Manipulação da imprensa nas colunas picotadas, por J. Carlos de Assis

Aliança pelo Brasil

Manipulação da imprensa nas colunas picotadas

por J. Carlos de Assis

As colunas de notícias dos grandes jornais servem em geral para abrigar fatos mal apurados ou para dar informações sabidamente sem muito fundamento. Se o noticiário comum se presta à manipulação aberta dos leitores, a coluna é por onde passa a má fé. Todos os grandes jornais tem suas colunas de notícias picotadas e nelas se exibe com extravagância a irresponsabilidade mais descarada dos donos e de seus jornalistas de confiança. Para exemplificar, em lugar de escrever um artigo, vou fazer hoje uma coluna de notas.

***

No afã de descobrir uma maneira de prender Lula e sua família, e à falta de material para denunciá-los, os jornais Folha de S. Paulo e Globo inventam e  depois requentam matérias antigas como se fossem novas. No caso da cooperativa que iniciou o prédio onde Lula teria um apartamento, a responsabilidade de conclusão da obra foi atribuída inicialmente à OAS. Depois já não era a OAS mas outra empresa. Aí entra a Odebrecht reformando um sítio de um amigo do Lula. Também não há quem estabeleça uma relação entre ambos. Ou seja, primeiro inventa-se, depois se busca a prova do favorecimento. E nada se prova, tudo se manipula.

***

O Globo já não fala mais em prédio onde Lula tem apartamento. Fala em prédio onde ele teria tido um. Na verdade, era a quota inicial de apartamento que o ex-Presidente vendeu de volta à incorporadora depois de começar a pagá-la. O Globo não esclarece isso. E se esqueceu da falsa “denúncia” do promotor Cassio Conserino, feita de forma categórica na tevê, de que Lula teria comprado o apartamento de uma vez. É claro que esse promotor é um desqualificado vaidoso que sequer conhece negócio imobiliário. Contudo, Globo e Veja omitem isso descaradamente.

Leia também:  Em carta a Xi Jinping, Lula pede desculpas em nome do povo brasileiro pelas agressões da família Bolsonaro à China

***

O promotor  Conserino,  que procurou Veja para “denunciar” a falsa compra do imóvel do prédio Solaris por Lula, isso antes de formalização de qualquer acusação na Justiça, se abrigou debaixo das asas da Lava Jato talvez para tentar evitar processo que o ex-Presidente ameaçou mover contra ele. Na realidade, ele só tem proteção funcional para acusar alguém de irregularidade num processo formalizado. Para isso precisa ter provas, e não tem. Diante da ameaça de processo contra ele, o que pode lhe custar o cargo, os procuradores da Lava Jato decidiram entrar também na investigação para lhe dar cobertura. Tutti buena genti!

***

Conhecem-se muitos casos de pessoas do setor público que cometem irregularidades quando recebem presentes caros no exercício do poder. Dona Marisa Letícia, mulher de Lula, é a primeira, que eu conheça, que é acusada de irregularidade por dar presente – no caso, um barco de pesca para o sítio frequentado nos fins de semana por seu marido, que comete o crime de gostar de pescar. Custou pouco mais de 4 mil reais. Imaginem quantas pessoas não gostariam de oferecer um barco um pouco melhor para a ex-Primeira Dama, de graça, se ela estivesse disposta a aceitar!

***

Agora pensem bem nisso: um cara passa oito anos como Presidente da República, elege por dois períodos sua sucessora, e é acusado, como único crime, de ter comprado um apartamento de classe média em Guarujá. Dá para acreditar nisso? Ou estamos diante de uma das mais contundentes manipulações da opinião pública promovida pela imprensa antipetista, ou há uma incompetência absoluta nos órgãos de investigação para descobrir irregularidades reais na vida do ex-Presidente.

Leia também:  Partidos de oposição entram com ação no STF contra MP de Bolsonaro

***

A conclusão mais importante que podemos tirar desse conluio entre imprensa e promotoria partidarizadas é a ausência, no círculo presidencial direto, de um órgão de informação competente. Obama não se mexe sem ouvir NSA, CIA, FBI e órgãos de informação militares. Nós temos ABIN, de notável incompetência porque trabalha com orçamentos ridículos. Se tivéssemos junto à Presidência um órgão de informação competente, formado a partir dos órgãos de informação militares, jamais ocorreriam situações como a da Petrobrás. E talvez o Governo pudesse descobrir o que está por trás das conspirações midiáticas em andamento como forma de proteger o interesse nacional.  

J. Carlos de Assis – Economista, doutor pela Coppe/UFRJ, autor de “Os sete mandamentos do jornalismo investigativo”, Ed. Textonovo, SP, 2015.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

12 comentários

  1. Sistema de Informações

    Exato, me parece que a ABIN é absolutamente inoperante, e quando tentou atuar em parceria com a PF, no caso da Operação Satiagraha, se deu mal.

     

  2. Manipulação da imprensa.

    Prezado J. Carlos de Assis,

    Parabéns pela matéria. Leio muito a mídia de grande circulação, mas depois de ler sua coluna realmente me convenci de que Lula é o nosso martir.

    E não tenho dúvida de que daqui há algumas gerações, as pessas estudarão nos livros de história  e, quiça de religião, sobre as injustiças sofridas pelo Martir Santo Lula no fim de sua vida…

    Grande abraço e parabéns,

    Vivalma

     

  3. Os “caras” saíram comprando geral.Tudo dominado.

    Aí é que está…..o Governo[refiro-me à Dilma e os de sua confiança] já sabe faz tempo o que está por trás das conspirações midiáticas em conluio com as instituiçoes da justiça[pf,mpf, pgr,mpe/sp, stf e afins[aí incluo tcu]. É claro que o governo sabe o que a lava jato agasalha e o quanto e por quem moro é “agasalhado”. O problema é que o abacaxi é grande e na história recente só o H.chavess é que conseguiu, em 24 horas, reagir à altura para proteger o interesse nacional. Dilma nao é Chavess nem o Br é a venezuela. Nós somos “casa da mãe Joana”, algo impensável sob a administraçao chavista.

    Isso que dá deixar os “caras” livres em solo brasileiro “comprando geral” e defendendo os interesses nacionais de outra naçao que, por sua vez, atua para defender os interesses do sistema financeiro global. Erro que vai entregar o país inteiro para ser explorado da forma mais vil e cruel, e com um agravante:controle social que vai levar centenas direto prá cadeia sem os mesmos direitos constitucionais, aqueles que foram negados, aos réus do tal “savador da pátria”, o moro, com o aplauso do povao idiotizado. É a soociedade que será apróxima vítima. A história está se repetindo..

  4. Tem um rapaz em Brasília,

    Tem um rapaz em Brasília, ligado à familia, que todo mundo diz que é da Abin. Ele não nega quando perguntado, mas também não diz nada.

    Um dia, numa reunião familiar, ele começou com o discurso de que a Dilma é bolivariana, que queria implantar o comunismo no Brasil e todas aquelas bobagens recorrentes. O pessoal ficou se olhando e ninguem disse nada.

    Eu fico imaginando o tanto de gente que existe no serviço público que pensa assim, o tanto de sabotagem que existe.

  5. Está claro, Assis, que a

    Está claro, Assis, que a oposição de direita, depois da derrota em 2014, desistiu de tentar ganhar no voto. Claro, haverá eleição em 2018, ou esse ano, se o Gilmar derrubar a Dilma. Mas a estratégia é eliminar os candidatos de esquerda mais competitivos.

    Para mim é certo que se conseguirem inviabilizar o Lula ou mesmo cassarem o PT, o próximo alvo será o Ciro Gomes, principalmente se este conseguir unir a esquerda. A máquina inquisitorial midia-MP-PF vai para cima.

    O objetivo é ter uma eleição com um candidato de esquerda apenas para cumprir tabela. Uma Luciana Genro por exemplo, ou um Jean Willys, que apesar de ser melhor candidato de qualquer Alkimin, Serra ou Aécio da vida, será aceito, pois a direita estará convencida de que o povo brasileiro não elegerá uma “bicha” 

    • É isso aí, Juliano.
      Vale tudo

      É isso aí, Juliano.

      Vale tudo para deixar Lula inelegível.

      Pior que nelegível: impossibilitado de se candidatar.

      Etapa seguinte: fazer o mesmo com Ciro Gomes, ou com Requião, ou com qualquer outro que possa ameaçar a direita.

      Jean Willys? Tudo bem, o brasileiro, machão como é, não vai eleger uma bicha!

      Sinceramente, tenho vergonha de grande parte de meus compatriotas.  

  6. “Foi o PT quem abriu a temporada de caça ao c. de nossa classe!”

    Obrigado, Rpv, o senhor deu nome aos bois e às boiadas. A pretexto de sanear a roubalheira atávica e a crise capitalista mundial, revemos o filme da perseguição à esquerda: o sacrifício expiatório do boi de piranha que lava a jato os cérebros. A professora Chauí explicou-nos o rancor coxinha antinclusão na base do: “eu sou como uma pessoa jurídica com capital social produto do investimento diligente de familiares honestos e competentes por gerações em estudos e cultivo de frequência aos ambientes de redes de informações privilegiadas; mas, agora, vem esse PT e outros comunistas bolivarianos fazer dumping com a solução testada para as minhas angustias: a magia da nossa bela aparência e ascendência aristocrática pelo mérito, disseminando acessos, sem o critério de casta, à informação, educação, arte, saúde, moradia, transporte, visibilidade, autoestima pelo consumo… enfim, quebrando aqueles paradigmas de fetiches consumistas e capacidades discursivas, ou origem que nos deram tantas certezas de confortos futuros, acirrando a competição com a ralé”. Assim, as sequelas da crise capitalista e o aparelhamento burguês são reduzidos à subversão de possuidores de signos de prestígio por gente de fora da classe média. Contudo, os “novos ricos” da inclusão só “poderão” sentir-se incluídos, caso exerçam o papel tradicional de multiplicadores da ideologia burguesa e malhem as panelas junto com o PT. Está lançada a corrida ao coração da nova classe C, visível nos roteiros das novelas e pequenas concessões de cotas privadas às simpáticas e, às vezes, não domesticáveis “Majus” da Globo. Saindo do assunto, quem sabe a esquerda contribuirá (por influência papal?) para o Rebolla compreender um pouco mais a cognição dos maus palhaços do campo da direita.

  7. Então………………….

    “A conclusão mais importante que podemos tirar desse conluio entre imprensa e promotoria partidarizadas é a ausência, no círculo presidencial direto, de um órgão de informação competente. Obama não se mexe sem ouvir NSA, CIA, FBI e órgãos de informação militares. Nós temos ABIN, de notável incompetência porque trabalha com orçamentos ridículos. Se tivéssemos junto à Presidência um órgão de informação competente, formado a partir dos órgãos de informação militares, jamais ocorreriam situações como a da Petrobrás. E talvez o Governo pudesse descobrir o que está por trás das conspirações midiáticas em andamento como forma de proteger o interesse nacional. “

    Traições, trapaças, vendilhões, colonos a serviço do império, quinta-colunas, enfim, encheria o espaço para qualificar estes entreguistas traidores !!!!!!!!!!

    Precisa dizer ou comentar mais ???????????? 

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome