Da Ruiva Suplência

Por Renata Nassif

Olá, todos!
Vou liberar os comentários.
Reclamações só com a Chefia! ;o)

Deixo com vocês um poema do Fábio Souza, da Comunidade Verso e Prosa.

CRISE
Crise maldita
Desdita, proscrita.
– Futuro incerto –
Se és infinita
E estás tão perto,
Diz, como eu lavro este deserto?

E um vídeo da excepcional Nina Simone, cantando I loves you, Porgy

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Maradona/Nas abas do coração, por Romério Rômulo

16 comentários

  1. Renata, essa musica e´o
    Renata, essa musica e´o maximo. Mas confesso a voce, que e´poetisa, que sou um abosoluto ignorante na materia.
    Porem, nao tao ignorante a ponto de nao me emocionar profundamente com os versos abaixo:
    ” Ainda e´cedo amor, mal começaste a conhecer a vida,
    Ja´anuncias a hora da partida,
    Sem saber mesmo o rumo que iras tomar,
    Preste a atençao querida,
    Embora u saiba que ests resolvida,
    Em cada esquina cai um pouco a tua vida,
    E em pouco tempo nao sera mais o que es,
    Ouça bem amor, preste atençao, o mundo e´ um moinho,
    Vai triturar teus sonhos mais mesquinhos,
    Vai reduzir as iludoes a po´,
    Preste atençao querida, de cada amor tu herdaras so´o cinismo,
    Quando notares etaras a beira do abismo,
    Abismo que cavates com teus pes”.

    Cartola nao teve nenhuma educaçao formal, era lavador de carros, e eu sempre imaginei que essa musica tinha sido composta para alguma namorada ou coisa semelhante.
    Estava errado. Descobri na semana passada, no Bar do Anastacio, que ele fez essa magnifica poesia quando descobriu que sua filha havia se tornado prostituta.
    Esse humilde lavador de carros, descoberto por Sergio Porto, e´um dos grandes poetas de nossa musica. O Brasil e´um pais estranho: ano passado fez 100 anos do nascimento do Cartola e quase que nao houve comemoraçoes. Esses politicos sao uns cretinos. Dao nomes de aeroportos, hospitais, avenidas e escolas apenas a seus comparsas.
    Eu acho que o sambodromo do Rio de Janeiro deveria se chamar Sambodromo Angenor de Oliveira.

  2. Para o Leao
    Olha, Leao, eu
    Para o Leao
    Olha, Leao, eu conhecia desde há muito tempo a origem dessa música, mas como feita pelo Cartola para a filha porque ela resolveu sair de casa para morar sozinha: coisa que até os anos 60 era séria para uma moça de família. Acho que essa história de ser prostituta veio do clássico “Quem conta um conto aumenta um ponto”; pode ser que eu esteja errada.

    Agora, sobre a cultura de Cartola, ele era um auto-didata, passava horas numa Biblioteca lendo autores. Esse sentido do adjetivo mesquinhos, que ele usa nessa letra, nao é o nosso sentido de hoje (de mesquinharia, etc), e sim o sentido em que o adjetivo era usado por Camoes (= pequeno, frágil, desprotegido). Assim no epiódio de Inês de Castro: “O caso triste e digno da memória/ Que do sepulcro os homens desenterra/ Aconteceu da mísera e mesquinha [a Inês…] / Que depois de ser morta foi rainha”.

  3. Renata, apenas para
    Renata, apenas para retificar

    A poesia da Cecília Meireles que postei na sua última suplência,
    chamava-se, diferente do que postei:

    Canção Mínima

    No mistério do sem-fim
    equilibra-se um planeta.
    E, no planeta um jardim,
    e, no jardim, um canteiro;
    no canteiro uma violeta,
    e, sobre ela, o dia inteiro,
    entre o planeta e o sem-fim,
    a asa de uma borboleta.

    Cecília Meireles

  4. BBC diz que Globo causa
    BBC diz que Globo causa divórcios

    Um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) sugere uma ligação entre as populares novelas da TV Globo e um aumento no número de divórcios no Brasil nas últimas décadas.
    Na pesquisa, foi feito um cruzamento de informações extraídas de censos nos anos 70, 80 e 90 e dados sobre a expansão do sinal da Globo – cujas novelas chegavam a 98% dos municípios do país na década de 90.

    Segundo os autores do estudo, Alberto Chong e Eliana La Ferrara, “a parcela de mulheres que se separaram ou se divorciaram aumenta significativamente depois que o sinal da Globo se torna disponível” nas cidades do país.

    Além disso, a pesquisa descobriu que esse efeito é mais forte em municípios menores, onde o sinal é captado por uma parcela mais alta da população local.

    Instrução

    Os resultados sugerem que essas áreas apresentaram um aumento de 0,1 a 0,2 ponto percentual na porcentagem de mulheres de 15 a 49 anos que são divorciadas ou separadas.

    “O aumento é pequeno, mas estatisticamente significativo”, afirmou Chong.

    Os pesquisadores vão além e dizem que o impacto é comparável ao de um aumento em seis vezes no nível de instrução de uma mulher. A porcentagem de mulheres divorciadas cresce com a escolaridade.

    O enredo das novelas freqüentemente inclui críticas a valores tradicionais e, desde os anos 60, uma porcentagem significativa das personagens femininas não reflete os papéis tradicionais de comportamento reservados às mulheres na sociedade.

    Foram analisadas 115 novelas transmitidas pela Globo entre 1965 e 1999. Nelas, 62% das principais personagens femininas não tinham filhos e 26% eram infiéis a seus parceiros.

    Nas últimas décadas, a taxa de divórcios aumentou muito no Brasil, apesar do estigma associado às separações. Isso, segundo os pesquisadores, torna o país um “caso interessante de estudo”.

    Segundo dados divulgados pela ONU, os divórcios pularam de 3,3 para cada 100 casamentos em 1984 para 17,7 em 2002.

    “A exposição a estilos de vida modernos mostrados na TV, a funções desempenhadas por mulheres emancipadas e a uma crítica aos valores tradicionais mostrou estar associada aos aumentos nas frações de mulheres separadas e divorciadas nas áreas municipais brasileiras”, diz a pesquisa.

  5. Este blog é cultura na veia.
    Este blog é cultura na veia. Depois dessa aula sobre significado de mesquinho fica mais que evidente não lbasta ler apenas o blog. O duro é ter tempo. Só o blog já demanda muito.

  6. Renata,
    Que maravilha! Olha
    Renata,
    Que maravilha! Olha que já pesquisei a Nina Simone no YouTube e passei batido por este Gershwin. Sou daqueles que agradece por cada som bonito que a vida me dá. Estroubéris para você!
    Abraço
    Henrique Marques Porto

  7. Oi Renata, curtia Nina
    Oi Renata, curtia Nina Simona, já mais velha, num LP, gravado em Paris e que me caiu nas mãos. Vejo a Simone, ou melhor ouço, como o Bola de Nieve, um cubano que foi expulso da Cuba de Fidel, por ser homossexual. Só que Bola era ele e piano. Um “cantante” ou chansonier, que com muita dramaticidade cantava suas músicas, cortadas quase por um soluço. De raiz, como todo intérpetre.

  8. Renata, será que vc pode
    Renata, será que vc pode explicar por que os meus cometário são automaticament deletados, com uma aba que diz “seu comentário está sendo repetido” ou coisa assim. Nassif fala que deve ser engano meu. Acabei de fazer um comentário sobre a Nina Simone e ele foi automaticamente deletado.Me responde, vc tem aí meu nome e endereço. Abraços…

    Deve ser problemas do sistema, quando se tecla duas vezes a tecla enviar.

  9. Renata, será que vc pode
    Renata, será que vc pode explicar por que os meus cometário são automaticament deletados, com uma aba que diz “seu comentário está sendo repetido” ou coisa assim. Nassif fala que deve ser engano meu. Acabei de fazer um comentário sobre a Nina Simone e ele foi automaticamente deletado.Me responde, vc tem aí meu nome e endereço. Abraços…
    “dectado comentário repetido”

  10. Renata, será que vc pode
    Renata, será que vc pode explicar por que os meus cometário são automaticament deletados, com uma aba que diz “seu comentário está sendo repetido” ou coisa assim. Nassif fala que deve ser engano meu. Acabei de fazer um comentário sobre a Nina Simone e ele foi automaticamente deletado.Me responde, vc tem aí meu nome e endereço. Abraços…
    “dectado comentário repetido”- “parece que vc já sabe sobre isso”

    É algum pepino de sistema. Talvez você tenha apertado duas vezes a tecla de enviar.

  11. Obrigado Renata pela
    Obrigado Renata pela estupenda Nina Simone, foram alguns minutos de felicidade na solidão de pesquisa do meu doutorado.

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome