Prisão de Boulos “criminaliza a defesa dos direitos sociais”, diz Dilma

Jornal GGN – A ex-presidente Dilma Rousseff emitiu uma nota em solidariedade ao líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), Guilherme Boulos, que foi preso na manhã desta terça-feira (17) pela Polícia Militar de São Paulo, durante uma ação de reintegração de posse. Boulos, ao lado de outras pessoas, tentavam negociar uma saída pacífica para que 700 famílias desocupassem uma área reclamada pelo governo Alckmin em São Mateus, quando acabou sendo detido sob a acusação de obstrução de justiça, desobediência civil e incitação à violência contra policiais.

Para Dilma, a prisão de Boulos é “inaceitável”. “Os movimentos sociais devem ter garantidos a liberdade e os direitos sociais, claramente expressos na nossa Constituição cidadã, especialmente, o direito à livre manifestação. Prender Guilherme Boulos, quando defendia um desfecho favorável às famílias da Vila Colonial em São Paulo, evidencia um forte retrocesso. Mostra a opção por um caminho que fere nossa democracia e criminaliza a defesa dos direitos sociais do nosso povo”, disse a ex-presidente.

Para o cienista político e colunista do GGN Aldo Fornazieri, “é um absurdo e uma repressão aos movimentos sociais e suas lideranças. Isto faz parte deste triste momento de ataque à democracia brasileira, com um governo golpista e sem legitimidade. Os governos estaduais que apoiam esse governo, com a repressão policial, também atacam a democracia.”

Segundo relatos da Folha, Boulos afirmou que desde a participação em um protesto em frente a casa do presidente Michel Temer, em São Paulo, no ano passado, a polícia “estava de olho em mim”. A mesma informação consta nos portais da Mídia Ninja e Jornalistas Livres, que dizem que a PM admitiu ter horas de gravação de Boulos em protestos, o que indica claro monitoramento ao líder do MTST.

Leia também:  E se Lula ou Dilma fossem presidentes na crise de coronavírus?, por Gustavo Conde

Boulos está detido em uma delegacia, aguardando para prestar depoimento.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

  1. 2017 aponta para um tempo sombrio
    Realmente tempos de exceções
    Tô pasmo
    Desobediencia civil..ah tá…

    A policia do Alckimin diz q gravou muitos discursos dele contra o Temer

    As policiais estaduais fazendo o serviço sujo do traira

    O Alexandre Morais….pra nao queimar o filme da PF manda a PM estadual

  2. Prisão pra coxinha bater palma

    Acredito que o problema nem é o governo golpista, a violência da polícia ou criminalização de movimentos sociais. O problema maior é a BURRICE de parte da população.

    Exemplo: Em matéria de hoje no UOL, fala-se da fortuna dos 6 brasileiros mais ricos (dentre eles estão os donos da AMBEV e da Globo), que equivale à riqueza da metade mais pobre da população.

    Em qualquer país decente do mundo, essa desigualdade seria amplamente criticada, mas na república dos coxinhas, não. Pelo contrário. Se os senhores forem na área de comentários da reportagem, observarão pessoas (possivelmente pobres ou de classe-média) admirando a “competência” e o “trabalho” desses ricos. Alguns louvando o capitalismo por produzir milionários. Dizendo que quem trabalha muito fica rico (no estilo das reportagens motivacionais do Jornal Hoje). Tem gente até com dó dos ricos por eles pagarem muitos impostos (afff).

    Essas pessoas nem desconfiam que a Ambev recebeu vultuosos montantes do BNDES, e que a Globo recebe em torno de 500 milhões em propaganda do Governo Federal todos os anos.

    Ou seja o brasileiro (coxinha, classe-média, leitor do PIG) precisa urgentemente de uma injeção de inteligência.

  3. Ante-sala para a prisăo do Lula
    Ante-sala para a prisăo do Lula: para evitar lideranças promovendo mobilizaçoes populares ė evidente que a cúpula golpista prenderá também o Stedille, lider do MST…enquanto isso a Globo procura alguém do STF para fazer o papel de Castelo Branco…e depois dessa etapa, muita taca em quem resistir: essa zelite zelote bizarra de boba năo tem nada: só o risinho caipira do Alckimin…

  4. Isso é um aviso à “esquerda” que adora bater no PT.

    Prezados,

    A prisão, detenção, condução coercitiva (ou seja lá que termo eufemístico queiram os tucanalhas e assemelhados usar) de Guilherme Boulos, filósofo, articulista de jornal e líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) é pedra que cantei há muito tempo. Toda a máquina repressora do estado paulista trabalhava com o intento de prender Guilherme Boulos, pois numa época em que faltam líderes e na qual as manifestações contra as arbitrariedades de governos, contra a violência e repressão do Estado, contra os golpes de Estado, contra a cassação de direitos dos cidadãos, contra a exclusão social, o líder do MTST se  mostra um dos poucos bem articulados e capazes de falar diretamente ao povo, de forma simples, clara e objetiva.

    Notem os leitores que o outro movimento social de expressão, o MST, e suas principais lideranças (João Pedro Stédile, José Rainha e outros) são sistemàticamente perseguidos, há décadas. O nazimoraes ordenou a polícia civil invadir a Escola Florestan Fernandes, mantida pelo MST, ao arrepio da Lei, sem mandado judicial. A alegação da polícia foi de que uma mulher contra quem havia um mandado de prisão se encontrava naquela escola. Cascata! O que hoje ocupa o ministério da justiça, que até maio era SSP-SP, ordenou a invasão e a violência. A polícia invadiu a escola atirando para o alto e para o chão; um idoso com mal de Parkinson foi brutal e covardemente agredido, tendo duas costelas quebradas.

    A ação combinada entre o P2 do exército infiltrado num grupo de jovens que combinavam participar de uma manifestação contra o governo golpista, na Av. Paulista, e a PM-SP tem as 20 digitais do nazimoraes, hoje no ministério da justiça.

    Essa ação violenta e abusiva contra Guilherme Boulos tem o caráter preventivo, pois as forças reacionárias e golpistas que comandam a repressão já perceberam que se impedirem Lula de concorrer à presidência em 2018, Guilherme Boulos é a liderança popular capaz de falar diretamente aos mais pobres e excluídos, articular e propor um plano de governo com foco no desenvolvimento soberano e inclusivo e assim angariar apoio e votos. Os agentes do golpe, da repressão, do ultra neoliberalismo privatista e entreguista sabem que Ciro Gomes não passa de um falastrão e fanfarrão; é por isso que investem contra Guilherme Boulos, tentando criminalizá-lo, silenciá-lo ou no mínimo inviabilizá-lo para uma carreira política.

     Os agentes do golpe, da repressão, do ultra neoliberalismo privatista e entreguista sabem também que pessoas como Luciana Genro, Marina Silva, Rui Costa Pimenta ou qualquer outra que se diga de ‘esquerda’, mas que se ocupe sempre de malhar o PT e outros grupos que também se identificam com as idéias de Esquerda não têm qualquer viabilidade política. Aliás, esses ‘líderes’ que citei constituem exatamente aquela “esquerda” de que a direita tanto gosta, pois jamais serão capazes de vencer eleições em prefeituras e estados importantes, muito menos chegar à presidência da república.

    Os analfabetos políticos, os coxinhas, os nazifascistas devem estar vibrando com a detenção e Boulos. Mas os momentos de glória deles serão breves. O PIG nacional vibra e mancheteia a prisão do líder do MTST. Mas no âmbito internacional a repercussão será oposta, extremamente negativa, mostrando que o Estado Fascista de Exceção já em vigor no Brasil, após o golpe de Estado que derrubou a legítima Presidenta da República, caminha celermente para uma ditadura escancarada.

    Tão logo deixe a delegacia/prisão, Guilherme Boulos deve deixar a ‘zona de confôrto’ em que se manteve até agora, sendo apenas o líder e orientador de um movimento social que luta pelo direito à moradia daqueles socialmente excluídos. Boulos deve se filiar a um partido político de Esquerda e se colocar como candidato – ou ao governo de SP ou à presidência da república. Se ele pensava que os agentes do golpe, da repressão, do ultra neoliberalismo privatista e entreguista não o incomodariam se ele não estivesse à frente da disputa política, com essa investida violenta contra ele o recado deve ter ficado claro: ou ele se cala e  se acovarda ou se apresenta para a disputa política franca.

  5. BOULOS é o primeiro PRISIONEIRO POLÍTICO da nova fase do golpe.

    Se chamarmos de gatinho um Leão ele não se comportará como um bichano, ele rugirá e se estiver com fome nos comerá.

    Não podemos chamar BOULOS nos dias atuais como se começou a chamar, sinto muito que tanto um cientista social e mais grave a presidenta deposta da presidência da república lastimavelmente façam declarações como estas:

    – “é um absurdo e uma repressão aos movimentos sociais e suas lideranças. Isto faz parte deste triste momento de ataque à democracia brasileira, com um governo golpista e sem legitimidade….”

    ou

    “Os movimentos sociais devem ter garantidos a liberdade e os direitos sociais, claramente expressos na nossa Constituição cidadã, especialmente, o direito à livre manifestação. Prender Guilherme Boulos, quando defendia um desfecho favorável às famílias da Vila Colonial em São Paulo, evidencia um forte retrocesso…..”

    Nenhum dos dois disse que o Leão era um Leão e não um gato, pois se tivessem dito isto estariam dizendo o que realmente ocorre:

    BOULOS É CLARAMENTE O PRIMEIRO PRISIONEIRO POLÍTICO DA NOVA FASE DO GOLPE.

    Já era previsto por muitos que uma nova fase em breve iria se inaugurar no atual GOLPE, fase da perseguição política com a truculência características de golpistas.

    Temos que começar dar o nome certo as coisas, prisioneiro comum não se diferencia do prisioneiro político pela injustiça que muitas vezes atinge o primeiro e sempre atinge o segundo. Prisioneiro político não se distingue dos outros pelo crime que lhe é imputado, pois por mais truculenta que venha ser uma ditadura sempre haverá leis para punir os que são contra a ela, prisioneiro político é alguém que é preso por estar contra a um regime político estabelecido, geralmente ilegal, e não por estar contra uma lei.

    Não podemos sonhar que uma ditadura seja implantada com a edição de leis que vem escrito acima, Lei ditatorial nº1, ditaduras são implantadas usando os recursos legais existentes. O que diferencia um regime democrático com somente prisioneiros ditos comuns, não são as leis, mas sim a forma com elas são usadas.

    Chega de se citar os movimentos com a denominação de “MOVIMENTOS SOCIAIS”, no caso de um regime ilegítimo temos os “MOVIMENTOS DE RESISTÊNCIA” ou “MOVIMENTOS DE LUTAS” ou ainda “MOVIMENTOS DE CONTESTAÇÃO”, todos eles com as palavras “AO GOLPE” colocadas logo ao seu fim.

    Infelizmente os golpistas por verem que seu caráter CLEPTOCRATA estar ficando claro, passaram para a nova fase, a do encarceramento dos PRISIONEIROS POLÍTICOS, os mais jovens que não pensem que de um dia para o outro, criando-se instantaneamente LEIS DE EXCEÇÃO e colocando-as imediatamente em rigor que se começa um REGIME DE EXCEÇÃO.

    Não há uma bandeira clara que sinalize quando constitucionalidade dá origem a exceção e se houve algo semelhante foi quando a presidenta da república foi expulsa do seu cargo sem crime, após isto a constituição foi rasgada e com ajuda do JUDICIÁRIO criou-se um REGIME DE EXCEÇÃO.

    A presença do USURPADOR, e todas as leis que ele assinou, todos os ministros que ele nomeou, com todos os atos correlatos estão fora da lei. E exatamente por isto que criminalizar qualquer pessoa dos MOVIMENTOS DE RESISTÊNCIA AO GOLPE, não adianta sacudir a frente de todas leis existentes, pois a ilegalidade de quem as executa é que tornam Boulos prisioneiro POLÍTICO.

    Chega de mistificação, estamos esperando o que para declarar alguém como um prisioneiro político, uma lei que saia no seu cabeçalho, Lei para Crimes Políticos?

    Não é porque vamos chamar um leão de gatinho que este se estiver com fome deixe de nos devorar, porque um gato é um gato, um leão é um leão e um PRISIONEIRO POLÍTICO É UM PRISIONEIRO POLÍTICO.

    • Meu caro RDMaestri, tu tens

      Meu caro RDMaestri, tu tens muita razão, porém a questão atualmente se assemelha aquela que vivemos na outra ditadura (a dos milicos), quando os movimentos de esquerda tinham essa visão mas o povo não. E se o povão que está perdendo todos os seus direitos não está tendo coragem nem de se manifestar nas redes sociais, porque senão não conseguem nem se empregar, já que todo o seu perfil e consultado e perseguido na internet para te dar a vaga de emprego, imagina esse que esse povo não está indo para os protestos!?

      Exatamente assim aconteceu na ditadura anterior, quando os movimentos de esquerda tiveram que partir sozinhos para o sacrifício, pois o povão, aquele para quem são feitos todos os movimentos, não consegue ver mais que novela e futebol. Isso é a única realidade realmente real que temos (redundância proposital).

      Hoje quem devia fazer manifestação são os parlamentares de esquerda. Greve de fome, amarrar-se no plenário, enfim endurecer para mostrar ao mundo o que está acontecendo por aqui, sem essas iniciativas temo que nada vai acontecer, infelizmente!

  6. Em 94 (link oferecido no

    Em 94 (link oferecido no comentário anterior.)

    Barranco ameaça vinte casas de desabamento

    DA FT

    Vinte casas que ficam à beira de um barranco de 15 metros de altura, no Parque São Rafael (zona leste de São Paulo), estão ameaçadas de desabamento.
    O problema no bairro começou há aproximadamente um ano, quando uma grande quantidade de terra foi comprada pela prefeitura, comprometendo o local.
    A terra foi retirada para que pudesse servir de aterro em um dos depósitos de lixo da prefeitura.
    O terreno pertence às famílias Zarzur, Zogbi e Nigri, que já receberam intimação da Prefeitura de São Paulo para recolocar terra.
    O objetivo da intimação é fazer com os donos do terreno diminuam os riscos de deslizamentos no local.
    Antônio Carlos Gilbertone e Nelson da Silva são donos de uma marcenaria no local onde há risco desabamentos.
    Segundo Gilbertone e Silva, até agora cinco casas já foram interditadas pela prefeitura.
    “Toda segunda-feira eles dizem que vão começar as obras e nada acontece”, conta Gilbertone. 

  7. Ou o povão começa a reagir ou

    Ou o povão começa a reagir ou será engolido pelo minotauro golpista. 

    Esse mesmo minotauro sequer está pagando seguro-desemprego e ainda fala em praticamente extiguir pensões e aposentadorias. Estamos a cavar o porão do fundo do poço.

  8. Nelson Jobim, se a area for

    Nelson Jobim, se a area for esta que relatei, quem comanda esta reitengração como autor é voce? Afinal voce é(ou era) adv da familia.

  9.  Meu Deus.
     
    Para quem não

     Meu Deus.

     

    Para quem não sabe descumprimento de ordem judicial (não sair em uma ação de despeso voluntariamente) é crime.

    Só porque ele é do MTST não pode ser preso por isso?

     

    Obrigado (:

    Menos cabresto mais bom senso por favor!

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome