita” para justificar a queda da presidente: falta de apoio popular, crise econômica e traições na base parlamentar, os três ingredientes essencias ao impeachment. 

Leia também:  A ameaça do golpe, por Agassiz Almeida

O golpe na democracia foi desferido com ajuda da elite econômica que quer impor uma agenda “ultraliberal e ultraconservadora” em associação com a classe política perseguida pela Lava Jato e conglomerados de mídia que defendem a pauta desses setores.

Greenwald ainda apontou que a maioria da população rejeita o interino Michel Temer, que precisou se esconder na abertura das Olimpíadas no Rio de Janeiro, numa tentativa frustrada de evitar vaias. E, por isso, pesquisas apontam que o ideal para o povo seria a realização de uma nova eleição. Mas isso não é admitido pelos agentes do golpe, pois o ex-presidente Lula poderia ser o vitorioso.

O jornalista ainda apontou que o Supremo Tribunal Federal foi uma das instituições que participaram, sendo omisso, desse processo. Inclusive com membros trabalhando para livrar alguns políticos das garras da Lava Jato.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=848&v=3T-rzdI7S4A width:700 height:394

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

10 comentários

  1. Então…………

    Tudo dito e mesmo assim irá se concretizar este golpe ou seja lá que nome queiram dar !!!!!

    É por isto que nós, os palahaços, os que ainda pretendam votar, deveriam fazer uma análise e chegarem a conclusão de que não adianta doravente eleger seus candidatos, pois os que de fato dão às cartas, quando desagradados, irão depor seus desafetos, sejam eles eleitos democraticamente ou não !!!!

    Vamos rir !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! como estão rindo o resto do planeta !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Estamos inertes ao que está

    Estamos inertes ao que está acontecendo…

    O PIG gera ESQUIZOFRENIA…

    Nos diz para abraçar quem nos matará pelas costas…

    E para cuspir em quem luta por nós…

    O interino VAI AGIR…

    Se cada um buscar uma solução ISOLADA, a maioria NÃO VAI CONSEGUIR…

    Uns vão virar camelôs,  outros vendedores de bugigangas, outros cairão no tráfico…

    O IMPORTANTE É ENTENDER QUE NÃO É UM PROBLEMA ISOLADO MEU, DE COMPETÊNCIA OU INCOMPETÊNCIA MINHA, OU UM DESAFIO IMPOSTO POR DEUS!

    Foi um golpe POLÍTICO de UMA CLASSE contra o povo brasileiro…

    Onde as prioridades não são a POPULAÇÃO MAIS VULNERÁVEL….

    E a roda da economia enfraquece e vai pegar em todas as classes, mas a que sentirá mais serão as C, D e E!

    Quanto mais juntos estivermos, quanto mais soluções compartilhadas – MENOR SERÁ O TEMPO DE DURAÇÃO DESTA DITADURA!

    Não precisamos de bombas, precisamos estar juntos!

  3. Ratazanas vorazes e

    Ratazanas vorazes e descaradas formam o parlamento

     

    Mas ver o dono do helipóptero posar de moralista é o cúmulo do escarnio……..

    • Brasil, mostra a sua cara…

      O senador Zezé Perrela é o dono daquele helicóptero apreendido com 450 Kg de cocaína.

      Ele só chegou ao Senado porque foi indicado por seu amigo Aécio, como suplente de Itamar Franco (que faleceu).

      Este é um retrato do golpe: um senador envolvido em contrabrando de cocaína, sem nenhum voto, cassando o mandato de uma Presidente honesta e que recebeu quase 55 milhões de votos.

      O povo brasileiro é ordeiro, pacato, complacente…

  4. Greve Geral Pos Golpe

    O titular da soberania é o povo, assim esta nesse papel higienico chamado constituicao. Nao fui eu nao foi vc que escreveu. Juiz e advogado sao pagos para cumprirem a sopa de letrinha, principios e interpretacoes que ali estao.

    Mais claro que o papel higienico o qual dao nome chique e status de “contrato social” sao os donos da soberania denunciando que a escolha deles nao esta sendo respeitada, o poder legislativo esta atrolpelando os outros. Se o STF nao fala nada pq salario gordo cala qqer um, o povo nao ganha 30 + 50 mil de “perks” por mes. O povo tem que parar de ser conivente e passivo, o que esta acontecendo contra a Dilma é um golpe paraguaio. Se o golpe passar nas camaras altas tb vai passar qqer projeto para lei ou alteracao constitucional para transformar o pais no que seja, e.g. num sistema parlamentarista. O que tem que passar é essa farsa formal para que se desencadeie uma verdadeira <b> greve geral indeterminada #GreveGeralPosGolpe  </b>. Nao ha outra forma maiior de resistencia e protesto dentro dos parametros legais. O país tem que parar, o mundo tem que ver.

  5. VÊ QUEM QUER

    Causa espécie a hipótese de não reconhecer o fato de que a iminente concretização do impixe constitui um golpe de estado. Depois do bonito e didático discurso da Presidente Dilma no Senado nesta segunda, 29/08, todas as evidências estão ali reunidas para quem quiser ver. E o resumo é bem simples, no presidencialismo, a destituição do mandato de Presidente da República sem que exista comprovação de crime de responsabilidade é uma prática inconstitucional, e, portanto, viola o Estado Democrático de Direito.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome