Dia Nacional de Luta contra as Reformas de Temer paralisa o país

Trabalhadores pedem justiça nas ruas de Brasília! Foto: Mídia NINJA
 
Jornal GGN – Manifestações por todo o país nesta quarta-feira (15)., com a paralização de ônibus e transportes públicos, deixam claro o recado: não à Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista e pela saída de Michel Temer da Presidência da República.
 
Convocados por sindicados, incluindo as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, ligadas à Central Única dos Trabalhadores (CUT), e movimentos sociais como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), os atos são realizados em cidades de todo o Brasil na manhã e tarde de hoje.
 
Logo no início do dia, cerca de 1.500 pessoas ligadas a movimentos rurais ocuparam o Ministério da Fazenda, em Brasília, no protesto contra a reforma da Previdência, que está sendo analisada pela Câmara dos Deputados.
 
Nessa madrugada as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo ocuparam o Ministério da Fazenda. Foto: Leonardo Milano
 
O prédio do Ministério da Fazenda em Brasília foi ocupado - Foto: Mídia NINJA
 
São Paulo
 
São Paulo amanheceu já sem os trens do metrô e com quase toda a frota de ônibus paralisada. Também ocorreu bloqueios no trânsito pelas manifestações pelas ruas. Com receio das consequências, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) já havia obrigado o funcionamento pleno do metrô em horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e de 70% nos demais horários, com o descumprimento implicando uma multa de R$ 100 mil por dia.
 
O transporte voltou a funcionar parcialmente, mas o suficiente para gerar o recorde de lentidão do trânsito no período da manhã na capital paulista.
 
 
Além da falta de metrô e ônibus, manifestantes bloquearam a passagem de veículos no viaduto Dona Paulina, no centro da cidade, na Ponte Santos Dias da Silva e avenida Teotônio Vilela, na zona sul e na rua Alvarenga, no sudoeste. Ainda nas rodovias, a Presidente Dutra foi fechada para a passagem de veículos na altura de Guarulhos, e também a Raposo Tavares, na altura do quilômetro 17.
 
ABC Paulista
 
No ABC paulista, os metalúrgicos decidiram paralisar também as montadoras. Em São Bernardo, a fábrica da Volkswagen ficará sem atividades por 24 horas em protesto contra a Reforma da Previdência. 
 
“O empenho de todas as categorias nesse dia de mobilização está muito forte. Os motoristas pararam já de madrugada. Sem ônibus, fizemos uma assembleia com os cerca de 600 trabalhadores que chegaram de carro e optamos por cancelar a caminhada e manter a fábrica parada por todo o dia”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques.
 
“Enquanto o governo insistir nessa reforma, vamos continuar realizando nossas mobilizações. Estaremos na rua em defesa dos nossos direitos”, completou o sindicalista.
 
Salvador
 
O Dia Nacional de Luta Contra as Reformas da Previdência e Trabalhista contou com a adesão de Salvador, com cerca de 9 mil manifestantes protestando pelas ruas da cidade, incluindo bancários, professores e outros ativistas. 
 
“Não vamos permitir que milhões de trabalhadores e trabalhadoras sejam prejudicados com essa reforma porque o povo não foi consultado. Nós não vamos aceitar que essa reforma seja aprovada, porque é um retrocesso para o país”, disse o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Bahia, Cedro Silva.
 
As principais vias de Salvador estão paradas pelos trabalhadores e trabalhadoras contra a reforma da Previdência. Foto:Bruno D'Almeida
 
“Esta luta é coletiva e solidária, do povo brasileiro contra esse governo que quer retirar os direitos dos trabalhadores. Não aceitaremos isso. A nossa luta vai continuar. Vamos realizar atos públicos nos próximos dias até derrotar essa proposta. Hoje, a educação parou completamente na Bahia tanto escolas privadas quanto as públicas”, afirmou a diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB Sindicato), Elza Melo.
 
O cenário se repetiu nas capitais do país. Acompanhe, a seguir, algumas fotografias e vídeos produzidos pela Mídia Ninja:
 
Belo Horizonte:
 
O dia amanheceu quente na região metropolitana de Belo Horizonte. Trabalhadores do MAB e Sindpetro fecharam a BR 381 na altura da Refinaria Gabriel Passos. Foto: Mídia NINJA
 

Minas Gerais:

Leia também:  Bar vende cerveja e oferece aulas, por Jorge Henrique Bastos

São Paulo:

Garagem de ônibus do Tatuapé em SP, todos parados

Paraná:

Na Refinaria Getúlio Vargas, da Petrobras, em Araucária (PR), os trabalhadores também se organizaram e tomam as ruas contra previdência. Foto: Francisco Proner / Mídia NINJA

Os professores de Curitiba amanheceram nas ruas defendendo a aposentadoria e em greve geral! Foto: Francisco Proner / Mídia NINJA

Em Maringá (PR) as ruas já estão tomadas em um grande ato contra a reforma da previdência.

Rio de Janeiro:

BR 365, na altura de Martins Lage, que dá acesso ao Porto do Açu em Campos dos Goytacasses (RJ) fechada nos dois sentidos. Foto: Rafael Caliari

Recife:

Em Recife, no bairro Jardim São Paulo, a BR 101 também foi bloqueada.

Ceará:

Ceará em greve geral contra a reforma da Previdência Foto: Evilazio Bezerra / Mídia NINJA

Pernambuco:

Essa fumaça vem da paralisação da BR101, em Pernambuco. Viva os trabalhadores e trabalhadoras!

Belém:

Fortaleza:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. A solução para o Brasil passa

    A solução para o Brasil passa por levar à cadeia (façamos uma por nós mesmo): familias marinho, saad, dos bispos da record, frias, sirotsky, sarney, setubal, civita, mesquita, ainda, aécio, alckmin, temer, padilha, moreira, bornhausen, maia, calheiros, kassab, serra, aloisio, skaf, mendonça, anastasia, só para começar.

    • Não basta banir esses

      Não basta banir esses traidores da pátria. Essa gente tem que ser banida do Brasil para aprender a trabalhar e ser capitalista lá fora. Aqui nos enfiam o Estado mínimo para poderem se locupletar com o Estado máximo que defendem pra eles.

      Golpistas, corruptos e traidores da pátria é o que são.

  2. O dia do fim

    O dia nacional é da luta, da virada, da reação, do dizer não, do fim da nossa paciência, do grito de basta, do último aviso, do início da expulsão dos golpistas usurpadores e da caça aos canalhas, canalhas e canalhas.

  3. Fiquei rindo sozinho

    Foi muito engraçado ontem onde trabalho, na véspera da greve.

    Meus colegas (praticamente todos anti-PT) se perguntavam: “Mas por que o UOL não deu nada? Não saiu nada na Folha? A Globo é contra a greve?”

    Fiquei rindo sozinho…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome