A cada 10 músicas uma mulher é homenageada, por Railídia Carvalho

Do Vermelho

 
“Vai ser coxo na vida é maldição pra homem. Mulher é desdobrável, Eu sou.”, versou Adélia Prado no poema Com Licença Poética. Mulher é Capitu, é Maria da Vila Matilde, é Coisa Feita, Nome Sagrado. Quer beijos, tem desejos, Cio, é musa, é rainha, desagua de rir e de chorar em Milágrimas porque a Vida nos fez assim. Mas Si Mi Rélá vai ter. Traduzindo essa comoção em sons, o Portal Vermelho compartilha 10 canções para março, abril, maio, junho, julho…..
 
Por Railídia Carvalho 
 
Elas…por eles e por elas na inspiração de Luiz Tatit, Ná Ozzetti, Paulo Padilha, Douglas Germano, Paula Sanches, Alice Ruiz, Itamar Assumpção, Anelis Assumpção, Beth Carvalho, José Ribeiro, Guilherme de Brito, Nelson Cavaquinho, Paulo Emílio, Aldir Blanc, João Bosco, Moacyr Luz, Argemiro, Teresa Cristina, Maria Bethânia, Adriana Calcanhoto, Anaí Rosa, Banda Mantiqueira e Kiko Dinucci.

Capitu (Luiz Tatit)

Si Mi Re Lá (Paulo Padilha)
 

Maria da Vila Matilde (Douglas Germano)
 

Milágrimas (Alice Ruiz e Itamar Assumpção)
 

Nome Sagrado (José Ribeiro, Guilherme de Brito e Nelson Cavaquinho)

 

Coisa Feita (Paulo Emílio, João Bosco e Aldir Blanc)

 

Rainha Negra (Aldir Blanc e Moacyr Luz)
 

A Vida me fez Assim (Argemiro e Teresa Cristina)

 

Beijo Sem (Adriana Calcanhoto)
 

Cio (Douglas Germano e Kiko Dinucci)

 

0gif-tarja-autores-que-sigo.jpg

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora