Candeia e o racismo

Do compositor e militante negro, Candeia

Em defesa de um ideal

” Eu não sou africano

Nem norte-americano

Ao som da viola e pandeiro

Sou mais o samba brasileiro”

“…Negro, acorda, é hora de acordar

Não negue a raça

Torne toda manhã

Dia de graça.

Negro, não humilhe

Nem se humilhe a ninguém

Todas as raças

Já foram escravas também… “

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora