Rachel Sheherazade dá explicação sobre comentário infeliz

Jornal GGN – O jornal SBT Brasil de ontem (06), programa veiculado às 19h45, apresentou a explicação de Rachel Sheherazade sobre os justiceiros no Rio de Janeiro.

Na bancada, Joseval Peixoto perguntou à apresentadora: “Você é a favor da violência?”

Rachel Sheherazade respondeu: “Joseval Peixoto, absolutamente não. Eu sou uma pessoa do bem, estou do lado do bem, como diria o Renato Russo ‘com a luz e com os anjos,’ jamais defenderia a violência. Sou uma ferrenha crítica da violência, estou todo dia aqui batendo na violência. Eu defendo as pessoas de bem desse país, as pessoas de bem que foram abandonadas a própria sorte, porque não tem polícia, não tem segurança pública e elas estão desesperadas, obviamente. Então, o que eu fiz não foi defender a atitude do justiceiro, nem precisaria estar explicando isso, minhas palavras foram muito claras no meu comentário. O que eu defendi foi o direito da população de se defender quando o Estado é omisso, quando a polícia não chega. Isso tá na lei, todo cidadão tem o direito de prender um meliante flagrado em delito. O que não se pode fazer é confundir o direito de se defender com a barbárie, a violência pela violência. Isso, jamais, qualquer pessoa de bom senso poderia defender e essa pessoa não fui eu, não defendo a violência. Eu defendo a paz, o bem e a segurança. Eu acho que todo cidadão tem que ter direito a segurança, é isso que falta nesse país.”

Depois, Joseval Peixoto explicou a diferença entre comentário, editorial e notícia em jornalismo.

Leia também:  Qual o futuro da mídia impressa?, por Cezar Taurion

A resposta de Sheherazade foi dada depois da polêmica que teve o seu comentário, veiculado no último dia 4 de fevereiro, em programa na emissora SBT. Ela chamou de “marginalzinho” um garoto negro de 15 anos, preso a um poste pelo pescoço por uma trava de bicicleta, no Rio de Janeiro.

Ele foi vítima de um grupo intitulado de “Os justiceiros” que, segundo moradores do bairro Flamengo, agridem e torturam pessoas que julgam suspeitas de cometer crimes como assaltos. Yvonne Bezerra de Mello, coordenadora do Projeto Uerê, é a autora da foto, e encontrou o garoto por volta das 23h, na sexta-feira, com corte na orelha e marcas de torturas nas costas.

No programa de terça-feira, Rachel Sheherazade falou: “num país que ostenta incríveis 26 assassinatos a cada 100 mil habitantes, arquiva mais de 80% de inquéritos de homicídio e sofre de violência endêmica, a atitude dos vingadores é até compreensível”.

Ao final do vídeo, a apresentadora ainda exclama: “e aos defensores dos direitos humanos que se apiedaram do marginalzinho preso ao poste, eu lanço uma campanha, faça um favor ao Brasil: adote um bandido”.

[video:http://www.youtube.com/watch?v=at89CynMNIg

O comentário gerou grandes repercussões. O Sindicado dos Jornalistas do Rio de Janeiro emitiu nota de repúdio. Jornalistas diversos e a sociedade civil manifestaram-se pelas redes sociais. Entretanto, Sheherazade revelou mais do que um posicionamento que fere direitos. Ela revelou uma legião de seguidores, uma considerável parcela da população que, assim como ela, carrega heranças de uma sociedade escravocrata, marcada pelo preconceito e ódio.

Leia também:  Justiça comprova denúncias contra DPF Erika Marena, por Marcelo Auler

A jornalista e professora universitária Cilene Victor da Silva foi uma das profissionais que se manifestou pelo Facebook . Ela afirmou que a âncora do SBT cometeu dois crimes se utilizando da chancela da liberdade de imprensa: o primeiro de apologia e incitação à violência e, o segundo, de ferir diversos artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), ao chamar o adolescente de “marginalzinho”.

Depois do seu post, um perfil do Facebook com o nome da apresentadora Rachel Sheherazade publicou uma mobilização para que os seguidores denunciassem a jornalista Cilene Victor da Silva.

A partir daí, a jornalista Cilene vem recebendo afrontas e xingamentos pela rede social, com constantes ameaças, tanto pelo Facebook, como por ligações telefônicas. “Acredito que essas ameaças sejam uma maneira de desviar o foco do problema, que é a barbárie do abuso da chancela de liberdade de imprensa para cometer crimes como esse”, disse a jornalista à Revista Fórum.

A extensa gravidade presente nos discursos e posicionamentos da população foi impulsionada a partir de um comentário, alicerçado como correto pelo “direito de opinar” da pessoa Sheherazade, como explicou o seu parceiro de bancada Joseval Peixoto. E que não necessariamente representa a opinião da empresa SBT, como enfatizou a assessoria de imprensa da emissora, em nota.

Um vídeo divulgado compara o posicionamento de Silvio Santos, em 1988, sobre a ação de um jornalista opinar na sua emissora SBT, com a atitude da apresentadora:

Silvio Santos “responde” Rachel Sheherazade e outros vídeos – TV UOL

Leia também:  Comissão no Senado restringe poder de impor sigilo a documentos públicos

Diante de todas as críticas, a explicação dada ontem pela apresentadora, Sheherazade, não ajuda muito. Ela entende que “todo cidadão tem o direito de prender um meliante flagrado em delito” quando “o Estado é omisso, quando a polícia não chega”. Ela diz não acobertar a violência, mas sim “as pessoas de bem desse país” – condicionando o adolescente negro à posição de bandido, de pessoa do mau. Não se deve defender “a violência pela violência”, então se torna justificável defender a violência pela justiça? E assim, ela mostra estar “do lado do bem (…) com a luz e com os anjos”.

67 comentários

  1. silêncio vale ouro… pobre ¨

    silêncio vale ouro… pobre ¨ defensora dos oprimidos ¨ 

  2. Imprensa

    Que a imprensa brasileira apenas informe e não manipule a sociedade com seus comentários infelizes.

  3. Se Sílvio Santos prosegue

    Se Sílvio Santos prosegue pensando como está no vídeo de 1988 por que, então, permite que os dois jornalistas que comandam o jornal da noite façam todo tipo de comentário, como o de se adotar um bandido, entre tantos, inclusive aqueles que Raquel, principalmene ela, já deu a nota de ser tucana, e de ocdiar o Pt, a exemplo do PIG? Sei não. A mulher, que ontem foi obrigada a reparar aquela gafe no jornal da noite, na verdade, baixou a crista o quanto pôde, porém encerrou sem fazer um mez-culpa; pel contrário, deu a entender que não haverá mudança no estilo. Agora, foi interessante a intervenção do companheiro, que terminou a conversa dizendo que cada um tem a sua opinião, como se dissese que o problema criado pela companheira é apenas dela. Tudo de forma bem velada foi, enfim, colocado como deveria. Resta saber se Sílvio Santos ainda vai querer Raquel.

  4. Jornal de baixíssimo

    Jornal de baixíssimo nível.

    Incitação ao crime.

    incentivar a justiça pelas próprias mãos e os justiceiros é uma constante.

    Liberdade de imprensa é isso?

    Pedidos de desculpa resolve?

  5. ESSA DITA JORNALISTA!!!

    Tive o desprazer de assistir à essa parte do jornal e achei um acinte!. Essa moça é uma celerada que promov e incita a violência.  Não pretendo nem ler mais nada a respeito dela tampouco perder tempo com o fraco jornal dom SBT.  Pena que Carlos Nascimento ainda continua afastado e doente. Excelente profissional.

  6. Mas que coisa feia,

    Mas que coisa feia, Sheherazade! Chegará o dia em que o número de pessoas desse quilate nesse país será tão pequeno, mas tão pequeno, que ninguém mais as enchergará. Lamentável, seu Sílvio!

  7. Essa moça tem futuro

     

    Um retrato de para onde caminha nossa mídia oligopolizada, faz tempo que não assisto tv aberta e só tomei conhecimento da existência dessa nova “musa” após essa polêmica estourar na rede, pelo perfil que possui ela deve seguir carreira brilhante em uma mídia que mostra nítidos sinais de decadência, nos anos que virão aberrações como essa jornalista(?) se tornaram a regra na grande mídia, talvez tenhamos saudades do tempo em que o máximo em baixaria era a Sheherazade.

  8. A PEC 37, apelidada pelo MP

    A PEC 37, apelidada pelo MP como “PEC da IMPUNIDADE” não vingou.

    Mas ai, crimes claros, potencializados pela TV (aumenta-se e muito os interlocutores), não são investigados?

     

    Cadê o MP?? Bom, se a Polícia não investiga, existem mecanismos para forçá-la e, principalmente, puní-la. Mas e quando o MP não investiga? Ou quando o MP guarda em “gaveta errada”???

  9. Os sem memória

    É muito salutar que preguemos a paz, contudo quando se faz um comentário entendendo que, a situação catastrófica em que se encontra a segurança pública gera o surgimento de “justiceiros”, aparecem logo os demagógicos esquerdistas-caviar para criticar e até ameaçar com processos, interpelações e perseguições. Desse comportamento só resta o entendimento de que tais esquerdistas de república das bananas gostam de socializar os bens alheios e encher suas contas, aproveitando a falta de memória da patuleia. O que a jornalista expressou é a mais pura verdade, o Estado está falido e inoperante para a população, tudo que é feito pelos atuais desgovernantes só tem como objetivo interesses próprios e sórdidos, onde apoio político fale a segurança, a saúde e educação da população. Perguntem a quem sofre com a perda de um ente querido pela ação de um “pobrezinho desvalido de oportunidade crackudo” e pela incompetência das autoridades do estado (episódio do ônibus 174 e outros tantos), como vê a situação atual.  

  10. Jornalista Neocon

    Vendo o video, ela aponta o dedo para o telespectador no momento em que diz “No Pais que ostenta incriveis 26 assassinatos para cada 100 mil habitantes…”. Nunca soube que um jornalista poderia acusar as pessoas que o assiste de ser reponsavel de algum acontecimento (ainda que sejamos todos, ela também). Mas nesse caso, como ela fala em Paiis, fica claro que ela acusa o Estado, dai esse dedo apontado. Politica. A gente pensando que ja tinha visto de tudo no jornalismo brasileiro. 

    Que tempos, meus deuses! 

  11. “Liberdade de imprensa não é um direito absoluto”

    Empregadores ou patrões de “jornalistas” do tipo da senhora Raquel Sheherazade deveriam cuidar para que essas pessoas recebam noções básicas de direito, notadamente no que se refere à liberdade de expressão.

    Alguns “jornalistas” são assim denominados porque donos de um rostinho bonito ou discurso concatenado, mas lhes faltam conhecimento e compromisso com princípios éticos da profissão e responsabilidade em relação aos direitos de terceiros.

    Há quem imagine que o direto à liberdade de expressão dá ao “jornalista” ou a quem quer que seja a liberdade absoluta para dizer o que quiser e quando quiser sem contestações ou reprimenda legal. Não dá.

    O direito à liberdade de expressão exige responsabilidade. Os excessos podem e devem ser objeto de sanção estatal. Ninguém pode, por exemplo, sair por aí caluniando, injuriando ou difamando pessoas em nome da liberdade de expressão. Também não é admissível a pregação de conceitos e práticas contrários aos contidos nas leis e na constituição.

    É óbvio que não se quer fazer censura ou controle prévio sobre o que “jornalistas” devam ou não dizer. O que se deseja é que essas pessoas tenham em mente que seus excessos, suas irresponsabilidades podem e devem receber reprimenda da sociedade através do que dita o ordenamento legal.

  12. eu não tinha lido nada à

    eu não tinha lido nada à respeito, pois imaginei que fosse somente uma tuiteira idiota, como sempre aparece . Só agora fiquei sabendo que é uma apresentadora de Jornal do SBT. E me lembrei de um antigo “programa” do SBT : A semana do Presidente”,  na época em eles eram Generais. Só aí entendi. Não é nesta emissora que tb tem o Bóris Casoi? aquele que “adora” os garis?

    • Não, Bóris é da Bandeirantes,

      Não, Bóris é da Bandeirantes, cada emissora tem o seu cão de guarda da direita.

  13. Como disse ontem, só tomei

    Como disse ontem, só tomei conhecimento da existência da moça pelos blogues. Mas logo ela estará fazendo o circuto das celebridades instantâneas, cuja parada final é  cair no esquecimento geral, inclusive de seus “apoiadores!.

  14. Sheherazade

    Alguém já falou que o melhor controle de mídia é o controle remoto. O diabo é quando estamos fugindo de um comentário fedorento de um âncora idiota e nos deparamos com outro ainda mais fétido, como é o caso do triste comentário dessa moça. Mesmo se fosse dado a ela a pena de copiar mil vezes o Estatuto da Criança e do Adolescente, não entenderia nada. Continuaria com a mesma opinião, pois  esse tipo de estrago é feito lá na infância e nem mil e uma noites de análise consegue reverter.

  15.  
    Se isso é pedido de

     

    Se isso é pedido de desculpa, minha avó é bicicleta.

    Nesse país a lei só vale para os pobres.

  16. O MP tem que denunciar mesmo,

    O MP tem que denunciar mesmo, feriu vários direitos previstos no ECA, e mais, caluniou o rapaz, é o tribunal da mídia, não precisa de provas nem nada pra sair chamando um menor de “marginalzinho”.

  17. Você com revólver na mão é um bicho feroz.

    Prezados e prezadas,

    Infelizmente, por mais bizarra que a manifestação da porcalista pareça, é óbvio que ela não está só.

    O mais cretino na sua fala é a tentativa de justificativa pela tese da “autodefesa social”.

    É claro que não é a “ausência” de polícia ou falência de segurança pública que levam as pessoas a praticarem tais barbaridades, mas sim a repetição ou legitimação de um modelo estatal, onde se copia os gestos e costumes das políticas oficiais de policiamento.

    Uma espécie de expansão terceirizada, com o mesmo viés de classe e de cor.

    Como sempre, estas falanges regulares ou temporárias sempre se movimentam contra os setores mais “frágeis” e rastaqueras da marginalidade.

    Seria bom ver esta “coragem cívica” atacando o pessoal que explode terminais de auto-atendimento bancário ou que assaltam carros de transportes de valores.

    Saudações.

      • Os delírios do almeida.

        Desprezado Almeida,

        Creio que você anda negligenciando seus medicamentos.

        No trecho extraído do post sobre a professora e o rapaz do aeroporto e neste há uma linha tênue, imperceptível para pessoas como você.

        Nossa lei prevê e permite a autodefesa, e inclusive a possibilidade de atenuar o apenamento quando há injusta provocação(ver caso do artigo 12, § 1º, por exemplo, onde temos o homicídio privilegiado).

        Uma porcalista que defende uma ação de extermínio, e a possibilidade de uma pessoa gravemente ofendida em sua moral e decoro, em razão de sua suposta origem ou condição econômica, ou aparência, são instâncias totalmente distintas, e no caso dele, se houvesse uma retaliação pessoal, ainda que violenta (como acontece, e se fosse meu caso a professora já estaria sem os dentes), seria plenamente justificável.

        Só tolos poderiam tomar os dois casos para cobrar algum tipo de conduta de quem quer que fosse.

        Não é surpreendente que seja você o tolo, que aliás, só mantém seus dentes no lugar por causa do anonimato.

        Como diz Marcelo D2 em uma de suas músicas:

        “(…)respeito é bom e mantém os dentes no lugar”.

    • Vamos aguardar…

      caro Obelix, desconfio que essa apresentadora será candidata à algum cargo eletivo nas próximas eleições.

      Parabéns por suas/seus postagens/comentários.

  18. Essas criaturinhas estão se

    Essas criaturinhas estão se achando donos da verdade,  do mundo só porque “trabalham” em tv. Imagino o deus que ele pede ajuda. Por que essas criaturinhas sempre usam deus nas suas barbáries? Que diabo de deus é esse? Deve ser aquele deus criado pelos papais humanos que necessitam da injustiça social para se sentirem poderosos. Gente: o que que há com os valores ético, humanos? Foram pro saco? E, os que não são violentos, não incentivam a violência, lutam pela justiça social, são, noite e dia, dia e noite,  perseguidos pela máfia e deusática mídia. Tá tudo errado! Essa mulher deveria pagar pela barbaridade cometida apenas pelo próprio ego. Há que ter limite! Democracia é limite e essas criaturinhas estão invadindo espaços que não lhes pertecem, que é meu, que é nosso!!!!!

  19. O comentário não foi infeliz,

    O comentário não foi infeliz, ela pensa exatamente como falou.

    Mas essa garota não é o problema.

    O problema é o Diretor de Jornalismo da emissora, já que é o responsável pela área. 

    E acima dele, do dono. o Sr. Silvio Santos. 

    Ele exerce o mesmo papel dos Marinho, Saad, Civita, Mesquita e etc.

    Mas ninguém o leva muito a sério não é mesmo?

    Vejam quem ele está contratando para a sua emissora. E quem ele já tem lá. 

    Não é muito diferente da Veja…

  20. Pessoas como Raquel

    Pessoas como Raquel felizmente estão em extinção, ela é um dos últimos  suspiros

    desse tipo “fascista macio”. Agora: Silvio Santos, mande a moça fazer serviço   de

    rua.

    • Obrigado

      As vezes eu questiono a inteligencia e moral do leonidas e me sinto mal por tê-lo feito. Não é correto ofender a ninguem por suas idéias.

      Mas as vezes ele mostra que, no fundo, eu tinha razão, ah… tinha.

      Obrigado, leonidas.

    • DO FUNDO DA INFÂNCIA

      Na infância convivi com um garoto que quando calçava sapatos novos e ninguém reparava, desferia chutes nas canelas dos outros garotos para que notassem.

      Nem sei por que resolvi escrever sobre isso, aqui, principalmente sabendo que passou a vida, e continua, a “chutar canelas” adultas por aí.   

  21. Bonitinha, mas ordinária.

    Essa moça é muito esperta. Ela desviou toda a bronca contra a jornalista Cilene.

    Novamente ela incitou a turba para fazer justiça. Agora os malucos estão ameaçando a mulher de morte.

  22. ainda bem que não defendeu a volta do esquadrão da morte

    mas, e como na na maioria das vezes em que procuram se justificar as palavras e pensamentos levam ao ato, é como se tivesse defendido

  23. Dúvida

    Se o rapaz nú e acorrentado no poste fosse um coitadinho loiro de olhos verdes do Leblon e estudante da Puc, que teria sido flagrado financiando o tráfico (ou seja, fumando maconha, e maconheiro tem que apanhar porque aprendemos isto em “Tropa de Elite 1), qual seria a reação da nobre apresentadora?

  24. Não tem como denunciar o

    Não tem como denunciar o ministro Paulo Bernardo por não tomar as devidas providências?

    • Ele não toma providência

      Ele não toma providência alguma que possa conflitar com os interesses da grande mídia. É um vassalo, um inútil, um vaidoso cuja grande obra foi aparecer nas páginas marrons da Veja como “petista catequisado”.

  25. E frequentemente aparece na

    E frequentemente aparece na minha Timeline do facebook algum vídeio dessa mocinha acompanhado da descrição “essa tem coragem”. Por mais que eu bloqueie a pessoa que compartilhou, algum outro algué, manda de novo…e como disseram aqui, a “coragem” da moçoila é sempre tentar chutar um cachorro em coma. 

    Coragem, Sherazade, seria entrar ao vivo e falar:

    GLOBO, MOSTRA O DARF!!!!!

  26. Eu estava evitando de

    Eu estava evitando de conhecer essa tal nova estrela do Tea Party brasileiro, porque é tudo que o Silvio espera, polêmica para gerar audiência. Mas aí o Nassif postou a moça aqui. Daí constatei a incrível sememlhança com as neocons do pig dos Estates. O seriado Newsroom que acabei de assistir mostra um monte delas.

    Isso aí que passou no SBT é um pedido de desculpa? Não vi nada sequer parecido com isso. A moça reiterou sua opinião. Os “homens de bem” podem constituir milicias para “combater’ os “marginaizinhos”, todos pretos e pobres, claro. Para isso ela desinforma a população ao afirmar que a Cosntiuição permite que se faça justiça com as prórprias mãos. O que?!

    O cidadão só pode dar voz de prisão a alguém se este for pego em flagrante delito. Mesmo assim com a presença de testemunhas e imediatemente chamar uma autoridade policial. 

  27. As pessoas confundem,

    As pessoas confundem, distorcem os fatos e não compreendem a real situação.

    Só as pessoas que sofrem cotidianamente com a violência, que foram assaltadas, que teve um parente morto ou sofreram sequestro entenderam a mensagem de Rachel Sheherazade.  Aqueles defendem numa política social sem violência, que recupere jovens sem oportunidade de lazer, trabalho, educação de qualidade e reféns da marginalidade, acharam absurda a declaração da jornalista.

    De fato, ninguém está certo, e muito menos errado.

    Uma coisa é dizer que a violência chegou num ponto que chega a ser compreensível a atitude da população em agir com violência. Outra coisa é com isso incentivar a violência.

    Uma coisa é postar um vídeo de 1988 dizendo a opinião do dono da emissora falando da política do jornalismo. Outra coisa é saber que a mesma emissora de TV sempre buscou o entertenimento como carro chefe de sua programação, e certamente não seguirá essa “política de jornalismo” ao pé da letra. Contrataram a jornalista paraibana porque ela é um sucesso, independente da opinião pessoal de Silvio Santos ou da direção de jornalismo do SBT, se ela continuar dando audiência e gerando comentários na internet, ela continuará.

    Querem ferrar com Sheherazade? Não assita o SBT, e muito menos vejam seus vídeos na internet!

     

     

  28. E vai ficar assim?

    Esta garota cometeu um crime. Fazer apologia de crime é crime. Combater leis que protegem aos jovens e tipifica crimes, como esse, contra eles, é crime. E foi para um grande público. E não volta atrás. E vai ficar assim. A Justiça vai desconhecer?L

  29. Datena e seus iguais, são

    Datena e seus iguais, são grandes representantes(na verdade, lambe sacos) da elite conservadora e covarde. Ficam berrando contra o povo e fingem que estão defendendo esse povo. Falam tantas barbaridades, mostram pessoas pobres (e só elas) em seus programas podres, tripudiando  o ser humano(claro, sempre o pobre). Esses senhores, incentivadores da violência, já fizeram isso com algum bandido rico? Não, pelo que sei, Não teriam coragem e nem estão preocupados com bandidos ricos(eles não teriam coragem de berrar com esses). Eles querem mostrar que todo pobre é marginal e fazer com que o pobre se sinta assim, apenas um marginal.São contratados para berrar, vomitar violência nos lares brasileiros. Gente: to com tanto nojo dessas pessoas, porque sinto que não há um órgão (oab, mp  e as demais tralhas) com capacidade, com independência, com dignidade para “cortar” a língua desses linguarudos doentios. Como podemos fazer essas criaturas, que se acham, terem limites? Mostrar a eles que ralé são eles e não o povo do qual tripudiam.

  30. Caráter
    Concordo quando falam que a cherazeda é preconceituosa.
    Uma mocinha que nada lhe faltou para alimentar sua autoestima e vaidade. É uma continuação preconceituosa de sua família, vem de berço esse receio, a mesquinharia e todo preconceito de classe e cor.
    Uma lixo de gente cuja a realidade em que vive é baseado em fatos parciais e programação do PIG. Essa representa a extrema direita.

  31. Esta mulher é ridícula.Se ele

    Esta mulher é ridícula.Se ele é do bem como diz,eu faço questão de ser do mal.

  32. jornais atuais

    Tenho saudades da época em que os jornais( principalmente os televisivos ) se limitavam a informar de maneira ética e sem subestimar nossa inteligência, o que vemos hoje é a constatação de uma mentalidade alienada e tenho medo desse legado.

  33. Tempestade em copo d’agua

    É incrível.  Apoiamos sempre os marginais.  Então penso: quem vai defender o cidadão normal? O bandido tem plena segurança para cometer suas barbaridades, ela é dada pelo estado e garantida pela sociedade.  Tanto faz, o do colarinho branco como o ladrão de galinha.  Será apologia a violência?! Para quem foi vitíma de um marginal não, para quem nunca foi, pimenta no olhos dos outros é refresco. Vai seguir assim, o marginal estrupando, matando, roubando e exercendo o seu direito humano, já a vitima lhe restará a dor porque o marginal não ficará para cumprir a lei.

  34. Opinião e avaliação do caso

    Fico muito feliz em saber que existe ao menos uma emissora no país que dá liberdade de expressão aos seus jornalistas e apresentadores, pois, as demais estão mais preocupadas em beneficiar o governo e não querem perder a grande ajuda que vinda do mesmo.

    Claro que Rachel exagerou um pouco nas suas palavras mas fico pensando o qual difícil deve ser apresentar todos os dias reportagens de um governo omisso que se aproveita de um povo leigo e indefeso. Para aqueles que estão conformados e não lutam pelos seus direitos com certeza devem estar contra ela, mas aqueles que tem acesso a educação sabem bem que falar faz sim a diferença e que incomoda em muito os interesses do “ofendidos”.

  35. Babaquice

    Se tiver a coragem de publicar, sr. Nassif… até agora não entendi o que a jornalista fez de errado. Ela defendeu o direito de as pessoas prenderem um cidadão marginal, que cometia furtos pela região, que tinha passagem pela polícia, mas que estava solto, cometendo seus delitos. Quer dizer então que se um bandido invadir sua propriedade e o sr. tiver portando uma arma, o sr. não deverá atirar, mas deverá permitir que o bandido roube sua casa, humilhe seus familiares e os violentem?! O sr. permitiria que um bandido batesse em seu rosto, estando o sr. em vantagem? Em primeiro lugar, por que aquele jovem “coitadinho”, rapaz educado e de família, não estava em casa dormindo com seus familiares? Por acaso ele foi raptado e amarrado a um poste? Infeliz é o seu texto, sr. Nassif. Mais infelizes ainda são esses tais “defensores dos direitos humanos”, que defendem o maconheiro, o estuprador, o assassino e promovem o terror ao cidadão de bem, que trabalha e sustenta esse país.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome