Médicos fazem panelaço contra contratação de estrangeiros

Jornal GGN – As entidades representativas da classe médica organizaram uma manifestação nacional para esta quarta-feira (3). O protesto, segundo as entidades, é contra a decisão do governo federal de trazer médicos do exterior para trabalharem no Sistema Único de Saúde (SUS).

As entidades que convocaram a marcha são: a Associação Paulista de Medicina, o Conselho Regional de Medicina e o Sindicato dos Médicos. A Associação Médica Brasileira informou que está prestando apoio ao evento, mas que não participou da organização.

A concentração em São Paulo será às 16h na sede da entidade, na Rua São Carlos do Pinhal (região central de SP). De lá, o grupo seguirá com um panelaço até o escritório da Presidência da República, na região da Avenida Paulista.

O ministro Alexandre Padilha (Saúde) afirmou, na última segunda-feira (1), que para fixar médicos estrangeiros e brasileiros no interior do país e nas periferias o governo vai pagar um salário de R$ 10 mil. A expectativa é que o programa de atração de médicos, anunciado pela presidenta Dilma Rousseff, seja lançado na próxima semana.

Segundo os médicos, o problema de falta de profissionais da saúde em áreas remotas do país ocorre por falta de investimentos do governo federal. Eles defendem a implementação de um plano de carreira federal para a categoria.

 

1 comentário

  1. Salário mínimo de R$7000

    É claro que falta muita coisa. Mas a classe médica reclama não pela qualidade, mas pelo medo se perder o status de semi-deuses, que podem ter um salário mínimo de R$7000 e ainda achar pouco…. É estudaram, etc, etc… Não acredito nessa onda de altruismo dos médicos. Os médicos do Brasil não são tão bons assim e eu terei prazer em ser atendido por um médico estrangeiro.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome