Beija-me, beija-me, beija-me!!!, por Luciano Hortencio

BEIJA-ME, o excelente samba de Roberto Martis e Mário Rossi, foi regravado pela cantora Ludmilla e é tema de abertura da novela das sete SALVE-SE QUEM PUDER.

Beija-me, beija-me, beija-me!!!, por Luciano Hortencio

BEIJA-ME, o excelente samba de Roberto Martis e Mário Rossi, foi regravado pela cantora Ludmilla e é tema de abertura da novela das sete SALVE-SE QUEM PUDER.

BEIJA-ME foi originalmente gravado por Cyro Monteiro em abril de 1943.

As Três Marias e a Orquestra do Maestro Zaccarias registraram o samba em 14 de janeiro de 1944. Nessa gravação As Três Marias cantam somente o refrão do e o Maestro Zaccarias e sua Orquestram dão conta do recado completo do samba.

Em 1959 foi a vez de Lúcio Alves interpretar BEIJA-ME no disco Lúcio Alves, sua voz íntima, sua Bossa Nova, interpretando sambas em 3-D.

Em 1960, BEIJA-ME foi interpretado por Roberto Silva e Elza Soares, essa última no disco do início desse post.

Há ainda as interpretações de Zeca Pagodinho e Ney Matogrosso.

Beija-me!
Deixa o teu rosto coladinho ao meu
Beija-me!
Eu dou a vida pelo beijo teu
Beija-me!
Quero sentir o teu perfume
Beija-me com todo o teu amor
Se não eu morro de ciúme. (bis)

Ai! Ai! Ai! Que coisa boa!
O beijinho do meu bem
Dito assim parece à tôa
O feitiço que ele tem
Ai! Ai! Ai! Que coisa louca!
Que gostinho divinal
Quando eu ponho a minha boca
Nesses lábios de coral.
Beija-me, beija-me, beija-me!

As interpretações abaixo constam do canal youtube luciano hortencio.