Senado faz homenagem à JN da Globo: “imprensa livre e imparcial”, disse senador

"Mais do que nunca um veículo com a credibilidade e isenção como o Jornal Nacional é cada vez mais importante na nossa sociedade", disse presidente do Senado

João Roberto Marinho na sessão solene do Senado - Foto: Agência Senado

Jornal GGN – João Roberto Marinho, do Grupo Globo, e o vice-presidente de relações institucionais da rede Globo, Paulo Tonet Camargo, estiveram presentes em uma sessão solene do Senado Federal, nesta sexta-feira (13), preparada especialmente para homenagear os 50 anos do Jornal Nacional.

O próprio presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidiu a sessão solene. É a segunda homenagem de parlamentares brasileiros ao jornal da TV Globo. Porque a Câmara dos Deputados também já havia feito uma comemoração 10 dias atrás.

Em seu discurso, Alcolumbre falou em “imprensa livre e imparcial” ao mencionar o Jornal Nacional e completou: “um Congresso Nacional forte e independente e uma imprensa livre são sinônimos de uma democracia cada vez mais sólida e estável”.

Na homenagem, o senador disse ainda que o jornal da rede globo teve papel importante para “integrar” as famílias brasileiras. E também elogiou a maior emissora de televisão, dizendo que ela tem “credibilidade” e “isenção”. “Mais do que nunca um veículo com a credibilidade e isenção como o Jornal Nacional é cada vez mais importante na nossa sociedade”, afirmou, ao mencionar as Fake News.

Acompanhe a homenagem:

O GGN prepara uma série de vídeos que explica a influência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto? Clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  NSC extingue seus jornais e encolhe mais ainda o mercado, por Rogério Christofoletti

8 comentários

  1. A própria globo reconheceu sua conivência com os crimes da ditadura num mea culpa parcial.
    Um bando de imbecis compõe o senado brasileiro.

  2. Onde estava a oposição que não fez uso da palavra para desmistificar o discurso em favor das Organizações Globo? Escondida?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome