População impede que Lula saia do Sindicato para se entregar à PF

Jornal GGN – População cerca o prédio do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo, impedindo que Lula saia para se entregar à Polícia Federal e depois ao juiz singular. Uma massa impede a saída dos carros pelos portões. Alguns sentam no chão, fazendo uma barreira humana. Os gritos são de Fora Rede Globo e Greve Geral Já!.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Voto decisivo para Lula, Celso de Mello já declarou Moro suspeito no passado

11 comentários

  1. Os tatps estão autorizados a botar o guizo no gato Lula

    Os Ratos estão autorizados a botar o guizo no gato, a fim de que continuem roubando despreocupadamente.

    E você, Lula, conforme combinado, está intimado a se entregar, para evitar maior derramemtno de sangue dos pobres.Eles não estão nem aí prá violencia, affinal não é o sangue deles que vai ser derramado.

    Natty, wake up and make breakfast

    • Band news tambem inclusive

      Band news tambem inclusive incitando o secretário de seguranca contra lula ao perguntar se a culpa n era dele de jornalistas tereem sido agresidos por conta do discurso. Corja de facistas voltamos a 68.

  2. Irmãos, deixem o Lula se entregar, por favor

    Irmãos, deixem o Lula se entregar por favor. Será bom para ele, melhor para nós e pior para os Ratos

    Bete Balanço

  3. Como permitir que Lula se

    Como permitir que Lula se entregue aqueles psicopatas que faziam tiro ao alvo com a imagem da Dilma?

    eusoulula

     

  4. QUANDO A INJUSTIÇA SE TORNA LEI… A REBELIÃO TORNA-SE UM DEVER”.

     

     

     

          JUSTIÇA FASCHISTA 15 x LULAl

     

    POR QUE VOCES TEM ESPERANÇAS ????

     

    QUANDO A INJUSTIÇA SE TORNA LEI… A REBELIÃO TORNA-SE UM DEVER”.

    QUANDO A INJUSTIÇA SE TORNA LEI…A REBELIÃO TORNA-SE UM DEVER”.

     

    HORA É: POVO NAS RUAS.

     A

    O ESTADO MODERNO É SIMPLESMENTE UMA INSTITUIÇÃO CRIMINOSA

    “QUE DEU “CERTO”.

              A prova inequívoca da veracidade desse pensamento é o desfecho do golpe institucional, sofrido por um governo legítimo e democrático, referendado pela justiça cega, parlamento corrupto e pela mídia aristocrática. A quadrilha do Jaburu,tomou o pais de assalto, em um golpe sorrateiro, com o apoio das instituições criminalizadas e da imprensa aristocrática tradicionalmente golpista. Atentou contra a democracia ,desrespeitou-se a opção referendada nas urnas por 54 milhões cidadãos brasileiros, que votaram  em um projeto de governo e foram subestimados pela iniciativa de 360 deputados 61 senadores, majoritariamente investigados e denunciados em atos generalizados de corrupção.

             Equivocaram-se, acreditaram na ingênua possibilidade da renúncia da Presidente eleita Dilma. Historicamente mal acostumados, quebraram a cara. Esqueceram que a dona é que nem vara verde, enverga mas não quebra. Grande exemplo de liderança feminina a ser  seguida, incondicionalmente, por todos nós.

              Cabe aqui salientar que, aqui no nosso Brasil, golpe institucional é meramente uma trágica tradição. Com 500 anos de existência, 120 anos de independência enquanto pais, nossa República da Bananada, nossa adolescente democracia, tem apenas 50 anos, sendo porem, constantemente interrompida por sucessivos golpes institucional de estado. Tais fatos, possivelmente nòs ajude a compreender o motivo, pelo qual, sejamos de fato uma economia pujante, (9º maior PIB), ao passo de determos o vergonhoso Índice de desenvolvimento Humano (62o IDH), do nosso planeta. Em se tratando da América Latina ficamos em situação confortável somente quando comparado à Venezuela.

              Mas por que devemos nòs permitir ser governado pela Quadrilha do Jaburu, por um governo ilegítimo, cujo vice- presidente, sem aprovação popular, rotineiramente se esconde do povo, se borra com poucas vaias ?. Por que acreditar na capacidade técnica e política de um governo usurpador, formado por um ministério com 13 notáveis ministros denunciados em inquéritos da Lava Jato.?. Por que permitir que a conta da roubalheira patrocinado por esses “notáveis” corruptos recaiam sobre o bolso do humilde trabalhador??.

              Difícil entender  como o cidadão brasileiro é capaz de matar  par subtrair um simples aparelho  celular do seu próximo, é capaz de se armar-se  até os dentes para traficar drogas, mas é incapaz de armar-se politicamente par defender-se de um ESTADO CRIMINOSO DE DIREITO.  A Quadrilha do Jaburu tomou o Brasil de assalto e agora já não sabem exatamente o que fazer. A economia se dissolve, a sociedade se marginaliza. O jogo de improviso é a regra. A ordem por hora é o caus. notavelmente estabelecido.

              Mas o barulho dos indignados e mais forte que o silêncio dos omissos. Em respeito e reconhecimento a todos aqueles que deram suas vidas pela DEMOCRACIA, à dor dos familiares, que não tiveram a oportunidade de enterrar os corpos  dos seus filhos, vitimados pelo GOLPE MILITAR, mas sobretudo por um compromisso maior, por um futuro mais digno para os nossos filhos, devemos sim fechar esse trágico livro e escrever uma nova história. Os novos versos a serem escritos propõem ao povo ocuparem as ruas, em forma de manifestações, sem pedir licença e autorização a nenhuma instituição criminosa que representa o aparelho de segurança desse estado criminoso. Afinal de contas é um direito absolutamente constitucional e como tal, está a disposição para ser exercido por todo e quaisquer cidadão minimamente consciente.

              Caso a aventura evolua para a segunda fase do golpe jurídico-parlamentar e este venha a se concretizar, tornando o Presidente Lula um preso político, ou que tenha seus direitos políticos cassado pela justiça politizada, esse seguramente será tratado como herói. A partir desse momento o AI-5, sob uma nova configuração do golpe institucional jurídico-parlamentar estará instaurado. Sendo assim esgotará toda possibilidade de discursão pela vias políticas, dando assim margens para que todo tipo de revolta e indignação ocupem os espaços públicos e privados. Novas formas de instrumentação e intervenção política, aconvencionais seguramente surgirão e serão aplicadas, seguindo a receita das medidas amplamente adotadas e aplicadas pela resistência ao golpe militar instaurado no nosso pais, em passado recente.

              Quanto a repressão, não devemos nos preocupar, a história da humanidade resume-se aos conflitos de classes sociais. Fazer oposição política a um governo ilegítimo, usurpador, como todos sabem, é uma tarefa bem mais fácil do que governar. As eventuais seqüelas provocadas pela máquina estatal de repressão, a despeito das que já veem sendo utilizadas, ficarão mais uma vez registradas nos autos da história da Republica da Bananada e dessa forma deverão ser objeto de preocupação daqueles que as praticam. Que o Estado Criminoso recorra a todas elas. O tempo e a história lhes darão a avaliação e as credencias necessárias.

    “Quando a injustiça se torna lei… a rebelião torna-se um dever”.

     

    NÃO DEVER, NÃO TEMER!!!.

    Abraços, a todos que se permitem indignar-se

     

     

     

  5. Que fique registrado na
    Que fique registrado na História que o ministro que alguns gostam tanto de encher a bola não teve coragem para dar um HC de ofício diante da prisão ilegal. Falem mal de Gilmar Mendes, mas ele teve culhão pra ficar até meia noite pra libertar o banqueiro, tem a coragem que nenhum festejado do supreminho nunca terá. Digo isso com a tristeza que o momento exige.

  6. A história da Humanidade resume-se nas narrativas dos conflitos

    A história da Humanidade resume-se nas narrativas dos conflitos

              Algo fundamental que gostaria de colocar, seria  simplesmente o fato relevante de que, em um sistema Republicano que coaduna com Democracia, temos que o Poder Judiciário, ou melhor a “Justiça” é reconhecida como a última  trincheira do cidadão. Sobre a mesma deposita-se imensas esperanças sobre as eventuais reparações e perdas a tudo que eventualmente venha a ferir a dignidade da pessoa humana. Evidentemente que quando essa esperança é desprezada, novas formas de intervenção política aflora-se. Tivemos exemplos emblemáticos em nosso passado recente. Em função dos sucessivos Atos Institucionais, promulgado pelo governo militar por ocasião do Golpe Institucional em nosso Brasil, a esperança volatizou-se. Os meios de intervenção política que surgiu para ocupar o espaço rarefeito deixado, foi naturalmente a “Guerrilha Urbana“, a formação de grupos de Insurreição, o enfrentamento pelas armas, a exemplo dos combatentes do Araguaia, MIR entre outros.

              Talvez o principal mérito político do PT desde a sua fundação, foi ter como  doutrina o foco no embate político, como instrumento de intervenção social. Defendeu como ser desnecessária, o uso de armas, como instrumento de reparação. Diversos guerrilheiros após abandonarem suas armas, serem anistiados, aprenderam novas praticas de intervenção política, fundamentada no convencimento, no debate de idéias, na boa convivência com o contraditório, enfim, contribuiu na formação do embrião da nossa infante democracia. Na Europa diversos grupos armados foram dissolvidos, a partir do estabelecimento de governos progressistas com viés Socialista Fabiano, a exemplo da Irlanda , Espanha e Italia.

              Nesse sentido podemos entender que a judicialização da política, ou mesmo a politização da Justiça propicia o estabelecimento de um estado anárquico ou mesmo a criação de um estado paralelo, fundamentado na utilização das em técnicas de guerrilhas.

              Nesse sentido, aqui no Brasil, sobretudo nos dias atuais, é perfeitamente factível uma rápida transição na metodologia de atuação, política bastando simplesmente trocar a foice e o facão da “VIA CAMPESINA”  por um fuzil e baionetas.

     Quem viver virá

    A história da Humanidade resume-se nas narrativas dos conflitos entre classes sociais.

  7. Tinha umas 70 pessoas. Era só

    Tinha umas 70 pessoas. Era só pedir, como foi feito, que chegava em 2 minutos no carro da PF. Sorte não terem pedido a preventiva, que complicaria muito a situação de LULA.

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome