O Globo e o funcionalismo federal

Por Augusto da Fonseca

Por falar em salários do governo federal…

Do Festival de Besteiras da Imprensa

O Globo e funcionalismo federal: manchete negativa, texto positivo 

Como já dissemos anteriormente, O Globo está no terceiro turno das eleições presidenciais ou, na melhor das hipóteses, já está na campanha presidencial de 2014.

A manipulação da informação corre à solta no jornal, na rádio CBN, na TV Globo e na Globo News.

Não importam os fatos. Qualquer que seja, há sempre uma forma de manipular a informação via juizo sem fundamentação ou via manchetes negativas para fatos positivos.

Como exemplo do que digo, analisemos as manchetes do jornal O Globo de hoje (16/1/11) e o conteúdo das respectivas matérias:

Capa: ‘No governo Lula, mais 82 mil servidores

Página 3 (a principal, depois da capa): “Máquina foi inchada até com serviços terceirizados

Subtítulo dessa manchete: “Na gestão Lula, essas despesas subiram muito acima da inflação

Como a maioria das pessoas não passam das  manchetes, ou seja, não lêem a matéria completa, fica a impressão de que o Lula inchou “indevidamente” a máquina pública que era tão “enxutinha” ao final do governo FHC, ainda que às custas de sucateamento da educação, saúde, segurança e infraestrutura, entre muitas outras.

Entretanto, as pessoas que se dispuserem a ler a matéria completa terão uma grata surpresa: essa é uma notícia altamente positiva para o país!

Senão, vejamos alguns trechos relevantes da matéria, elaborada pela Regina Alvarez, que não tem culpa do que o editor faz com as suas matérias (normalmente manipula).

Leia também:  Popularidade de Bolsonaro impulsiona pautas de costumes

Maioria das contratações ocorreu na área de educação, com mais 49 mil servidores“.

Perguntei para a minha neta de quatro anos se isso era bom ou ruim e ela me respondeu na lata:

Vô, todo mundo diz que a prioridade número um do Brasil é a educação. Logo, isso é muito bom!”

Li outro trecho da matéria para a minha neta:

Subtítulo manipulador: “Na Presidência, aumento de 148%“.

Que horror! Diriam em uníssono o Merval e a Míriam Leitão

Mas, o que diz o texto?

O número de servidores passou de 3.147 para 7.820. Nesse caso, pesou o fato de a Presidência ter incorporado alguns órgãos que estavam em outros ministérios no governo passado, como é o caso do IPEA

‘Voilá”! Não há o que criticar, portanto.

Aumentou muito o número de professores e de profissionais da educação para as Escolas Técnica e Universidades.

E vai aumentar mais, senhores e senhoras do Globo.

É difícil viver num país onde a imprensa pode manipular a informação do jeito que for mais conveniente para ela, né vô?“, falou a minha neta

Mas nós e o governo Dilma vamos fazer alguma coisa contra isso. Aguarde, minha neta.”

E eu vou poder ajudar?

Balancei a cabeça positivamente.

Politizada essa menina!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome