Petroleiros não se intimidam com decisão do TST e mantêm greve

 

da FUP

Petroleiros não se intimidam com decisão do TST e mantêm greve

Ao tomar conhecimento pela imprensa, na noite desta terça-feira, 29, da decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que declarou ilegal a greve dos petroleiros, o coordenador geral da FUP, José Maria Rangel, afirmou que a categoria não se intimidará e que a greve está mantida. “A justiça do trabalho está agindo como a justiça do capital. Esse é o papel que ela tem cumprido ao longo dos últimos anos”, declarou o líder petroleiro, diante dos movimentos sociais e sindicais que participaram de uma plenária unificada das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, na sede da CUT do Rio de Janeiro.

José Maria Rangel criticou o TST por ter tomado uma posição sem ouvir o lado dos trabalhadores. “O principal ponto que eles colocam é o fato da greve ser política. A primeira coisa que os ministros do TST tinham que se perguntar é como que eles chegaram ao Tribunal. Foi através de indicação política. O fim da Justiça do Trabalho, imposta pelo golpe, também é uma decisão política. O fato de Pedro Parente está destruindo a Petrobrás é uma decisão política. Tudo em nossa vida gira em torno da política”, ressaltou o coordenador da FUP.

“Eles queriam que a gente visse o desmonte que a Petrobrás está sofrendo e morrêssemos igual carneiro, com as lágrimas escorrendo? Nós não vamos fazer isso”, declarou, afirmando que os juízes do TST não vão intimidar os petroleiros.

Leia também:  Perseguição Bolsonarista aos Movimentos Antifascistas, por Gilliam Ur Rehman

“Nós sabemos o que está em jogo neste país. Nós não vamos ter que impedir os petroleiros de entrarem para trabalhar porque eles não vão trabalhar, pois sabem o que está acontecendo dentro da Petrobrás. Eles sabem que está em curso um processo de entrega do patrimônio público”, explicou José Maria, ao comentar as multas diárias de R$ 500 mil que o TST determinou, por cada medida de paralisação que os sindicatos realizarem, inclusive piquetes.

A greve dos petroleiros começa nacionalmente nas bases da FUP, a partir do primeiro minuto desta quarta-feira, 30.

Acompanhe minuto a minuto a greve dos petroleiros, acessando o Radar FUP: http://www.radarfup.com.br/minuto-a-minuto/

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Greve mais do que

    Greve mais do que justificada. Apoio incondicional aos petroleiros. O sistema judiciário virou uma extensão do império.

  2. se é assimmm…..

    O Parente  não  tá  manipulando  pra entregar nosso  petróleo  a  preço  de banana  pros  gringos???
    Então,  aqui  está  o  contra-ataque  nacionalista :

    1- Vamos sabotar  de  todo  quanto  é  jeito os  preços  das  ações na  bolsa  de NY  instaurando  o  controle  de preços  soberano  [somos  maioria  dos  acionistas ] …

    2- Jogando  as  regras  do  jogo  que  eles  criaram,  vamos  usar  a  grana  das  nossas  reservas  [~  400 bi ]  para  recomprar a  totalidade  das  ações  que  deverão  estar  custando  no  máximo US 5,  na  época …

    SIMPLES  ASSIM …

    3-  Não  esquecendo  é  claro,  de  doar  passagens  de  ida  e  sem  volta  para o Parente  e  seu  padrinho….Serra fdp;;;;;

     

  3. Companheiro Zé Maria!

    Saudações.

    Tem a liderança no DNA, e vem de família com “pedigree” na região de Campos dos Goytacazes, nascido e parido nas lutas de seu irmão, Antônio Carlos Rangel (com quem tive muitas “brigas”), vereador único do PT por muito tempo de uma cidade dominada pelo garotismo, mas alcançou, como se vê, brilho próprio!

    Sei irmão “Cacau”(como chamamos o Antonio Carlos) foi um dos artífices da lei dos royalties.

    Zé é candidato a deputado federal (pelo PT), e se não fosse o tempo curto, talvez se consolidasse como a liderança nacional que precisamos!

    É cria da Articulação Sindical, um baita quadro, mas que coloca as mãos na massa.

    Mas quem sabe, vai que a greve dos petroleiros cumpre seu papel?

    O grande entrave é que a Petrobrás hoje está corroída pelas terecirizações, que diminuem o potencial de mobilização (aliás, ese processo não foi só para ganhar dinheiro, mas para esvaziar o Sindpetro pelo país).

     

    Se eu fosse votar em alguém em 2018 (nunca mais voto em ninguém depois do golpe), votaria nele.

    Pena que é botafoguense.

     

  4. Sindicalistas e petroleiros irresponsáveis

    Todo sindicalista tem o sonho de se tornar um lider como Lula. São apenas irresponsáveis aproveitando a onda e vendendo seu peixe. A “parada” dos caminhoneiros tem pouco a ver com a Petrobras. O aviltamento dos fretes se deve ao excesso de caminhões. Prato cheio para as transportadoras que exploram a mão de obra. No entorno da minha casa tem umas 20 pizzarias. Todo mundo matando cachorro a grito. Deveriam pedir isenção de impostos sobre a farinha, o presunto e a muçarela? Oferta e demanda são leis da economia e o problema é do empreendor e não do Governo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome