A vez dos tribunais, por Jota A. Botelho


 

A vez dos tribunais, por Jota A. Botelho

A canção que abre o primeiro álbum de Zeca Afonso, Coro dos Tribunais, gravado após a Revolução dos Cravos, ocorrida em 25 abril de 1974. José Manuel Afonso dos Santos (1929-1987), também conhecido pelo diminutivo de Zeca Afonso, famoso pela canção que se tornaria a senha do movimento de abril em Portugal, ‘Grândola, Vila Morena’, considerado o travador da liberdade lusitana, neste disco conta com a colaboração de alguns dos músicos mais interventivos na sociedade portuguesa da época, como Adriano Correia de Oliveira, Carlos Alberto Moniz, Michel Delaporte, Yório Gonçalves, Vitorino, Fausto (arranjos e direção musical) e José Niza (produção do LP). Um destaque especial também pela capa do álbum ao artista gráfico José Brandão. Com letra de Bertolt Brecht, na versão de Luis Francisco Rebelo, e adaptação musical de Zeca Afonso. 


Coro dos Tribunais, música de Zeca Afonso


clique p/ampliar

Foram-se os bandos de chacais
Chegou a vez dos tribunais
Vão reunir o bom e o mau ladrão
Para votar sobre um caixão
Quando o inocente se abateu
Inda o morto não morreu
Quando o inocente se abateu
Inda o morto não morreu

A decisão do tribunal
É como a sombra do punhal
Vamos matar o justo que ali jaz
Para quem julga tanto faz
Já que o punhal não mata bem
A lei matemos também
Já que o punhal não mata bem
A lei matemos também

Soa o clarim soa o tambor
O morto já não sente a dor
Quando o deserto nada tem a dar
Vem as águias almoçar
O tribunal dá de comer
Venham assassinos ver
O tribunal dá de comer
Venham assassinos ver

Se o criminoso se escondeu
Nada de novo aconteceu
A recompensa ao punho que matou
Uma fortuna a quem roubou
Guarda o teu roubo guarda-o bem
Dentro de um papel a lei
Guarda o teu roubo guarda-o bem
Dentro de um papel a lei

***

P.S.: Através da voz deste grande trovador da canção portuguesa, autor desta bela canção em nome da justiça e da liberdade reclamadas pelo povo português naquela ocasião, rendemos nossa pequena homenagem à Revolução dos Cravos, que certamente será comemorada no próximo dia 25 de abril deste ano de 2017.

https://www.youtube.com/watch?v=jWcSdfn94gI align:center
___

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora