Alfenim…

Délcio Carvalho canta ALFENIM, de Carlota Marques e Délcio Carvalho. Resgate de Luciano Hortencio.

Resgate de Luciano Hortencio

Délcio Carvalho canta ALFENIM, de Carlota Marques e Délcio Carvalho

Ah, mas que vontade me deu de chorar
Com essa canção assim solta no ar
Parece até que foi feita pra mim
E eu me comovo como um alfenim
Com as redondilhas desse versejar
Embaraçando todo meu festim.

Vento que agita minha emoção
Dias vividos soltos na paixão
De tudo aquilo que só despertou
Quem só se deu inteiro ao que amou
Quem entrega a alma à imensidão
De um mar aberto feito de perdão

Canta e canta tudo o que existe em mim
Encerra a festa deste arlequim
E não me atires noutros carnavais
Iguais a tantos que não voltam mais
Que despedaçam coração sem paz
Que se embriaga errante vendo o fim
Doendo assim.

Délcio Carvalho – ALFENIM – Carlota Marques – Délcio Carvalho.
Álbum: Délcio Carvalho – A Lua e o Conhaque – CPC-UMES – CPC 527.
Ano de 2000.
Fotos: Alfenim – Manuela Cardoso Terceira – Alvaro Saraiva.
Coisas que o tempo levou.
luciano hortencio.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Um novo olhar sobre os afro-sambas, por Aquiles Rique Reis